Hélio Aparecido de Assunção: EU Não sou demasiado grande para conter...

EU
Não sou demasiado grande para conter minha ignorância
Não tenho perfeição o suficiente para o dom do perdão
Sou humano demais para não cometer erros
Não sou tão insensato para não conter sentimentos
Não sou tão insensível para não chorar, sou um ser humano não posso negar.
Não sou tão justo, que não possa mentir
Também não sou tão injusto que não possa ajudar
Meu coração não é tão negro que não possa amar, sou um ser humano preciso suportar…
Não sou tão egoísta que não possa compreender, não sou tão desumano para não ter humildade
Não sou tão desonesto que não possua integridade
Não sou tão belo que não tenha vaidades, sou apenas um homem preciso de oportunidades.
Minha vida é efêmera, quero ter liberdade, minha vida é vazia quero solidariedade
Não sou tão inculto que não queira prosperidade, sou um ser sentimental quero alguém que me ame de verdade.
Eu sou o Hélio em busca de momentos de felicidade,
Não sou tão fraco que não possa conter os desejos.
Sou humano demais para tentar sobreviver
Em fim, eu sou o Assunção e nada posso fazer, a não ser entender que nem tudo que desejamos ter podemos possuir, mas que mesmo assim a vida continua em sofrimentos e alegrias, pois tudo é como uma eterna magia e por isso faço poesias! Escrito por H.A.A

1 compartilhamento
Inserida por HelioAssuncao