Coleção pessoal de Paulamonteiro

1 - 20 do total de 2556 pensamentos na coleção de Paulamonteiro

As vezes sinto
que haverá muito de mim
em sonhos primaveris.
E muito mais em mim
do que em qualquer outra estação.

Naquilo
que tenho de mais profundo
reside o meu assombro...
Pois desejar
sempre assombra-me...

Mas não pude
resistir a tentação
quando tudo foi sedução
a fascinar-me de uma forma louca.

Olhei pra você
A resistência foi tão pouca...
Que quando percebi a situação
já estava em tua direção.
Em teus braços....

E no impulso desse desejo
Deixei arder por seu beijo
Porque queria saber
o que me faz
o que me levas
o que me traz ...

Andei encontrando
você in meus pensamentos
E nem sei
o quanto há para descobrir ainda..

Paula Monteiro

É que ainda acredito no Amor
e na simplicidade da vida !
No que vai muito além da
matéria física .

A melhor história ...
É aquela que
nos põe descalço
nos ensina
nos eleva
cura feridas
e a paz abriga .

O mais lindo
que já sonhei ...
Sempre veio coberto
de leveza
de humildade
de delicadeza
e vestido de amor .

Foi quando no simples
da vida mergulhei .

Paula Monteiro

ELA trazia nos olhos
o cansaço e a dor
da ferida
Mas em contrapartida
trazia na mala
sonhos e uma esperança
bem vestida .
Uma tamanha fé
incontida de que
sua vida ainda ia de ser
muito florida !

Ahh...
Suas asas estavam quebradas
pela tristeza das tantas
partidas e perdas
já tão sofridas .
Mas ela não desistia nunca !...

Ela sabia que para voar
e sua vida novamente
recomeçar ...
Bastavam-lhe apenas
a coragem
a fé
a força
de abrir suas asas
e deixar o vento
ao alento lhe levar !

No fundo Ela sabia
que havia
um Deus vivo sempre a lhe guiar.
Ahh... Ela sabia...

Paula Monteiro

Eu endureço
me perco
me entristeço
me viro pelo avesso...
Mas no final ...
Ahhh... Sempre Amanheço !

Porque não fui feita para sofrer
e muito menos chorar .

Fui feita pra Re-começos ...
É por isso que a Deus
sempre ...
Sempre Agradeço !

Paula Monteiro

Sei bem
o que é ter coragem !

Pois no momento mais difícil
da minha vida ...
Encontrei a porta da saída
Sozinha
Sem nada a me guiar
Sem ninguém a me levantar
Ahh.. Poucos sabem ...

Só buscando força e resiliência
no profundo de mim .
Mas confesso ...
Pensei que fosse meu fim .

Foi duro
Foi difícil
Foi dolorido
Foi desesperador ...

Mas eis que um belo dia
me reergui
Venci todos os espinhos
e obstáculos no caminho .
Sim eu Sobrevivi !...

Hoje sei como
me sair dos corredores vazios
e silêncios obscuros .
A me desfazer
dos nós que me empurram a vielas
e a becos escuros .

Eu já sei o caminho por onde
devo reter esquinas
e a tecer de esperança meu amanhecer .

Eu já sei o caminho por onde
devo voltar à tona
quando o desastre da tristeza insiste
em minha paz se perder .

Eu já sei o caminho dos vendavais
e desalinhos ...
Ahh... Como sei ! ...

Por isso me faço fortaleza
Me visto de guerreira
Me cultivo de imensidão
Me escrevo de aquietação
Me disponho a refrescar de próprio amor
o canteiro do meu coração
Bordando sabiamente e com bravura ...
Os meus olhos de Sonhos e de Fé .

Hoje sei
Que tenho um Deus Vivo
a me proteger
a me segurar
a me levantar
E a só me mostrar
Que posso Sim Todo Dia Re- começar!

