O Telefone Toca

Cerca de 83 frases e pensamentos: O Telefone Toca

Feche a porta do seu quarto
Porque se toca o telefone pode ser alguém
Com quem você quer falar
Por horas e horas e horas.

Com 20 anos, seu telefone toca e você da um salto duplo carpado. Com 30 você ignora porque finalmente você achou uma posição boa no sofá!!!

Não demos certo por uma incompatibilidade de agendas: a minha é Louis Vuitton e a dele, do Grêmio ;)

"Não é você. E lá vem você me perguntar porque é que estão todos casando, e falar pela trigésima vez que você vai acabar sozinho e não deve nada a ninguém. E lá vem você me olhar apaixonado e, no segundo seguinte, frio. E me falar para eu não sofrer e para eu ir embora e para eu não esperar nada e para eu não desistir de você. E eu me digo que não é você. Porque, se fosse, meu sono seria paz e não vontade de morrer."

"E lembro da primeira vez que eu te vi e te achei meio feio, vesgo, estranho. Até que você me suspendeu no ar por razão nenhuma eu tive certeza que meu filho nasceria um pouco feio, vesgo e estranho."

E mesmo sorrindo por ai, cada um sabe a falta que o outro faz ()

Um telefone toca num fim de tarde, começo de noite . . .

* Alô?
* Pronto.
Ele: - Voz estranha... Gripada?
Ela: - Faringite.
Ele: - Deve ser o sereno. No mínimo tá saindo todas as noites pra badalar.
Ela: - E se estivesse? Algum problema?
Ele: - Não, imagina! Agora, você é uma mulher livre.
Ela: - E você? Sua voz também está diferente. Faringite?
Ele: - Constipado.
Ela: - Constipado? Você nunca usou esta palavra na vida.
Ele: - A gente aprende.
Ela: - Tá vendo? A separação serviu para alguma coisa.
Ele: - Viver sozinho é bom. A gente cresce.
Ela: - Você sempre viveu sozinho. Até quando casado só fez o que quis.
Ele: - Maldade sua, pois deixei de lado várias coisas quando a gente se casou.
Ela: - Evidente! Só faltava você continuar rebolando nas discotecas com as amigas.
Ele: - Já você não abriu mão de nada. Não deixou de ver novela, passear no shopping,
comprar jóias, conversar ao telefone com as amigas durante horas.

. . . Silêncio . . .

Ela: - Comprar jóias? De onde você tirou essa idéia? A única coisa que comprei
em quinze anos de casamento foi um par de brincos.
Ele: - Quinze anos? Pensei que fosse bem menos.
Ela: - A memória dos homens é um caso de polícia!
Ele: - Mas conversar com as amigas no telefone ...
Ela: - Solidão, meu caro, cansaço ... Trabalhar fora, cuidar das crianças e ainda
preparar o jantar para o HERÓI que chega à noite... Convenhamos, não chega a
ser uma roda-gigante de emoções ...
Ele: - Você nunca reclamou disso.
Ela: - E você me perguntou alguma vez?
Ele: - Lá vem você de novo... As poucas coisas que eu achava que estavam certas...
Isso também era errado!?
Ela: - Evidente, a gente não conversava nunca ...
Ele: - Faltou diálogo, é isso? Na hora, ninguém fala nada. Aparece um impasse e
as mulheres não reclamam. Depois, dizem que Faltou diálogo.
As mulheres são de Marte !
Ela: - E vocês são de Saturno!

. . . Silêncio . . .

Ele: - E aí, como vai a vida?
Ela: - Nunca estive tão bem. Livre para pensar, ninguém pra Me dizer o que devo fazer ...
Ele: - E isso é bom?
Ela: - Pense o que quiser, mas quinze anos de jornada são de enlouquecer qualquer uma.
Ele: - Eu nunca fui autoritário!
Ela: - Também nunca foi compreensivo!
Ele: - Jamais dei a entender que era perfeito. Tenho minhas limitações como qualquer
mortal ...
Ela: - Limitado e omisso como qualquer mortal.
Ele: - Você nunca foi irônica.
Ela: - Isso a gente aprende também.
Ele: - Eu sempre te apoiei.
Ela: - Lógico. Se não me engano foi no segundo mês de casamento que você lavou a
única louça da tua vida. Um apoio inestimável ... Sinceramente, eu não sei o
que faria sem você? Ou você acha que fazer vinte caipirinhas numa tarde para um
bando de marmanjos que assistem ao jogo da Copa do Mundo era realmente
o meu grande objetivo na vida ?
Ele: - Do que você está falando?
Ela: - Ah, não lembra?
Ele: - Ana, eu detesto futebol.
Ela: - Ana!? Esqueceu meu nome também? Alexandre, você ficou louco?
Ele: - Alexandre? Meu nome é Ronaldo!

. . . Silêncio . . .

