Mágoa de Amor

Cerca de 274 frases e pensamentos: Mágoa de Amor

‎A morte deixa uma mágoa que ninguém pode curar, o amor deixa uma memória que ninguém pode roubar.

Khalil Gibran
907 compartilhamentos

Nessa horas de silêncio.
de tristeza e de amor,
Eu gosto de ouvir ao longe,
cheio de mágoa e de dor,
o sino do companaro
que fala tão alto solitário
com esse som mortuário
que nos enche de pavor.

Cassimiro de Abreu
111 compartilhamentos

O que fazer quando angústia, ódio, mágoa, amor, saudade, tristeza, certezas, incertezas, lembranças, e muita vontade de ver e, ao mesmo tempo evitar ver, de querer e não querer ou mesmo não poder, batem na pessoa tudo ao mesmo tempo?

Quando tentamos abrir os olhos para algo novo, mas este novo demora mais do que queremos, quando queremos mudar, mas não conseguimos, quando quem tu quer, nunca mais estará por perto, ou mesmo, não saber se você quer ou não ela perto de novo...

Sentir aquele aperto no peito e saber que "aquela", nunca mereceu seus gestos, suas flores, seu pensamento, e agora, tão pouco seu sofrimento.

Algo que se batalha por tanto tempo, que se constrói, que se faz com amor, e você vê desmoronar como um castelo de areia à beira-mar e não poder fazer nada?

Digo uma coisa, sinto tudo isso, mas acho que encontrei a resposta... amigos, isso é o que fazer.

E tu, meu amigo, dizer que estou errado em sofrer tanto por alguém que não me merece, não vai adiantar, porque quanto mais passa o tempo mais eu percebo que eu me apaixonei pela pessoa errada, mas me apaixonei...

Cristiano Deon
651 compartilhamentos

Dorme sobre meu seio,
Sem mágoa nem amor...
No teu olhar eu leio
O íntimo torpor
De quem conhece o nada-ser
De vida e gozo e dor.

Fernando Pessoa
289 compartilhamentos

Resgatar o amor em meio a mágoa, o perdão em meio ao ressentimento, a alegria em meio a dor. Coisas que só um Deus que habita em nós pode fazer.

Davi Marcelo Galdino
741 compartilhamentos

A primeira vez

Você sempre me disse que sua maior mágoa era eu nunca ter escrito um texto sobre você. Nem que fosse te xingando, te expondo. Qualquer coisa.
Você sempre foi o único homem que me amou. E eu nunca te escrevi nem uma frase num papelzinho amassado.
Você sempre foi o único amigo que entendeu essa minha vontade de abraçar o mundo quando chega a madrugada. E o único que sempre entendeu também, depois, eu dormir meio chorando porque é impossível abraçar sequer alguém, o que dirá o mundo.
Outro dia eu encontrei um diário meu, de 99, e lá estava escrito “hoje eu larguei meu namorado sentado e dancei com ele no baile de formatura”. Ele, no caso, é você. Dei risada e lembrei que em todos esses anos, mesmo eu nunca tendo escrito nenhum texto para você, eu por diversas vezes larguei vários namorados meus, sentados, e dancei com você. Porque você é meu melhor companheiro de dança, mesmo sendo tímido e desajeitado.
Depois encontrei uma foto em que você está com um daqueles óculos escuros espelhados de maconheiro. E eu de calça colorida daquelas “bailarina”. E nessa época você não gostava de mim porque eu era a bobinha da classe. Mas eu gostava de você porque você tinha pintas e eu achava isso super sexy. E eu me achei ridícula na foto mas senti uma coisa linda por dentro do peito.
Aí lembrei que alguns anos depois, quando eu já não era mais a bobinha da classe e sim uma estagiária metida a esperta que só namorava figurões (uns babacas na verdade), você viu algum charme nisso e me roubou um beijo. Fingindo que ia desmaiar. Foi ridículo. Mas foi menos ridículo do que aquela vez, ainda na faculdade, que eu invadi seu carro e te agarrei a força. Você saiu cantando pneu e ficou quase dois anos sem falar comigo.
Eu não sei porque exatamente você não mereceu um texto meu, quando me deu meu primeiro cd do Vinícius de Morais. Ou quando me deu aquele com historinhas de crianças para eu dormir feliz. Ou mesmo quando, já de saco cheio de eu ficar com você e com mais metade da cidade, você me deu aquele cartão postal da Amazônia com um tigre enrabando uma onça.
Também não sei porque eu não escrevi um texto quando você apareceu naquela festa brega, me viu dançando no canto da mesa, e me disse a frase mais linda que eu já ouvi na minha vida “eu sei que você não gosta de mim, mas deixa eu te olhar mesmo assim”.
Talvez eu devesse ter escrito um texto para você, quando eu te pedi a única coisa que não se pede a alguém que ama a gente “me faz companhia enquanto meu namorado está viajando?”. E você fez. E você me olhava de canto de olho, se perguntando porque raios fazia isso com você mesmo. Talvez porque mesmo sabendo que eu não amava você, você continuava querendo apenas me olhar. E eu me nutria disso. Me aproveitava. Sugava seu amor para sobreviver um pouco em meio a falta de amor que eu recebia de todas as outras pessoas que diziam estar comigo.
Depois você começou a namorar uma menina e deixou, finalmente, de gostar de mim. E eu podia ter escrito um texto para você. Claro que eu senti ciúmes e senti uma falta absurda de você. Mas ainda assim, eu deixei passar em branco. Nenhuma linha sequer sobre isso.
Depois eu também podia ter escrito sobre aquele dia que você me xingou até desopilar todos os cantos do seu fígado. Eu fiquei numa tristeza sem fim. Depois pensei que a gente só odeia quem a gente ama. E fiquei feliz. Pode me xingar quanto você quiser desde que isso signifique que você ainda gosta um pouquinho de mim.
Minhas piadas, meu jeito de falar, até meu jeito de dançar ou de andar. Tudo é você. Minha personalidade é você. Quando eu berro Strokes no carro ou quando eu faço uma amiga feliz com alguma ironia barata. Tudo é você. Quando eu coloco um brinco pequeno ao invés de um grande. Ou quando eu fico em casa feliz com as minhas coisinhas. Tudo é você. Eu sou mais você do que fui qualquer homem que passou pela minha vida. E eu sempre amei infinitamente mais a sua companhia do que qualquer companhia do mundo, mesmo eu nunca tendo demonstrado isso. E, ainda assim, nunca, nunquinha, eu escrevi sequer uma palavra sobre você.
Até hoje. Até essa manhã. Em que você, pela primeira vez, foi embora sem sentir nenhuma pena nisso. Foi a primeira vez, em todos esse anos, que você simplesmente foi embora. Como se eu fosse só mais uma coisa da sua vida cheia de coisas que não são ela. E que você usa para não sentir dor ou saudade. Foi a primeira vez que você deixou eu te olhar, mesmo você não gostando de mim.
E foi por isso, porque você deixou de ser o menino que me amava e passou a ser só mais um que me usa, que você, assim como todos os outros, mereceu um texto meu.

