Paulo Ricardo Ribeiro: Doce volúpia, onde está você que me...

Doce volúpia, onde está
você que me faz derreter
diante de ti.
Desejos que realizo apenas
contigo.
Quero te-lo ao menos esta
noite, quando meus pensamentos
procuram minha outra metade
que realiza meus desejos.
Meu olhar percorre os caminhos
de teu corpo
Agrada-me com carinho e serei
o perfume em tua pele.
Sou o íntimo que te sacia e faz
tombar tua sede sobre mim.
Me realizarei com tua intimidade
a alimentar tudo que a imaginação
não revela.
E para que sinta, não serei a
dama em nosso leito.
Pois o que tenho no peito te
fará surpresa.
Não recolha-te, apenas me
aceite como sou.
Tua mulher-menina a desfilar
sonhos sobre tua alma.
Apenas te peço, acolha-me com paixão
neste nosso leito sem medo, sem ilusão.

1 compartilhamento
Inserida por IrmaJardim