Elisa Salles: Como entender...? Quando amo me entrego...

Como entender...?

Quando amo me entrego
Não puxo o feio
Não seis ser meios
Ou sou tua,
ou sou nada.
Tudo o mais é reflexo de mim
Não sei ser menos antes do fim
Não me permito superficialidades
Mergulho nos teus abismos
Nos meus abismos
E te possuo lá
... Onde a razão não adentra
Onde não se permite juízos.
E
Tão
incompreensível para mim
é que não me queiras
por ser assim.
Intensa demais.
Tua demais.
Aquieto
minha
dor
O que fazer
se não aquiescer?
...E esquecer.
És plano demais para meus oceanos.

1 compartilhamento
Inserida por elisasallesflor