Coleção pessoal de marcosviniciusfereS

1 - 20 do total de 192 pensamentos na coleção de marcosviniciusfereS

Toda linda

Toda linda.
Desejo de ti? Tornar-me a sombra preferida.
E; com a mesma intensidade?
Desejar o amor, espalhando-se em folhas.
Em volta de uma grande flor.
Por tanto tempo escondida.
E permitir-me,
expressar-me enquanto noite.
Mas, nunca desejei assustar.
Apenas abraçar meu cravo.
Que cravado em meu coração.
Realizaria todas as noites.
A dança da Vida.
A dança do Amor.
Aonde me realizei para encontrar.

Marcos fereS

marcos FereS
1 compartilhamento

O Escafandro
Quando se abrem os olhos.
Ao levantar? Desafia a Lei da gravidade.
Quando em pé. Corta e ingere os ventos,
Aguas e nutriente.
Para renovar os componentes
Do Escafandro.
Coleciona e assimila protocolo de
Pensamentos. Que irão lubrificar?
Ou engessar os pensamentos
Juntados.
E que servirão para realizar os desejos.
Em algum momento a realizar-se naquilo
Que a mente. Entende; como futuro.
Se souber que; a pretensão poderá não
Se realizar? Estará pensando na forma
De esperança. Pensando de um jeito de
Lógica formal.
De outra forma. Também pode se realizar.
Mas o pensamento estaria entregue ao acaso.
Existem outras leis na natureza.
Milhares de leis naturais.
Cada um possui o próprio caminho.
Cada um possui o Próprio Escafandro.
Assim como: Os Astronautas que foram a Lua.
O estudo da ciência. E o da espiritualidade.
Buscam descobrir se. Haverá um novo Escafandro.
Melhor ou pior que este que possuímos?
Assim como: O Escafandro é pessoal.
E a coleção de conhecimento na memória
De cada um é pessoal.
Cabe a cada um. Escolher a forma de atravessar
As Leis da Natureza. Como as conhece.
Porque é intransferível aos sentidos;
As mesmas formas de impressão.
No máximo. Parecido. Mas nunca igual.
Por isso. É preciso proteger o escafandro
Que possui. Ele que o levara as respostas
Que trazes no coração.
Deixe que o conhecimento entre pela porta
Do coração. E não pela janela.
Pelo caminho da Paz.
E; se sentir-se bem. Se sentires Amor.
Apenas agradeça.
Aprendeu a mergulhar na Vida.
Com o mínimo de pressão possível.
E por isso. Não precisa apenas fazer força.
Mas também sorrir e sentir prazer.
Enquanto viaja dentro de escafandro,
Para explorar esse Planeta.
Marcos F

marcos fereS
1 compartilhamento
Tags: frases poemas

Serra da Mantiqueira

Passo os olhos, bem longe.
Entre faróis e neblina.
E desce um lagrima quente
em meus olhos?
No horizonte que em curvas se finda.
Subindo junto a saudade?
De viagens a Mantiqueira.
Tantas idas e vindas.
Para hortênsias procurar.
E no morro do Elefante
A cidade admirar.
O silencio. Da companhia.
Um céu. E um cantinho.
Abraçados. E em silêncio.
Dividindo o mesmo vinho.
Tantas lembranças, trago junto comigo.
Que ficou no meu passado.
Tem a estrada, tem a cidade.
Mas, tenho mais o calor.
De seus braços ao meu lado.

Marcos fereS

marcos fereS
1 compartilhamento

Serra da Mantiqueira

Passo os olhos, bem longe.
Entre faróis e neblina.
E desce um lagrima quente
em meus olhos?
No horizonte que em curvas se finda.
Subindo junto a saudade?
De viagens a Mantiqueira.
Tantas idas e vindas.
Para hortênsias procurar.
E no morro do Elefante
A cidade admirar.
O silencio. Da companhia.
Um céu. E um cantinho.
Abraçados. E em silêncio.
Dividindo o mesmo vinho.
Tantas lembranças, trago junto comigo.
Que ficou no meu passado.
Tem a estrada, tem a cidade.
Mas, tenho mais o calor.
De seus braços ao meu lado.