Ele: - De onde está falando?
Ela: - 2578 9922
Ele: - Não é o 2578 9222?
Ela: - Não.
Ele: - Ah, desculpe, foi engano.

Depois de um tempo ambos caem na gargalhada.

Ele: Quer dizer que você faz uma ótima caipirinha, hein?
Ela: - Modéstia à parte... Mas não gosto, prefiro vinho tinto.
Ele: - Mesmo? Vinho é a minha bebida preferida!
Ela: - E detesta futebol?
Ele: - Deus me livre... 22 caras correndo atrás de uma bola... Acho ridículo!
Ela: - Bem, você me dá licença, mas eu vou preparar o jantar.
Ele: - Que pena... O meu já está pronto. Risoto, minha especialidade!
Ela: - Mentira! É o meu prato predileto...
Ele: - Mesmo! Bem, a porção dá pra dois, e estou abrindo um Chianti também.
Você não gostaria de...
Ela: - Adoraria!

Ele dá o endereço.

... CUIDADO COM AS LINHAS CRUZADAS ...

mulher aflita
telefone toca
cafeteira apita

Eu odeio olhar pro lado e não ver você
Eu odeio quando o telefone toca e não é você
Eu odeio falar com vc e vc não me responder
Eu odeio não saber pensar em outra coisa sem ser você
Eu odeio só falar em você
Eu odeio não saber como você está
Eu odeio imaginar você com outra
Eu odeio saber q agora você pode estar nos braços de alguem q não te ama tanto quanto eu
Eu odeio ter q inventar alguma coisa pra fazer pra não ter q pensar em você
Eu odeio te ver online e não poder falar com vc
Eu odeio quando você fala comigo como se nada tivesse acontecido
Eu odeio pensar que você não me quer como única
Eu odeio quando você me trata como uma amiga qualquer
Eu odeio saber que não vou te ver
Eu odeio ter medo de você me esquecer
Eu odeio pensar que vc jah me esqueceu
Ah... como eu odeio

Encho a cara sozinha aos sábados esperando o telefone tocar, e nunca toca, ouvindo samba-canção e blues com caipira de vodca.

O telefone existe, mas não toca.

Inserida por alines2

Foram então aprender que, não se estando distraído, o telefone não toca, e é preciso sair de casa para que a carta chegue, e quando o telefone finalmente toca, o deserto da espera já cortou os fios.

Inserida por isabellarosa

Telefone toca, trin trin trin:
Vendedor diz: Bom dia
Cliente diz: Quero contratar seu serviço "X".
Vendedor diz: R$ 120,00 reais
Cliente diz: Esse é o menor preço?
Vendedor diz: Sim, senhora!
Cliente diz: SEU CONCORRENTE ESTÁ COBRANDO MAS EM CONTA QUE VOCÊ!
Vendedor diz: Realmente este é o valor. Mas nós dois podemos entrar em um bom senso que ambas as partes ficam satisfeitas?
Cliente diz: Então diga!
Vendedor diz: Vou baixar o valor para R$ 100,00 reais! O senhora se agradou?
Cliente diz: Não!!! SEU CONCORRENTE ESTÁ COBRANDO MENOS QUE ESTE VALOR!
Vendedor diz: Senhora quanto meu AMIGO DE PROFISSÃO ESTÁ TE COBRANDO?
Cliente diz: Pouco mais da metade que seu valor!
Vendedor diz: Senhora sugiro que você contrate meu AMIGO DE PROFISSÃO! E em outra oportunidade prestarei meus serviços p/ senhora, com toda qualidade que você desejar.
Cliente diz: Mas quero fazer com você, porque me falaram que você trabalha muito bem!
Vendedor diz: Mas é o que eu posso fazer!
Cliente diz: Muito obrigado pela atenção!
Vendedor diz: Por nada senhora eu que agradeço!
>
1 hora depois
>
Trin trin trin
Vendedor diz: Bom dia
Cliente diz: Sou a cliente que ligou pouco tempo atrás querendo contratar seus serviços, que você fez por R$ 100,00 reais!
Vendedor diz: Estou lembrado! Em que posso ajudar?
Cliente diz: Quero contratar por este valor mesmo! Como faço para pagar?
Vendedor diz: Você pode pagar 50% adiantado e o restante no dia da prestação do serviço!
Cliente diz: Muito obrigado, em 30 minutos chego na sua loja!
Vendedor diz: Aguardo a senhora, muito obrigado.
>
Dê valor ao seu trabalho, ao seu serviço por que nenhum outro ser humano vai te dar!
E não fale mau do seu CONCORRENTE, OPS ERREI AMIGO DE PROFISSÃO.

