Paula Monteiro: Ainda sou aquele vendaval que por aqui...

Ainda sou aquele vendaval que por aqui passou deixando marcas profundas e incontáveis lamentos . Ainda sou aquela asa que no tempo se quebrou Aquele pássaro que... Frase de Paula Monteiro.

Ainda sou aquele vendaval
que por aqui passou
deixando marcas profundas
e incontáveis lamentos .

Ainda sou aquela asa
que no tempo se quebrou
Aquele pássaro
que na dor da vida se desalinhou
Aquela ventania
que na saudade ardente
in meu peito ainda não acordou.

Ainda sou aquele mar
de lágrimas que nunca partiu
Aquele brio de amor
que de brisa não me vestiu
Aquele lamento
que acendeu dentro de mim
um imenso vazio .

Ainda sou aquele coração
que ancorou sua vela no mesmo lugar
O mesmo cais estreito
que só pensa naquele olhar repousar
O mesmo barco
que não quis mais n'outro mar
de amor velejar .

Mas inda bem
que há tempo ...Acordei !
Remei contra a ferida
pus me a encontrar a saída .

Agora ando fazendo como
o vai e vem do mar
Deixando apenas o vento me levar .

E se vier tempestade ...
Ah! .... Eu espero !
Porque que sei que logo mais a
calmaria há de chegar.

Hoje apenas Vivo
E o que tiver de ser ...
Sei que Será .

1 compartilhamento
Inserida por Paulamonteiro