Coleção pessoal de Paulamonteiro

1 - 20 do total de 2533 pensamentos na coleção de Paulamonteiro

Uns usam o silêncio para
cuidar da vida alheia.
Eu uso o meu Silêncio para arrumar minha bagunça e me respirar por dentro.

Paula Monteiro
1 compartilhamento

Enquanto uns preferem ferir
para serem aplaudidos...
Eu prefiro o Amor
que por Deus sempre será bem visto.

Paula Monteiro
1 compartilhamento

Eu pedi a Deus uma saída e ele me deu sossego
Pedi tranquilidade e ele me deu paz
Pedi socorro e ele me deu uma luz
Pedi força e ele me deu amor
Pedi abrigo e ele me deu seu colo
Deus sempre me dá além do que mereço
E sou a ele muito grata por isso!

Paula Monteiro
2 compartilhamentos

Sempre acreditei nas rosas !
Mas quem mesmo me ensinou a viver ...
Foram os espinhos !

Paula Monteiro
1 compartilhamento
Tags: sempre acreditei

Tudo passa nessa vida!
Manter a serenidade em dias de tempestade...
Já é um bom caminho.

Paula Monteiro
1 compartilhamento

Hoje sei
porque as Mães viram estrelas.
É para nos iluminar nas noites sombrias
e aquecer de Paz os nossos Sonhos.

Paula Monteiro
1 compartilhamento

Especiais são aqueles que te
fazem sorrir
Quando o mundo insiste em
te ver chorar
Especiais são aqueles que te
abraçam na alma
Quando teu mundo está
prestes a desabar ...

Especiais são aqueles
que te ajudam a aliviar os pesos
Quando já não dá mais
para aguentar.

Paula Monteiro
1 compartilhamento

Ah... Lindo é poder
Sonhar
somente em Deus a me
escorar !

Paula Monteiro
1 compartilhamento

O tolo perde seu tempo tentando o outro
julgar e sempre algo mostrar ...
Já o sábio ignora ,porque sabe na paz
extasiar

Paula Monteiro
1 compartilhamento

Não tenho medo da vida
Nasci com as asas da
coragem
E assim...
Vou ultrapassando barreiras,
vencendo meus limites e
guerreando contra tempestades.
Quero voos altos e infinitos
Ir de encontro com a minha força
Eu sei que posso!
Não existe limite quando o sonho vem com fé.

Paula Monteiro
1 compartilhamento

O amor vai
se desfazendo aos poucos ...
Em silêncio.
Se não houver troca
Um olhar de ternura
Um respeito mútuo
Um devido carinho...
Tudo se esvai
E cada um segue
livremente
o seu destino
Em busca
do seu próprio ninho.

Paula Monteiro
1 compartilhamento

Que nunca nos falte Deus
Que nunca nos falte Fé
Que nunca nos falte Amor
Que nunca nos falte Paz
Que nunca nos falte Força
Que nunca nos falte Coragem
Que nunca nos falte Sabedoria
Que nunca nos falte Alegria
Que nunca nos falte Esperança
Que nunca nos falte Perseverança...

Mesmo que :
Nossos olhos estejam tristonhos
Nossos pés estejam exaustos
Nossos dias passem por tribulações
Nossa paciência esteja cansada
Nossa vida esteja amargada ...

Pois quando temos Deus
por perto
e como Nosso Porto...
Temos Tudo !

Pois somente Ele
é capaz de Curar todas ...
Todas as feridas da noss'Alma!

Paula Monteiro
1 compartilhamento

Desejo que seu caminho
seja de paz,
amor e encantamento
Que você supere suas
dores e desamores com
tranquilidade, harmonia e
sabedoria.
Que tenhas luz e
simplicidade na sua alma
Que transborde alegria a
todos que te cercam
Que tenha amigos
verdadeiros ao seu lado
E que Deus esteja sempre
presente em sua vida.

Paula Monteiro
1 compartilhamento

Não tem jeito!
O sol pode até acordar quadrado
e a vida virada pelo avesso...
Mas eu continuo sorrindo!
É um dom divino
Um presente que Deus me deu!
Nunca será roubado de mim
e nem será imperfeito.

Paula Monteiro

Eu só quero o que é meu
e o que Deus generosamente me dá !

Paula Monteiro

Agora minha conversa
é entre Eu e Deus !

Não importa se :
O dia me inquietou
O mar da paz recuou
A calmaria não soou
A sombra ressurgiu
O caos do lá fora me feriu
O riso no cansaço se perdeu
O meu sonho desandou
A flor não brotou ...

