Rui Alexandre Cascão de Campos Oliveira: O passo sereno do vento É agora o...

O passo sereno do vento É agora o tormento Que em minha alma vem segredar. Diz o mesmo degredo Com que me fui deitar. Sussurra serenidade ao medo, Piedoso murmú... Frase de Rui Alexandre Cascão de Campos Oliveira.

O passo sereno do vento
É agora o tormento
Que em minha alma vem segredar.
Diz o mesmo degredo
Com que me fui deitar.
Sussurra serenidade ao medo,
Piedoso murmúrio...
Silêncio que tanto tem pra contar.
Do meu coração esta cadência
Orgulhosa prudência
Que é ter que esta vida aguentar,
Sem cair nem desistir
Nem nesta senilidade mergulhar,
Pois encontrei na demência
Esta divina clarividência
Que o vento em minha alma
Veio segredar!

Todos os que passaram situações difíceis na vida... Ou que estão a passar... Sabem!... Um dia o vento trará murmúrios que vos irão fazer rir às gargalhadas daquilo que um dia pareceu um pesadelo. Um dia o vento vos dirá que todo o mal, todos acontecimentos inesperados, todas as percas, todas as desilusões amorosas, todas as tentações às quais não conseguiram resistir, todas as pessoas que tentaram desviar-vos dos vossos objectivos, não passaram de pequenos blocos de pedra onda agora assentam firmes os alicerces da vida.

Inserida por ruialexoli