Luciano Caettano: [ LIVRES CONDENADOS ] Um sopro de vida...

[ LIVRES CONDENADOS ] Um sopro de vida é o nascimento na sua intrínseca pureza. A infância, a singeleza. O mundo vem e corrompe? Ao sabor do tempo irrefreável, ... Frase de Luciano Caettano.

[ LIVRES CONDENADOS ]

Um sopro de vida é o nascimento
na sua intrínseca pureza.
A infância, a singeleza.
O mundo vem e corrompe?

Ao sabor do tempo irrefreável,
nós, livres condenados,
e talvez socialmente constrangidos,
vamos navegando mais ou menos à deriva
no mar revolto da existência.

Seres sonhadores com seus sonhos infinitos
repousados no cativo berço da esperança,
quando embalados, se renovam,
abandonados, triste criança.

Incógnitas peregrinas desafiadas a
dar à vida algum significado;
senhores de seu próprio destino,
mas no todo inseridos e até o fim atrelados.

A fé é sublime companheira para cada jornada,
é força motriz ante o incerto futuro,
é farol divino que ilumina o essencial
enquanto o olhar insciente vianda pelo escuro.

1 compartilhamento
Inserida por belospoemas