Ah!... À Noite esqueço de tudo !

O silêncio me aquieta
A brisa chega de mansinho
E me leva a navegar num céu
de imensidão azulzinho .

Ainda que sozinho ...
O silêncio do luar
e as mãos do Pai
sempre me fazem aquele Carinho .

Paula Monteiro
1 compartilhamento

Tive que ir
Não havia como mais ficar
Acabaram-se os encantos
Emudeceram-se as vozes
Findaram-se as vontades
Calaram-se as notas
Por isso fui
sem medo de penar e de
ansiar voltar
Fui
com a alma liberta
Numa ânsia de novas histórias
me lançar
Foi muita espera pra pouco amor
Foi muita lágrima pra pouca paisagem
Foi muito tempo pra pouca vontade
Cansei de ser tua metade
O infinito já não nos cabe
Findou-se a história
Morreu a ilusão desse tanto
Estou de malas prontas e voltando
pra mim
Acordei hoje calmaria
Não te quero mais passeando
na minha poesia
Chega de fantasia
Acabou!

Paula Monteiro
1 compartilhamento

Eu nem queria ser Poeta.
Poeta sempre sente muito !
Respira o perfume da flor ,
mas no fim transpira o exalar da dor.

Paula Monteiro

POETA QUE É POETA

Não me aperto e
nem tenho pressa de nada !

O tempo é sempre lento
debruçado nas margens dos
meus pensamentos.
Poeta por vezes tem escada
que os levam ao arco íris e as nuvens.
N'outras tem redemoinhos nos olhos
que por entre silentes madrugadas
são orquestradas tão somente pelos
vastos sonhos.

Poeta que é poeta
Não espera
e nem tem certeza de nada
Não treina asas para viajar
Não sabe quando sua lagarta vai voar
Não empina horas exatas
Não afia flores a serem inaladas
Não ensaia versos no seu templo
Não desenha o vindouro tempo ...
Poetas não estão seguros de nada !

A não ser a eternidade da sua alma
sentada nas plumas das suas mãos
e despejadas num papel
de cor invisível encontrado no chão.

Contando histórias
quiçá vividas
imaginárias
e que talvez nascerão
ou não
no seu vasto coração.

Paula Monteiro

EU ... Sapato velho
Caminhando nos moinhos de vento
e desalinhos dessa vida ...
Não me ouso olhar para a frente
sem antes relembrar do que já vivi lá atrás .

Já passei pelo caminho das pedras
desalentos e maus tempos.
Sei bem como é fechar os olhos
e dar de cara com espinhos
linhas tortas , saudades, mentiras, partidas ..
Desertos em que fui só dor e pleno desespero ...
Ah!... Viver nunca foi seguro !

Já passei por jardins entristecidos.
Andei de mãos dadas com o perigo
Conversei com girassóis contorcidos
Borboletas grávidas da minha solidão
darem luz a escuridão
Vi o meu próprio destino me sorrindo medo
e brotando tristeza no canteiro do meu coração.

Quase morri de amor
e vi muitos que amei indo embora tão cedo
pela janela d'um curto tempo
sem sequer poder dar-lhes um adeus .
Já me perdi no meio da multidão
No meio de gente má e sem coração
que no fundo só me trouxeram dor ,fúria , ilusão, decepção ....

Já fiquei num canto ...
Num corredor solitário ,frio, sombrio...
A espera de alguém que me mostrasse a porta da saída
Me desse a mão ou num simples gesto de carinho
me apontasse alguma emergente solução.

EU... Sapato velho
Não ouso esquecer meu passado
que só foi meu aprendizado .
Onde o pendurei as feridas nas cicatrizes do tempo .
Hoje sei
da força que precisei
para sobreviver com coragem a todo lamento.

EU... Sapato velho
Só sou o que sou ...
Porque aprendi a cavar com a mão a minha paz ,
a desenhar a minha vida in cor
e a colorir um novo tom do meu próprio amor .

Hoje sei que a vida não é só flores
É também é feita
de vendavais e de calmarias
de alentos e de poeiras
de jardins e de agonias
de redemoinhos e de alegrias...

Por isso me faço forte a cada dia
E com fé no Pai , esperança
e em todo caminho a ser trilhado...
Vou cicatrizando as dores do passado.

EU... Sapato velho
Ando semeando paz dentro de mim
e plantando flor no meu jardim
Esquecendo todo o peso do talvez
Vou vivendo
Vou vivendo
Vou vivendo um dia de cada vez.

Paula Monteiro
1 compartilhamento