Tati Bernardi
979 compartilhamentos

Prefiro chorar de dor do que de amor, pois a dor um dia passará, mas a mágoa do amor NUNCA!

Ezequias Clarindo
53 compartilhamentos

Ser mulher é difícil, queria uma maquiagem de amor-próprio à prova de mágoa.

Marcella Fernanda
36 compartilhamentos

Mágoa é uma infecção da alma que, se não tratada, pode matar o amor.

Cecilia Sfalsin
63 compartilhamentos

Até o amor se magoa com as palavras, ele perdoa mas ele também se decepciona, pois ele mora no coração, um órgão que bate conforme as emoções...

Pricila Lima
63 compartilhamentos

Nunca permita que nada em sua vida faça com que o seu amor dê lugar ao ressentimento, a mágoa, ao rancor, a melancolia, porque o amor, quando é vivenciado em sua plenitude e de forma sublime, ele supera tudo.

Félix
61 compartilhamentos

MÁGOA

Você já é passado
que preciso esquecer
quando a mágoa é muito grande
faz o amor morrer.

A mágoa é um veneno
que extermina o amor
não existe nenhum antídoto
pra evitar esta dor.

Foi tão grande o sofrimento
que você me fez passar
parece que a ferida
nunca vai cicatrizar.

Sei que fui em sua vida
apenas mais um que passou
com tanta mágoa e veneno
um grande amor acabou.

Por tanta decepção
nenhum mal vou desejar
só espero que você um dia
também aprenda a amar.

José Moreira do Carmo
28 compartilhamentos

Não faço o tipo que guarda rancor, ódio e mágoa das pessoas. Mas faço o tipo que guarda ciúmes, amor e saudade.

Mr. Catra

Não há mágoa que sobreviva quando o verdadeiro amor volta a brilhar.

Rodrigo Masi

Enquanto houver tristeza ou mágoa, por maior que seja o amor que tens a oferecer, este coração jamais poderá ser habitado.

Mayara Carvalho

Quando há amor e mágoa, esta desaparece sempre primeiro. Se a mágoa prevalece é porque aquilo que existia não era amor verdadeiro. Perdoamos na medida em que amamos, já escrevi isto e não me importo de o repetir, porque é verdade. Perdoamos na medida em que amamos. E quando deixamos de amar alguém e remetemos o nosso amado para o esquecimento, convencidos de que nunca conseguiremos perdoar, o esquecimento acaba por ser uma forma de perdão.

Margarida Rebelo Pinto

Aquele seu tanto faz, como dói. O tanto fez como magoa.
Aquele amor perdido no silêncio do tempo.
Tempo perdido para agradar um alguém.

Anónimo H

O amor não magoa ninguém!
O que faz mal é o apego ilusório.
O amor não é uma pessoa; é um estado de consciência.
Ele existe por si mesmo e está no seu coração.
E não pode ser comprado ou manipulado.
Apenas recupere o brilho.
O amor não foi embora. Foi só alguém que partiu.
Mas o amor não se parte; o que quebra é a ilusão.
Logo, não precisa juntar nada. Não há cacos.
O amor está aí, em você mesma.

Marília Masgalos

O amor é assim...
Às vezes magoa, outras vezes nos faz bem...
Por que é que amamos sempre a pessoa errada?
Será que é porque ela nos faz sorrir, nos faz sentir seguros, por ela simplesmente existir...
Por mais que seja amor não correspondido, a esperança é a última a morrer...
Desistir NUNCA!

impossible dreams

A distância que separa
o amor do ódio,
o perdão da mágoa
o bem do mal...
pode ser de apenas um passo
na direção do outro.

Cika Parolin 17 de setembro de 2015