Isabel Morais Ribeiro Fonseca: “MÁGOA” Muitas vezes as pessoas que...

“MÁGOA”

Muitas vezes as pessoas que amamos
É que nos magoam, deixam feridas que
Custam a curar, a dor faz-nos chorar
Faz-nos sofrer, faz-nos querer parar de viver
Até que algo simples toca o nosso coração
Como a beleza do mar e do pôr- do -sol
Como carregar no ventre os filhos muito
Desejados e amados numa noite ao luar
E estrelada como esta, a simplicidade do vento
Ou da sua brisa, a bater no nosso rosto
Descobrir nas pessoas que pareciam ser sinceras
E que receberam a nossa confiança foram desonestas
Temos de dar graças à força de Deus que nos chama
Para a vida, para o amor, para esquecer a mágoa.

1 compartilhamento