Rosemere Melo Sanginetto: Ó meu alaúde,sou tua sílfide! o corpo...

Ó meu alaúde ,sou tua sílfide! o corpo é cítara, mas o coração é lápide! onde as palavras morrem, sepulcral sonata do inconjugável! lajotas poeirentas,jazigo de... Frase de Rosemere Melo Sanginetto.

Ó meu alaúde ,sou tua sílfide!
o corpo é cítara,
mas o coração é lápide!
onde as palavras morrem,
sepulcral sonata do inconjugável!
lajotas poeirentas,jazigo de poemas,
coração é o asilo das letras,
que não formam sílabas!
Metafísica?
só o putrefato é fato,
o que se exala em vida,
é só a teoria do falho,
e cacofonias oníricas!
túmulo de sonoridades...

1 compartilhamento
Inserida por marypoetisa17