Monica Campello: ACABE com essa SAULidade!!! O Senhor...

ACABE com essa SAULidade!!!

O Senhor sinaliza a confirmação da sua palavra lida e compreendida.

Primeiro, é necessário crer que “Deus está no controle de tudo” diferentemente do que fazedores de dinheiro andam “COACHando” pelo mundo em altas vozes, ou melhor, em altas palestras nacionais e internacionais: “Deus não tem controle de nada!”

Deus tem o controle de TUDO — do impossível que só ele pode realizar, e do possível que o homem pode realizar. Ele também tem o controle do possível porque nem sempre as possibilidades humanas são um bom caminho, coisa que o homem muitas vezes desconhece, mas Deus sempre o sabe, e ajuda o homem para não ser prejudicado. Deus é bom e cuida dos seus. O crente fiel não tem uma visão deísta.

Muitos têm aprendido a ganhar altas somas de dinheiro às custas de Deus, porém sem Deus. Como assim?! Aproveitando-se de textos bíblicos, de doutrinas bíblicas, de eventos “evangelísticos”, e coisas afins.

Esses costumam seguir o exemplo de homens como Saul (1 Sm 15:19) e Acabe (1 Rs 20:34), religiosos de ocasião, cobiçosos, e fazem o que é mal aos olhos de Deus, desobedientes às suas ordens (1 Sm 15:9; 1 Rs 20:32).

Não apenas vão em busca de bens e lucros, mas, ainda pior, desprezam a verdade e a palavra de Deus. Dão mais importância às vozes humanas (1 Sm 15:24) do que à voz de Deus; têm mais temor dos homens do que de Deus, pois fazem questão de acentuar o argumento falaz sobre uma inépcia de Deus inexistente a fim de agradar os que não acreditam nele ou que optam por não acreditar. A koinonia deles é com o homem!

Técnicas provisórias não garantem uma definitiva libertação espiritual ou emocional. A sensação de liberdade é efêmera e o mal permanece recidivo. Só Jesus liberta e cura uma vez por todas! Não se deixem enganar. É preciso muito cuidado com tuuuudo de “bom” que se nos apresenta. Nem tudo o que brilha é ouro. Nem tudo o que brilha tem Deus!

Por mais prósperos que sejam em suas profissões, seria melhor se buscassem Jesus Cristo, pois as somas vultosas que “ajuntam em celeiros” podem ser de grande valia na esfera material, mas não corrigem questões espirituais das quais eles sofrem (mas não assumem) e muito menos das dos outros que os seguem.

Na verdade, eles se acham Deus!!! Para uma pessoa na posição deles a fé é algo descartável, de modo que o que deve imperar é uma dependência deles em detrimento da devida dependência de Deus de quem ironizam a bel-prazer. Isso faz parte do seu conteúdo doutrinário cujo objetivo é mostrar que uma pessoa pode melhorar sem Deus e livre de seus ensinamentos bíblicos.

Eles bem que poderiam para um pouquinho e refletir sobre esta palavra:
“Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe que não caia” (1 Co 10:12). Que possam buscar o Senhor enquanto é possível achá-lo e que clamem por ele enquanto está perto (Is 55:6).