Frases de Alexander Pope

Cerca de 37 frases de Alexander Pope

Feliz do homem que não espera nada, pois nunca terá desilusões.

Alexander Pope The Works of Alexander Pope

Um homem nunca deve sentir vergonha de admitir que errou, o que é apenas dizer, noutros termos, que hoje ele é mais inteligente do que era ontem.

Alexander Pope The Works of Alexander Pope

Algumas pessoas nunca aprendem nada, porque entendem tudo muito depressa.

Alexander Pope The works of Alexander Pope

Não é um lábio ou um olho o que chamamos de beleza, / Mas a força global e o resultado final de todas as partes.

Alexander Pope The Works of Alexander Pope

Errar é humano; perdoar, divino.

Uma mente nobre tem vergonha de não se arrepender.

Quem pensa ver algo sem falhas / pensa naquilo que nunca existiu, que não existe, e que nunca existirá.

Alexander Pope An Essay on Criticism

Suportam melhor a censura os que merecem elogio.

Alexander Pope Ensaio sobre a Censura

Encantos impressionam a vista, mas o mérito ganha o coração.

Alexander Pope The works of Alexander Pope

O divertimento é a felicidade daqueles que não sabem pensar.

Alexander Pope Miscellanies

Quem confessa os seus erros é mais sábio hoje do que ontem.

Alexander Pope

Nota: Versão de "/frase/NzAzNA/"

É preciso ensinar aos homens como se não ensinasse realmente, / propondo-lhes coisas que não sabem como se as tivessem apenas esquecido.

Alexander Pope The Works of Alexander Pope

A falta de modéstia é falta de senso comum.

Basta sujar um livro com notas e observações para se adquirir o título de homem de letras.

Um pouco de cultura é uma coisa perigosa.

Alexander Pope Ensaio sobre a Crítica

Todos os deveres humanos se encerram nestes dois pontos: resignação à vontade do Criador e caridade para com os nossos semelhantes.

Feliz é a inocente vestal!
Esquecendo o mundo e sendo por ele esquecida.
Brilho eterno de uma mente sem lembranças
Toda prece é ouvida, toda graça se alcança

Alexander Pope The Works of Alexander Pope

Nota: Trecho do poema "De Eloisa para Abelardo"

Sentir raiva é vingar-se das falhas dos outros em si próprio

Alexander Pope The Works of Alexander Pope

Quão feliz é o destino de um inocente sem culpa. O mundo em esquecimento pelo mundo esquecido. Brilho eterno de uma mente sem lembranças. Cada orador aceito e cada desejo renunciado

Alexander Pope The Works of Alexander Pope

Nota: Trecho do poema "De Eloisa para Abelardo"

Quem ama ardentemente, também no ódio é violento.

Alexander Pope

Nota: Autoria não confirmada