Paula Monteiro
1 compartilhamento

Vez em quando
é muito bom ficar quietinho.
Se permitir a um silêncio,
num encontro tão sozinho
viajando num céu azulzinho
num remanso de aconchego
e num bocadinho de auto carinho...

Ahh...
Um cantinho para sossegar
Uma rede para espreguiçar
Uma música suave para relaxar
Um bom livro para viajar
Uma paz de Deus a respirar...

Sim... Tirar um tempinho
para a alma cuidar
Uns sonhos desenferrujar
Uma saudade boa recordar
Um girassol no cabelo ventilar
Uma bagunça na calma arrumar ...

Um colibri a beijar
Uma lua a sentar
Um vento a suspirar
Um banho leve de mar
Uma brisa a perfumar ...

E feito broto de flor
se regar
se informar
se enamorar
se cuidar
se despertar sem despetalar ...

É como Bem Disse a grande
poeta e escritora Martha Medeiros :
" Morre lentamente
Quem não viaja
Quem não lê
Quem não ouve música
Quem não encontra graça em si mesmo..."

Paula Monteiro

Quero o sossego me rondando
A paz de Deus me curando
O vento manso me acarinhando
para apagar tudo de ruim
que já sofri até aqui.

Meus pés já se cansaram
Meus olhos já se perderam
Meu coração já foi ferido
A dor já foi meu enredo
Minha alma muito já chorou...

Hoje eu só preciso :
Da força Divina
Sentir minha vida
Re-começando
E nem lembrar do lado escuro
que um dia tanto já me machucou .

Paula Monteiro
2 compartilhamentos

Eu já chorei tanto nessa vida !
Ahh.. Tanto...

Chorei por amigos
Chorei por amor
Chorei de saudade
Chorei na solidão
Chorei por traição
Chorei de desilusão
Chorei da maldade humana
Chorei de tanto chorar..

Quisera voltar no tempo
Aquele tempo de quando
fui criança e minhas lágrimas
só faziam me regar de esperança.

Meu coração anda meio cansado
e um tanto amargado
com tanta maldade e injustiça no mundo.

Ao invés de sorrir .... chora
Ao invés de cantar ... a paz implora
Ao invés de vibrar ... anda adormecido ...

Mas como andorinha
tão pequenina
que acorda e adormece na espera
de uma nova aurora
Eu sigo assim ...
Com os olhos voltados para céu
Agradecendo a Deus pela vida
e com a alma ansiando
por manhãs mais floridas.

Paula Monteiro

Estamos aqui tão somente
para lançar sementes do bem
nos regar de esperança
e colher o Amor... nada mais...

Mas sempre com muita humildade
tolerância e simplicidade.
Aqui todos... todos somos iguais
Imperfeitos e meros mortais
Nem menos e nem mais
Passarinhos tão pequeninos
sobrevivendo com fé e coragem
nas vielas, nas lutas,
nas oscilações, nos temporais ...

Ninguém aqui é superior a ninguém .
Ninguém...
Todos estamos no mesmo barco
Dias no vento ... n'outros no lamento.
Assim que É ...

Portanto temos a missão
de olharmos para o lado
com a alma limpa e o coração desarmado .
Ame ... Ame sem distinguir credo, crença, cor...
Vá plante por aí a semente do amor !
Ferir, julgar, invejar, denegrir só pertence
a quem carrega dentro de si
a amarga e doentia escuridão.

Sejamos luz e sal no mundo .
Sim...Nos demos as mãos !
Perdoemos aqueles que nos ferem
e carregam a arma pesada da ingratidão.
Nascemos ao reflexo de Deus
e com a alma voltada
para um céu azulzinho in vastidão.

Uma prece, uma gentileza, uma benção,
um respeito, um viço de paz, um sorriso...
Ahh... É tão bonito !
São coisinhas simples que nos trará felicidade.
Sem frescura, egos, sem vaidades...
E lembre-se :
Se ninguém entender e acolher tuas flores
Vá em paz !
Deus lá de cima já lhe sorriu
E a tua luz no mundo já floresceu
dentro de ti e n'outros quintais.

