Geraldo Neto: Os rios passam cristalizando as areias...

Os rios passam cristalizando as areias desertas, e as aves bordam despretensiosas o céu azulado. As noites são frágeis abrasadoras chamas de velas, que se apaga... Frase de Geraldo Neto.

Os rios passam cristalizando as areias desertas,
e as aves bordam despretensiosas o céu azulado.

As noites são frágeis abrasadoras chamas de velas,
que se apagam ao relento dos ventos,
e que se afugentam rapidamente,
por debaixo da sombra do amanhecer.

Viver é uma densa loucura,
nostalgizando as manhãs mau nascidas,
e ensolarando as noites indormidas,
que se abrasam no casulo do tempo,

- esperando nascer.

Inserida por gnpoesia