Rui Alexandre Cascão de Campos Oliveira: O sino da igreja ungido de óleo dos...

O sino da igreja ungido de óleo dos enfermos É ouvido lá longe por quem da vida se olvida. Ressoa o baptismo do novo menino em que agora cremos. Perene zumbido ... Frase de Rui Alexandre Cascão de Campos Oliveira.

O sino da igreja ungido de óleo dos enfermos
É ouvido lá longe por quem da vida se olvida.
Ressoa o baptismo do novo menino em que agora cremos.
Perene zumbido leva a oração trajada de tímida
Ajoelha no chão o velho capelão que diz - "Agora... oremos!"

Hoje ouvi o sino tocar a rebate como já não ouvia à muito tempo.
Recordo de ser menino e de tanto querer subir no alto da
torre da igreja para eu mesmo fazer ressoar o aquele enorme pedaço
de bronze. O acto nunca passou da minha imaginação mas esse menino
ainda mora lá com a mesma vontade de golpear o sino, de sentir o zumbido
e talvez um dia isso aconteça, antes que de mim a minha vida também se olvide.
Fica na secção de: Sonhos por Realizar!

Inserida por ruialexoli