Paula Monteiro
1 compartilhamento
Tags: estamos aqui

Somos feitos pássaros
nessa tal de vida !

Por vezes nos encontramos tristes
Sem forças para seguir
Sem céu para navegar
Sem asas para voar ...

A vida sempre nos ensina
e tantas vezes com a dor ....
Temos que a força Re(começar) !

Paula Monteiro
1 compartilhamento

Somos feitos pássaros
nessa tal de vida !
Por vezes nos encontramos tristes
Sem forças para seguir
Sem céu para navegar
Sem asas para voar ...
A vida sempre nos ensina
e tantas vezes com a dor ....
Temos que a força Re(começar) !
É preciso muita
calma

força e
perseverança
para não deixarmos o cansaço nos vencer e
novos ventos alçar !
Cada um sabe do que lhe pesa
do que lhe dói
do que lhe mói
dos pesos que carregam nos ombros ...
Mas jamais ....jamais devemos nos perder
em nós e desacreditar num novo
alvorecer
É preciso muita paciência e muita sabedoria
Para bordar nossos dias em leveza .
É preciso muita força e muita fé em Deus
Para sentirmos a vida vibrar com calmaria e
poesia .
Somos pássaros e inda que
nossos sonhos sejam roubados
nossos olhos estejam quebrados
nossa vida esteja amargada ...
Vamos remendar nossas asas
Vamos remendar nossos sonhos
Deixemos que renasçam em nós
a força de Deus
sempre com bravura e
realeza !
Sempre haverá um novo dia
e um novo céu dentro
de nós ...
Quando absorvemos a vida
em sua singeleza.

Paula Monteiro
1 compartilhamento
Tags: somos pássaros

QUIETUDE ...

Não hesite ...
Aquiete!
Uma hora ...
O sol re(nasce)
A lua ilumina
Os ventos vestem-se de brisa!

Nada é impossível nessa vida !
Nada ! ...

Um dia as flores ocupam a dor
da partida
Um dia a chuva lava a alma
Rega nossa paz
Renova nossa calma
Um dia Deus cura todas
as nossas feridas !

Paula Monteiro
1 compartilhamento

Podemos nos machucar
no espinho da dor ...
Mas sempre encontraremos no caminho
alguém que nos afague com uma flor .
Podemos presenciar de perto um amor se distanciando...
Mas sempre veremos uma andorinha sozinha no céu voando.

Podemos abrir os olhos e só enxergar a cor da desilusão ...
Mas sempre um silêncio aquecerá o vazio do nosso coração .
Podemos nossa alma no cansaço da vida ferir ...
Mas sempre uma nova aurora há de esperança nos luzir.

Podemos na dificuldade o pão na mesa ter que regrar ...
Mas as nossas mãos sempre estarão dispostas a trabalhar .
Podemos nas noites sem luar sentir tormento ...
Mas pela fresta da janela há de adentrar um suave vento .

Podemos todo dia uma luta ter que travar ...
Mas sempre teremos um céu anil a nos acompanhar .
Podemos no mar da saudade ter que mergulhar ...
Mas sempre existirá um cais de calmaria a nos esperar .

Podemos sofrer, chorar, nos ferir , doer , amargar ...
Mas jamais ...
Jamais estaremos sozinhos !
Porque onde quer que a gente vá. ...
Sempre existirá um Deus generoso a nos acompanhar.

Paula Monteiro
1 compartilhamento

Eu só quero estar em Paz !
Nada mais ...
E não perder meu encanto
mesmo sabendo que a vida às
vezes desmorona e
a calmaria demora um tanto !

Que eu não perca minha fé ,
mesmo sabendo que as dores
sempre existirão.

