ENGANOS DO CORAÇÃO: ENGANOS DO CORAÇÃO. Márcio Souza. Nos...

ENGANOS DO CORAÇÃO.
Márcio Souza.

Nos giros desse mundo louco,
De surpresas, de alegria, tristeza e emoção,
A gente cada dia, vive-se e morre-se um pouco,
Trazendo na alma a dor, que devagar, dói e sangra o coração!

Quando ela se despediu eu sofri,
Meu coração sofreu tanto!
Foi uma dor tão grande, quase não resisti,
Chorei, lamentei, mas segurei o meu pranto.

Não tive coragem, porém, de vê-la embora e partir,
E naquela hora bem longe, ouvia-se uma canção,
Era uma canção melancólica que tomava conta de mim,
Era a canção do adeus, era a canção da saudade, em forma de oração.

Na noite do nosso adeus eu não dormi, passei em claro,
Não conseguia entender e me remoía por dentro,
Pensei por horas a fio, tentando um motivo raro,
Que passava pela cabeça em confusos pensamentos.

Ao amanhecer, no entanto, sentindo que não resolvia,
E sem encontrar a razão, da grande desilusão,
Jurei por mais que doía.
Radicalmente fluía, minha última decisão.

De não mais me lastimar e nem tampouco sofrer,
Jogar fora a emoção, voltei a pensar com a razão,
Pois se ela foi embora alguém há de me querer,
Vou ressurgir-me das cinzas e tirá-la do coração.

Hoje, já não sofro mais, encontrei felicidade,
Dissiparam-se as dúvidas, cheguei a feliz conclusão,
Que dessa aventura infeliz, não restou lembrança ou saudade.
Tudo que se passou, foi mero engano do coração, não foi AMOR, foi PAIXÃO.
Márcio Souza.

1 compartilhamento
Inserida por marsouza42