Poeta mineiro do cerrado - LUCIANO SPAGNOL: SAUDADE TRISTE A saudade que no adeus...

SAUDADE TRISTE A saudade que no adeus existe Só traz solidão tão descontente E que o tempo seja brevemente E que faça doce tal fado triste É sabido que nela a d... Frase de Poeta mineiro do cerrado - LUCIANO SPAGNOL.

SAUDADE TRISTE

A saudade que no adeus existe
Só traz solidão tão descontente
E que o tempo seja brevemente
E que faça doce tal fado triste

É sabido que nela a dor existe
Num aperto que a falta consente
Tal abafar-se num tinido fulgente
Dum fulgor vagido que persiste

Mas, se deixar de ser descrente
De um fervor aos Céus, ouviste
Não te irrite a demora aparente

Ah! Clame com amor no que resiste
Que bem cedo terás uma vertente
E a saudade será a paz que pediste

Luciano Spagnol
19 de junho, 2016
Cerrado goiano

1 compartilhamento
Inserida por LucianoSpagnol