Elisa Salles: A LOUCURA DO AMOR MEDIÓCRE Entrevejam...

A LOUCURA DO AMOR MEDIÓCRE Entrevejam bem como me abraça o amor...! Como o aconchego da morte, cruel e forte Morde-me a jugular numa sangria de terror Quando o ... Frase de Elisa Salles.

A LOUCURA DO AMOR MEDIÓCRE

Entrevejam bem como me abraça o amor...!
Como o aconchego da morte, cruel e forte
Morde-me a jugular numa sangria de terror
Quando o almejo mais do que nego a morte.

E porquanto mais sou por ele, sempre rejeitada
Mais mendigo seus beijos frios e eupneicos...
Como desejo por tal querido ser a mais amada
E de tanto preterida, dói-me em esforço o peito.

Quisera negar-lhe o sangue das minhas artérias
Em desdém dizer-lhe que por fim fui liberta...
Mas fiz dele meus sagrados e minhas misérias!

Vejam, vejam bem_ Não o notar seria irreal...
Morde-me as carnes fracas, se nutre delas!
Loucura. Mas consagro este alento à imortal!

Anna Corvo
( Heterônimo de Elisa Salles)

1 compartilhamento
Inserida por elisasallesflor