Karol Amorim: Hoje eu lembrei do quanto eu me sentia...

Hoje eu lembrei do quanto eu me sentia viva ouvindo a sua voz ao meu lado no carro (no quarto, na cozinha, na varanda, no quintal, nos meus sonhos, em todo lugar), enquanto você dirigia em direção ao paraíso (era como eu me sentia estando ao seu lado, sentindo o seu toque em minha mão). Você virou a cabeça meio de lado e me fez querer encostar a cabeça bem ali, no espacinho entre o seu ombro e a sua cabeça. Eu te olhei e apertei a sua mão porque eu precisava te sentir, mas o que eu queria mesmo era te rasgar inteira porque eu ficava semanas esperando pra te ver voltar. Eu falei que te amava tanto e você parando o carro, me disse que teríamos a vida inteira juntas porque você só pensava em mim. Eu me aproximei, coloquei minha mão sobre o seu rosto e pude sentir todo o calor que a sua pele transmite estando perto de mim (Pudi perceber que não acontecia só comigo). Sorri como se tivesse descobrido o riso entre aquele segundo. Aproximei meus lábios dos seus e te falei pra não ir pra longe de mim porque era um absurdo contar os segundos pra te ver chegar. Você me beijou, colocando as suas mãos sobre mim, subindo uma delas até o meu seio (Você me fez sentir arrepios!). Coloquei também a mão sobre você, apertando você o quanto podia, pude também sentir que poderia morar ali. Enquanto você me beijava, eu imaginava como seria acordar todos os dias com você, porque te ver todos os dias era tudo o que eu queria e ter a certeza que voltaria significaria o mundo pra mim. O meu coração parecia estar quase saindo pela minha boca. Enrolada com a sua língua passando por entre a minha, eu até pensei em te dizer alguns clichês para que de alguma forma pudesse te descrever o quanto você me fazia sentir viva. Tudo parecia estar acabando porque de repente pra mim só existia você e eu. Me recordei de todo o caminho que tínhamos de percorrer, logo com medo do que viria a sentir nos meus dias que seriam vazios sem você, me afastei e deixei você seguir, com a minha mão firme sobre a sua coxa. (Só pra ter certeza que estava comigo) Durante o caminho, enquanto me pegava boba olhando você, imaginei como seria dormir todos os dias com você, lembrando assim do quanto a minha vida era desfigurada e chata sem você. Naquele exato momento eu tive a certeza de que não aguentaria mais um dia da semana sem te ver porque aquelas semanas passavam como meses e eu precisava do seu efeito sobre mim. Então você olhou pra mim e sorrio tão lindo, de uma maneira que me fez desencostar a mão de você e apenas suspirar, querendo te congelar. Eu te falei que congelaria o tempo com você me olhando assim... E congelei... Congelei o seu sorriso em meu tempo(Como lembro todos os dias), mas te deixei seguir. Eu te deixei seguir com sua sequencia de músicas malucas, enquanto ficava com os meus ouvidos atentos a qualquer coisa que poderia vir de você porque eu sabia que me faria sorrir, porque você na lógica era o alguém que se não voltasse faria dos meus dias mais tristes e naquele momento eu estava feliz. Hoje eu acordei sem sorrir, querendo te encontrar, lembrando dos seus beijos e das vezes em que pude te tocar, quis ir além daquela estrada infinita pra mim, senti uma sensação estranha de sentir o teu cheiro em todo lugar.

1 compartilhamento
Inserida por KarolAmorim