Encho a cara sozinha aos sábados esperando o telefone tocar, e nunca toca. Sofre horrores mas continua do bem, sempre inventando histórias com final feliz. Tenho medo de já ter perdido muito tempo. Tenho medo que seja cada vez mais difícil. Tenho medo de endurecer, de me fechar, de me encarapaçar dentro de uma solidão – escudo. E à noite eu ainda te espero, mesmo quando sei que você não virá, só para ter saudade.

Toda vez que toca o telefone
Eu penso que é você
Toda noite de insônia
Eu penso em te escrever
Pra dizer
Que o teu silêncio me agride.

Dói, sim. Dói muito. Vai passar. Mas que dói, dói.
Dói cada vez que toca o meu telefone, nas vezes em que chega uma mensagem, cada vez que leio meus e.mails.
Dói de dia, dói de tarde, dói de noite. E como dói.

Dói cada vez que não te acho no rosto das pessoas, nas ruas por onde ando, na minha vida.
Dói a ausência, a lembrança, a falta de esperança. Dói as vezes que fico sozinho, cada vez que chega a noite.
Dói quando respiro, quando transpiro, quando espirro. E dói demais, demais.
Dói como nunca doeu antes.

Dói quando ando, quando corro, quando paro. Dói no sol, no cinema, no chuveiro.
Dói quando lembro que não faço mais parte do seu dia a dia. Quando lembro dos nossos planos, dos nossos sonhos, dos nossos beijos.
Dói quando lembro que você não quis, que você não quer, que perdi você.
Dói, sim. E dói muito.

Mas vai ter que passar. Um dia passa.
Porque preciso, porque mereço, porque anseio.
Porque fiz tudo o que podia, mostrei tudo o que sentia, esperei mais do que devia.
Vai passar.

Toda vez que toca o telefone, eu penso que é você; toda noite de insônia eu penso em te escrever pra dizer que o teu silêncio me agride, e não me agrada ser um calendário do ano passado.
Pra dizer que teu crime me cansa, e não compensa entrar na dança depois que a música parou.

Triimm...

Breve silêncio...
O telefone toca,
Ansiedade volta.

O telefone não toca. Dói. Mas é Deus que me poupa.

Porque esse meu telefone não toca, não aguento mais esperar,amor, por favor, me liga, pois quando eu te liguei, ninguém atendeu, eu te amo, você me beijou, desmostrou um sentimento naquele momento, mas agora quando me olha ,desvia o olhar, eu nunca amei ninguém a esse ponto para implorar uma ligação, não faça isso comigo, eu te amo!

Toca o telefone
Alguém diz:
“Alô”
Os joelhos ?
Estremecem
A voz ?
Ela desaparece !
Suor, arrepios, tremor
Mas por fim
A coragem aflora e ele diz:
“Foi engano”

Inserida por valdirguimaraes

Como o telefone só toca de lá para cá,
então a gente só fica no compasso de espera...se contentando com sonhos, lembranças e pensamentos, maravilhosos!

Inserida por Lange64

" O telefone toca, eu atendo, a Alanis canta a minha música preferida, eu ouço alguém do outro lado da linha me chamar de maravilhosa e me encher de elogios. É óbvio que esses elogios são só para me levar pra cama. Tenho vontade de desligar o telefone, é uma pena eu ter acordado de bom humor. Então, o deixo falar... E ele continua a conversa falando de minhas qualidades sem ao menos respirar a cada elogio direcionado a mim. É incrível ver o quanto as pessoas se esforçam, elas até tentam, mas não conseguem alcançar um milímetro do meu coração. Acabam por tornarem-se apenas o que são: banais. E eu escuto a Alanis cantar o trecho da música mais linda de todas: " Eu sou um doce trabalho inacabado, erroneamente rotulada e subnutrida. Tratada como uma rosa sendo uma orquídia... " E eu tenho vontade de mandar esse cara pra aquele lugar só por ele estar atrapalhando a minha canção que eu tanto amo, me falando essas baboseiras que eu poderia até repetí-las de tanto já ter ouvido de outros caras. Porém, resolvo deixar pra lá, não vai adiantar nada mesmo. Deixa ele pensar que acredito em tudo o que fala. Os homens não gostam de mulheres espertas. Eles têm medo dessas mulheres. Um pouco por seu lado machista, mas um tanto por serem burros mesmo. É até divertido ver o quanto eles são incompetentes. E eu continuo sendo essa chata, desbocada e nem aí pra nada. Quero mesmo é que tudo se dane, que o mundo exploda e eu vire pó e cinzas. Afinal, essa é a única certeza que temos na vida: a certeza de que morreremos e ponto final. Acabou. Sem finais felizes, sem príncipes, sem gente 'pé no saco', sem vida, sem nada. Apenas pó e cinzas, jogadas ao vento, onde desaparecerão e não significarão mais nada. "

Solidão é o telefone que não toca, é a TV desligada, o rádio mudo, é o muro que separa da festa da vida lá fora, é o amado indo embora, é o mundo onde você se torna invisível sem pedir e sem querer.