Pâmella Ferracini: Triste lembrança Tão meiga e pura,...

Triste lembrança


Tão meiga e pura, feito letra e música
A moça caminho ao som da chuva,
A passos finos, ela demonstra sua ternura
A alegria de menina, a timidez tão contida .
Capaz de torna a doce menina, em rima e melodia .


Ela esconde uma dor, ela sonha com um amor,
Um pouco estranha, gestos finos, olhar calmo
Ela caminha sem fim, sob a terra fina,
Deve querer sumir, ou tentar esquecer
A triste lembrança do passado, ou presente
Da moça meiga, tímida e doce.


Mesmo que poucos a vêem assim, tão frágil,
O coração em pedaços, ela demonstra está feliz,
Mesmo que esteja por dentro ao meio, ela ainda é capaz de sorrir,
Sorrir para esquecer, sorrir para esconder, a ferida sem fim
Da doce moça, de olhar agora baixo,
Mas, que usa os lábios a sorrir feito chuva em céu estrelado.

1 compartilhamento
Inserida por PamellaFerracini