Arcise Câmara: Lapso de Consciência Verifico meu...

Lapso de Consciência

Verifico meu e-mail, o celular, o facebook, o msn, se tinha carta ou bilhete na portaria e me recusava a acreditar que a ficha ainda não tinha caído pra ele. Isso era inacreditável. Ele sempre cuida dele, ele sempre preocupado com ele, ele sempre pensando nele. Por inúmeras vezes achei que ele teria um lapso de consciência, pediria desculpas sinceras, mas não, depois de todo o horror que eu tive que escutar eu ainda me sentia abandonada e ele pelo visto, sem um pingo de culpa em ter ido embora momentaneamente em uma situação difícil, julgando que aquilo não era só problema meu. As escrituras afirmam que amigo fiel é o bálsamo da vida e eu queria um amigo fiel naquele momento, queria um em especial. Companheirismo entende? Uma pessoinha ali do teu lado sem julgamentos. Sem faça isso, não faça aquilo. Como eu podia adorar aquele ser tão incomum. Tão diferente e ao mesmo tempo tão adorável na frente dos outros, cheios de fã-clubes. Depois daquele dia do abandono, nada era tão urgente como me livrar do Sr. Egoísta, ele ficou pintado de ovelha negra, o brilho, a cor desapareceram, toda vez que penso ou falo disso, acho tudo muito insano, fico mortificada. Idealizo a catástrofe do século e aquele filho da mãe sem um pingo de sentimento a minha dor, sem um pingo de vinagre nas veias. Agora entendi e compreendi a célebre frase: quanto mais conheço o homem mais amo minha gata Tiffany. Nós dois sabíamos que não estávamos mais funcionando juntos, as pilhas tinham acabado e não eram recarregáveis. Peço desculpas se não sou a pessoa que você acha que eu deveria ser. Eu precisava dele, precisava ser tranquilizada por ele. Só isso. Simples Assim.

1 compartilhamento
Inserida por Arcise