Marcos fereS: Um cisco de areia na calçada Tinha...

Um cisco de areia na calçada
Tinha razão. Toda a razão do mundo,
Para não reconciliar.
Fundamentava em verdades supremas.
Passagens antigas. E que mantinha
dilema de estar ao lado de meu próximo.
Porque um dia nos conhecemos.
Nos estranhamos, na pequenez
e limitação. Que não sonhávamos ter
E, em decorrência da vida, fora aquele ser
que nos demonstrou esse limite.
Mais um ano passando.
Quantas pessoas passaram.
E ainda pessoas carregando ,
mágoas , bem fundamentada na sua razão,
para não perdoar aquele próximo.
Que ocupou um espaço em sua vida.
Para representar uma melancolia.
Daqui algum tempo, o que seria.
Senão um cisco de areia na calçada.
Guardada no peito, quase nada.
Mais que pedra no sapato.
Perdoe. Assim como na vida tudo
possui o seu tempo.
É tempo de perdoar.
Não significa andar juntos.
Porque ambos transcenderam aquele tempo.
E aprenderam o que devia.
É a hora da justiça. Dar espaço para misericodia.
E continuar a caminhada
por essa calçada, que escolheram,
para viajar.
marcos FereS

1 compartilhamento
Inserida por marcosviniciusfereS