Marques de Sade

Cerca de 53 frases e pensamentos: Marques de Sade
Donatien Alphonse François de Sade (1740 - 1814), o Marquês de Sade, foi um escritor, dramaturgo e filósofo francês, marcado pela pornografia e o desprezo pelos valores morais.

Eis, pois, a desordem necessária na manutenção das coisas celestes. Se o mal é útil ao mundo, por que queres reprimi-lo? Quem te garante que, de nossas desordens diárias, não nasça a ordem geral?

Ver é crer, mas sentir é estar certo.

Romantico, erótico, pornográfico, vida, razão, mulher, homem.

Mate-me ou aceite-me como eu sou. Antes de ser um homem da sociedade, sou-o da natureza e eu não mudarei.

Há tanto casal errado e portanto tanta infelicidade no mundo porque pais avarentos ou burros combinam antes bens que caracteres.

Os defeitos da mulher de quem sou amigo passam a meus olhos a serem qualidades.

Cumpre evitar crer em quimeras, mas, quando algo é universalmente comprovado e tem a singularidade do que foi descrito, cumpre baixar a cabeça, fechar os olhos e dizer: não entendo como os mundos flutuam no espaço; podem assim haver coisas também na Terra que eu não entenda.

A virtude de mostra mais não naquela que se furta a nunca ser seduzida, mas na bastante certa de si para se expor a tudo sem nada temer.

A Filosofia deve dizer tudo.

Quem corre de tras do maluco é maluco.

Inserida por Sade

Nada nunca resultara dessas relações de momento, de que uma mulher recolhia as flores sem correr o risco dos espinhos que acompanham em excesso esses arranjos, quando tomam a forma pública de um comércio regular.

Inserida por Gaybow

Era preciso que a amizade dos filhos fosse tão terna como a de seus pais. A natureza permitiu que os primeiros encontrassem nos prazeres com que se inebriam modos de se esquecer que os afastam involuntariamente dos autores de seus dias e lhes esfriam no coração os sentimentos, tão mais ardentes e sinceros na alma dos pais e mães.

Inserida por Gaybow

Existe uma soma de bem e de mal na natureza e é preciso uma certa quantidade de seres que pratiquem o bem e uma outra que se entrega ao mal.

Marquês de Sade Justine ou Os tormentos da virtude. São Paulo: Iluminuras, 2018.
Inserida por FilipeManuelNeto

⁠Por que se queixa de tua sorte, quando depende apenas de ti remediá-la?

Marquês de Sade Justine ou Os tormentos da virtude. São Paulo: Iluminuras, 2018.
Inserida por FilipeManuelNeto

Acredito que se existisse um Deus haveria menos mal sobre a terra; acredito que se o mal aqui existe, ou essas desordens são regidas por esse Deus, então eis um ser bárbaro, ou ele é incapaz de impedi-las, e eis então um Deus fraco e, em todos os casos, um ser abominável, um ser de quem eu devo desafiar as forças e desprezar as leis.

Marquês de Sade Justine ou Os tormentos da virtude. São Paulo: Iluminuras, 2018.
Inserida por FilipeManuelNeto

⁠Uma pessoa deve ter perdido a cabeça para acreditar em Deus.

Inserida por FilipeManuelNeto

⁠A religião deve ser baseada na moralidade e não a moralidade na religião.

Inserida por FilipeManuelNeto

⁠Vós, que tendes a foice na mão, dai à Árvore da Superstição o golpe final. Não vos contenteis em podá-la: arrancai pelas raízes essa planta de tantos efeitos nocivos.

Inserida por FilipeManuelNeto

Deixemos de acreditar que a religião pode ser útil ao Homem. Em vez disso, façamos boas leis e poderemos então dispensar a religião.

Inserida por FilipeManuelNeto

⁠O medo e a ignorância são dois pilares de toda e qualquer religião.

Inserida por FilipeManuelNeto