Poemas para Brincar

Cerca de 1350 poemas para Brincar

Amor

Vamos brincar, amor? vamos jogar peteca
Vamos atrapalhar os outros, amor, vamos sair correndo
Vamos subir no elevador, vamos sofrer calmamente e sem precipitação?
Vamos sofrer, amor? males da alma, perigos
Dores de má fama íntimas como as chagas de Cristo
Vamos, amor? vamos tomar porre de absinto
Vamos tomar porre de coisa bem esquisita, vamos
Fingir que hoje é domingo, vamos ver
O afogado na praia, vamos correr atrás do batalhão?
Vamos, amor, tomar thé na Cavé com madame de Sevignée
Vamos roubar laranja, falar nome, vamos inventar
Vamos criar beijo novo, carinho novo, vamos visitar N. S. do Parto?
Vamos, amor? vamos nos persuadir imensamente dos acontecimentos
Vamos fazer neném dormir, botar ele no urinol
Vamos, amor?
Porque excessivamente grave é a Vida.

Vinicius de Moraes
Jardim noturno: poemas inéditos

Os Sentimentos Humanos certo dia se reuniram para brincar. Depois que o Tédio bocejou três vezes porque a Indecisão não chegava a conclusão nenhuma e a Desconfiança estava tomando conta, a Loucura propôs que brincassem de esconde-esconde. A Curiosidade quis saber todos os detalhes do jogo, e a Intriga começou a cochichar com os outros que certamente alguém ali iria trapacear.
O Entusiasmo saltou de contentamento e convenceu a Dúvida e Apatia, ainda sentadas num canto, a entrarem no jogo. A Verdade achou que isso de esconder não estava com nada, a Arrogância fez cara de desdém pois a idéia não tinha sido dela, e o Medo preferiu não se arriscar: “Ah, gente, vamos deixar tudo como esta”, e como sempre perder a oportunidade de ser feliz.
A primeira a se esconder foi a Preguiça, deixando-se cair no chão atrás de uma pedra, ali mesmo onde estava. O Otimismo escondeu-se no arco-íris, e a Inveja se ocultou junto a Hipocrisia, que sorrindo fingidamente atrás de uma arvore estava odiando tudo aquilo.
A Generosidade quase não conseguia se esconder porque era grande, e ainda queria abrigar meio mundo, a Culpa ficou paralisada pois já estava mais do que escondida em si mesma, a Sensualidade se estendeu ao sol num lugar bonito e secreto para saborear o que a vida lhe oferecia, porque não era nem boba nem frígida; o Egoísmo achou um lugar perfeito onde não cabia ninguém mais.
A Mentira disse para Inocência que ia se esconder no fundo do oceano, onde a inocente acabou afogada, a Paixão meteu-se na cratera de um vulcão ativo, e o Esquecimento já nem sabia o que estava fazendo ali.
Depois de contar 99 a Loucura começou a procurar.
Achou um, achou outro, mas ao remexer num arbusto espesso ouviu um gemido: era o Amor, com os olhos furados pelos espinhos.
A loucura o tomou pelo braço e seguiu com ele, espalhando beleza pelo mundo. Desde então o Amor é cego e a Loucura o acompanha.
Juntos fazem a vida valer a pena.

Quero sempre poder ter um sorriso estampando em meu rosto,
Mesmo quando a situação não for muito alegre...
E que esse meu sorriso consiga transmitir paz
para os que estiverem ao meu redor.
Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém...
E poder ter a absoluta certeza de que esse alguém
também pensa em mim quando fecha os olhos,
que faço falta quando não estou por perto.
Queria ter a certeza de que apesar de minhas
renúncias e loucuras, alguém me valoriza
pelo que sou, não pelo que tenho...
Que me veja como um ser humano completo,
que abusa demais dos bons sentimentos
que a vida proporciona,
que dê valor ao que realmente importa,
que é meu sentimento... e não brinque com ele.

Adriana Britto

Nota: Trecho adulterado de um poema da autora.

Você quer brincar de amor
Eu quero só te amar
Você quis por um momento
E eu sempre quis ficar
Mas em nossas diferenças
Nada é mais igual
Do que nós dois
Da certeza desse amor
Eu nunca duvidei
Porque tudo era bonito
Eu eu me acostumei
Às palavras de amor que eu nunca
Acreditei mas aceitei...

Ah! Você tem coisas tão difíceis de entender
Um jeito ausente tão presente no olhar
Como quem ama e sente medo de gostar
Ah! Eu não entendo esta paixão
Que eu vivo com você
Que esquece o tempo e deixa a cama por fazer
E esse ciúme que eu não queria ter
Ah! Você tem coisas tão...

Vocês não sabem como é divertido o absoluto ceticismo. Pode-se brincar com a hipocrisia alheia como quem brinca com a roleta russa com a certeza de que a arma está descarregada.

A minha maneira de brincar é dizer a verdade. É a brincadeira mais divertida do mundo.

Os grandes erram sempre ao brincar com os seus inferiores. A brincadeira é um jogo, e um jogo pressupõe igualdade.

A cada passo encontramos cãezinhos a brincar uns com os outros; parece que entre eles reina sincera amizade; mas se lhes atirardes um osso quando brincam, ei-los inimigos; pegam de rosnar, ameaçando, e daí a pouco dilaceram-se. Tal é, frequentemente, a amizade dos irmãos, de pais e de filhos.

Ao brincar, a criança assume papéis e aceita as regras próprias da brincadeira, executando, imaginariamente, tarefas para as quais ainda não está apta ou não sente como agradáveis na realidade.