Que eu não perca o brilho nos olhos,
mesmo sabendo que dias cinzentos
sempre virão.

Que eu não perca jamais essa vontade
de me doar ao próximo,
mesmo sabendo que nem todos
me entenderão .

Que eu não perca a simplicidade no olhar
mesmo sabendo que nem sempre
serei acolhida e vista .

Que eu não perca o amor ao próximo
mesmo sabendo que nem sempre
serei retribuída.

Que eu não perca essa visão de Vida
Em dizer "Sim "aos puros
e "Não" aos que carregam dentro
de si a arma pesada da tal ingratidão!

Que eu não perca a sabedoria de ignorar
o mal e somente acolher as flores que
calam a voz da escuridão !

Paula Monteiro

Não sou perfeita
e nem faço questão de ser.
Não tenho os devidos
padrões que a sociedade impõe.
Sou como um Beija-flor!
Nasci com as asas viradas pra trás
Mas nem por isso ...
Deixo de voar!
Anseio incessantemente me encantar
toda vez que alço voos .
Viajo em infinitos horizontes dentro de mim mesma
Não me sinto confortável presa e nem sou feliz
sem alimentar minha alma com o néctar
das flores e dos poemas.

Paula Monteiro

A minha ALEGRIA
não se encontra :
Em bens materiais
Em ganhar mais
Em desejar ser mais...
A minha alegria mora na
SIMPLICIDADE de mim
Na minha força
Na minha fé
E em saber que existe
um Deus que
me acolhe
me abençoa
me protege
me dá coragem de viver .
Com Ele ...
me sinto protegida e
amparada
Mesmo quando a vida insiste
em me derrubar e
em querer
me ver na escuridão .

Paula Monteiro
1 compartilhamento

Se foi ...
Acredite :
Não era para Estar !

As vezes o barco só navega sereno
n'outros ventos
n'outro tempo
n'outro mar ...

As vezes Deus nos permite
partidas
e em silêncio nos molda pra vida .

Às vezes Ele nos permite chorar
para com algo muito especial
nos presentear .

E como nosso maior timoneiro...
Já avista ao longe nossa
calmaria chegar .
Jamais se queixe da vida !

Ahh...
Ele mais do que ninguém
sabe o que deve ir
e o que em nós deve ficar .

Deixa Estar !

Paula Monteiro

Vovó colinho que descansa
Sossego com fala mansa
Denguinho que acarinha
Proteção e afago que amansa

Vovó todo dia é o teu dia
Cheirinho de paz e de alegria
Pra sempre tu serás poesia.

Paula Monteiro
1 compartilhamento

O mundo só será um poema bonito...
Se cada um parar de apontar o dedo
e se olhar profundo no espelho.

Paula Monteiro
1 compartilhamento

Não quero muito...
Quero apenas a Simplicidade de Deus
florescendo Paz em meus dias.

Sentar naquele cantinho de sossego
Nem lembrar se existe vaidade,
maldade e falsos apegos
Conversar serena com minhas plantas
meus silêncios e os meus bichinhos
Naquela casinha bem humilde, sem luxo,
sem muitos enfeites, mas bem modesta
Sentir o vento adentrando leve
na janela da minh'alma como orquestra.

Um cheirinho de café na velha chaleira
um repouso quieto debaixo da trepadeira
uma brisa no rosto ventilando da videira
uma visão das nuvens naquela antiga cadeira

Um canto bem quentinho
um abraço de carinho do vizinho
um remanso pousando no meu ninho
um pássaro no céu bem azulzinho
um cheirinho de mato molhado naquele friozinho

uma saudade fresca no teto do pensamento
um sonho voando nas mãos do vento
um anjo repousando in meu alento
uma paz de Deus eternizando o vasto momento

Não quero muito ...
Quero apenas viver o resto dos meus dias
Com humildade, simplicidade e muita calmaria.
É lá que hoje me vejo...

Paula Monteiro
1 compartilhamento