Frases de Mario Sergio Cortella sobre a Vida

Cerca de 18 frases de Mario Sergio Cortella sobre a Vida

Não é a morte que me importa, porque ela é um fato. O que me importa é o que eu faço da minha vida enquanto minha morte não acontece, para que essa vida não seja banal, superficial, fútil, pequena.

A vida já é curta, que ela não seja também pequena.

Raízes não são âncoras...
"Na vida, nós devemos ter raízes, e não âncoras. Raiz alimenta, âncora imobiliza. Quem tem âncoras vive apenas a nostalgia e não a saudade. Nostalgia é uma lembrança que dói, saudade é uma lembrança que alegra"

Quando o modelo de vida leva a um esgotamento, é fundamental questionar se vale a pena continuar no mesmo caminho.

Mario Sergio Cortella
Do livro Qual é a tua Obra?

Na vida é preciso ter raiz, não âncora. A raiz te alimenta, a âncora te imobiliza.

Uma das coisas mais perigosas da vida é gente que concorda com você o tempo todo.

⁠Uma vida com propósito é aquela em que eu entenda as razões pelas quais faço o que faço e pelas quais claramente deixo de fazer o que não faço.

O sentido da vida é uma construção histórica, social e cultural. O sentido da vida não é o mesmo para todos, não é o mesmo o tempo todo, nem em todos os lugares, nem do mesmo modo. O que eu não quero (...) é morrer à toa. Mas, para não morrer à toa, é preciso não viver à toa.

Felicidade é a capacidade de você ter inundado por uma alegria imensa naquele instante ou por aquela situação, felicidade não é um estado continuo mas sim um eventual.

"A vida é curta, não pequena, portanto cuide do urgênte, mas não esqueça o necessário".

Também a omissão política, ou seja, a recusa em participar da vida pública em qualquer instância, é uma decisão política. Vale tanto para um condomínio quanto para a inserção nos rumos da cidade, do estado, da nação e do planeta.

Mario Sergio Cortella
Livro Política para não ser idiota (2010)

Emprego é fonte de renda e trabalho é fonte de vida. Meu trabalho é minha obra.

A vida em abundância não é a vida do excesso, do desperdício, da perda. A vida em abundância é a vida da suficiência.

⁠O sentido da vida é torná-la plena de propósitos sadios, de convivências prazerosas, de desejos viáveis e de partilhas afetivas.

⁠Nós não somos imortais, mas podemos ser eternos.

⁠A derrota pela circunstância é algo que acontece na vida. Mas a derrota da esperança nós não podemos admitir.

Mario Sergio Cortella e Paulo Jebaili
Ainda dá!: A força da persistência. São Paulo: Planeta do Brasil, 2019.
Inserida por mstrege

Sim, sem dinheiro não se vive, mas só com dinheiro não se vive.

Por que eu preciso morar em grandes cidades, viver desesperado dentro de um carro para lá e para cá, restringir imensamente o meu tempo de convivência com as pessoas de quem eu gosto, reduzir o meu ócio criativo para ficar num lugar onde vão me oferecer apenas e tão-somente dinheiro?