José Biermann: Soneto da Paixão Aqui estou,...

Soneto da Paixão Aqui estou, angustiado, sinto tanto sem querer Preso por vontade, arde o pensamento em você. Pulso mudo, despedaço o sol num sonho verde Espaço... Frase de José Biermann.

Soneto da Paixão

Aqui estou, angustiado, sinto tanto sem querer

Preso por vontade, arde o pensamento em você.

Pulso mudo, despedaço o sol num sonho verde

Espaço vago, arde em ferida e faz-se perder.


Roseiras esplêndidas afligem com espinhos o meu ser;

Cai o céu sobre o mar ascende a chama do prazer,

Estremecem as montanhas, cadentes anjos presente,

Em confusão de sentidos esperam aflito o amanhecer


Suplica paz que já não tem, em dias de albatroz.

Descontente segue adiante sem desmerecer

Resiste, sem hesitar, ao vendaval que vem veloz


Tudo passa vai para espaço sideral, em voz

Cântica, descobre o som do próprio amor

Paixão ardente, impossível mais veroz.

1 compartilhamento
Inserida por josebiermann