Se eu disser que eu te amo, acredite. Não sou de brincar com sentimentos, sei o quanto dói.

O correr das águas, a passagem das nuvens, o brincar das crianças, o sangue nas veias. Esta é a música de Deus.

A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar duram uma eternidade. A vida não é de se brincar porque um belo dia se morre.

Desconhecido
RÓNAI, C (Org.) Caiu na rede: os textos falsos da internet que se tornaram clássicos. Rio de Janeiro: Agir, 2006.

Nota: Trecho de "Há momentos", texto de autoria desconhecida, muitas vezes atribuído, de forma errônea, a Clarice Lispector. Apenas a última frase pertence a escritora, e é adaptação de uma frase do livro "Uma Aprendizagem ou O Livro dos Prazeres".

...Mais

Vamos brincar de imaginar um mundo diferente?
As pessoas deixam de ser coisas e passam a ser gente!

Brincar com crianças não é perder tempo, é ganhá-lo; se é triste ver meninos sem escola, mais triste ainda é vê-los sentados enfileirados em salas sem ar, com exercícios estéreis, sem valor para a formação do homem.

Nós não paramos de brincar porque envelhecemos, mas envelhecemos porque paramos de brincar.

Karl Groos
Hall, Stanley, G. Adolescence: Its Psychology and Its Relations to Physiology, Anthropology, Sociology, Sex, Crime, Religion and Education (1904).

Nota: A citação também costuma ser atribuída a George Bernard Shaw, Oliver Wendell Holmes e Herbert Spencer, mas não há fontes que confirmem essas autorias.

...Mais

Nós não paramos de brincar porque ficamos velhos, nós ficamos velhos porque paramos de brincar.

Karl Groos
Hall, Stanley, G. Adolescence: Its Psychology and Its Relations to Physiology, Anthropology, Sociology, Sex, Crime, Religion and Education (1904).

Nota: A citação também costuma ser atribuída a George Bernard Shaw, Oliver Wendell Holmes e Herbert Spencer, mas não há fontes que confirmem essas autorias.

...Mais

Se você não brincar com a vida, a vida brigará com você. (O Futuro da Humanidade)

Mensagem

Se a brisa da manhã
Tocar o teu rosto
E num gracejo fogoso
Fizer teus cabelos brincar,
Saiba que é um carinho meu
Que sem querer dizer adeus
Pedi ao vento para te entregar...

Se ao andar pelas matas
Sentir o cheiro da vida,
De folhas secas e molhadas ,
Perfume de flores, pode ser jasmim
Ou qualquer coisa assim...
É ainda a minha mensagem
Que vai com o meu perfume
Para você jamais esquecer de mim...

Ao ouvir barulho de água
Cristalina, limpa, pura,
Vai te lembrar minhas loucuras
Tentando te conquistar...
Uma cachoeira encantada
Vai te lembrar minha risada
Quando eu só existia pra te amar

E ao ouvir pássaros cantando
Em alguns galhos namorando,
Recordará algumas canções
Que a gente escutava baixinho
Jogados em qualquer cantinho,
Deixando a canção dizer
O que havia em nossos corações...

Se uma gota de orvalho
Atrevida em tua face pingar
E mais uma outra ainda insistente cair,
É apenas uma lágrima que escorregou
É essa imensa saudade a me consumir
Saudade de você meu grande amor...

E ao cair da tarde
Quando tudo for silêncio ,
Olhe para o horizonte,
Na tua rede a balançar
Escuta quando a noite chegar,
A mesma estrela vai te dizer
Que mesmo que nunca mais te encontre
Eu jamais vou te esquecer...

Acredito que casamento vai além de brincar de casinha. Vejo muitos casais se separando porque o casamento não deu certo, se bem que eles nem tentaram e nem passaram por nada. Casamento é coisa séria. Ouvi muito antes de casar se tinha certeza do que queria, porque não era fácil, ouvi até a frase de "quem está fora quer entrar, quem está dentro quer sair". Não acredito nisso, óbvio, todo o casal tem seus problemas, mas, quando estão dispostos a viver juntos, quando se amam de verdade e estão com o propósito maior do que simplesmente parecer ser o casal perfeito para a sociedade, tem que ser perfeito um para o outro e isso já basta, com respeito, cumplicidade e amizade. Casamento vai além das crises, vai além dos filhos, casamento é coisa séria, não é só casou, se não der certo a gente se separa. É passar pela prova a cada dia, tem fases turbulentas, mas tem as maravilhosas, a esposa tem que ser sábia e o esposo também, muitas pessoas tem que entender que se fosse fácil não teria graça, duas pessoas diferentes dividindo a vida juntos, olha que coisa mais linda, a essência disso tem que ser admirada.

Quando a batalha é difícil, a comemoração é a melhor, pois você sabe o quão árduo foi para chegar até ali. Então por que desistir na primeira tempestade? Depois você vai ver que, na próxima, você vai olhar da janela e querer dançar na chuva com o seu companheiro. Hoje as pessoas desistem umas das outras muito fácil. Não desista do seu companheiro, não desista do seu presente de Deus. Sim, um presente. Deus quando te colocou no ventre da sua mãe já traçou toda a sua vida. Ele sabe por tudo o que você vai passar, tudo o que você vai querer e tudo o que você vai ter. Desde lá, em outro ventre, Ele estava formando o seu companheiro, o seu presente. Então, receba, aceite e aprecie. Não jogue fora, não desista, simplesmente se permita viver, lutar e ser feliz.

Desculpe...
Queria poder te amar,
Mas não sei brincar de amor,
Vou te avisar
Que não adianta na minha frente desfilar,
Não sei nem vou aprender
A amar...