Marcos fereS

marcos fereS
1 compartilhamento

Amor ou Capricho


Brinco de esconde, esconde.
por minhas própria vocação.
Tanto a perder seria? Não sei?
Machucar o coração?
Entregar o sentimentos?
Objetivo de vida?
Ver tudo desmoronar?
Não era aquilo , que queria?
Seria muito risco para correr?
Tanto de perder?
Tanto de se administra?
Seria mais fácil, nascer
numa tribo?
Sem nada a se cobrar.
Nada a perder.
Ao natural; onde a natureza,
ali me colocou?
São tantas idéias. Tanta construção.
Monumento de idéias.
Fluides de muitos.
Corpo em exposição.
Beijada. Feito bandeira do divino.
Segurada feito corrimão.
Objeto de afetos, projetados?
Seria amor. Ou não?
Resolvi não reclamar.
Inclui feito missão.
Missão; a ter que cumprir.
Mas: E meu coração?
Sobra para mim? Ou não?
Por medo? De falar.
Por medo de perder?
Sei que tudo vai passar?
Mas, mesmo assim?
Só penso em me esconder?
Seria isso o certo?
Politicamente correto?
Tanta indecisão.
Correr até o tempo passar?
A Vida me esquecer.
Afinal. Já aprendi, a me esquivar?
Dessa febre, que dizem amar?
Muitos reclamam. Muitos se saboreia.
Mas passa , o tempo, e estou sempre.
Sozinha na cama. Chorando em silencio.
Por medo de merecer. Medo de sofrer.
Medo de me conhecer.
Medo de errar. Medo de acertar.
Medo de me limitar.
Ao que a vida deu para mim.
De me ajustar. O que a vida deu para mim?
Ou medo de perder?
Fracassar em dor, sem fim.
Dessa forma. Pinto o rosto.
Insinuo. Faço de conta.
Fujo pelas pontas.
E não toco mais no assunto.
Esqueci o natural.
Acompanho a moda.
Venci na vida.
Provei para alguém no
passado. Que alguma coisa seria.
Mesmo que tivesse esquecido?
Coisa tão importante em minha vida.
A que desejei provar?
A que custo paguei?
Só desejava amar.
O que me tornei.
Até quando me enganar?
A suportar? Tanta exigência
que criei?
E quando alguém me vil como
realmente era?
Me escondi. E o jogo começou.
Não seria mais fácil, não rola.
Não sou, como você me imaginou?
Ou simplesmente? também dizer.
Me enganei. Você não foi o meu sonho.
Que meu coração desejou?
Ficou na insinuação. Simplesmente,
guardou. Na geladeira do destino.
Um pedaço de carne largou.
Mas essa carne.
Tinha seus sonhos também.
E guardar em silencio?
Também tinha sua limitação.
Então o passarinho vôo.
Cansado de construir seu ninho.
Que a passarinha, nunca pousou.
Não , não era indecisão.
Era medo de perder.
Sonho, que construirá para viver.
O sofre, já se acostumara.
E atribuía, a força superior.
Mais um engano.
A quem. A lampada apagou.
E o noivo passou, e não parou.
Não havia azeite na lampada.
Em mil, afazeres se distraiu.
Não ouviu seu coração,
Só opinião de mil.
E; assim se moldou.
A todos agradara.
Todos a admirara.
E esse caminho seguiu.
O natural, tornou-se.
Artificial.
E já não sabia quem era.
O poder? De tantas primaveras.
Levando suas folhagens ao vento.
Quem diria a verdade?
Era pura vaidade.
Coisa não natural.
Aprendera a esconder sentimentos.
E; esquecerá seu próprio tamanho.
Quem a aplaudira de baixo.
Nunca desconfiara.
Apenas queriam se alimentar,
daquela exposição.
E, depois , para casa voltar.
Retomar sua simplicidade.
E ter o direito de Amar.
No seu próprio tamanho.
Na forma verdadeira de ser.
Sem vestes no corpo.
Na alma. No falar.
Apenas se entregar,
na solidão a dois.
E pela Vida.Mil caricias trocar.
Quem era realmente feliz?
Quem se enganava?
Se por todo esse tempo?
Não acreditaste?
Não era para ser mesmo.
Teria muito a perder?
Ficara em seu próprio mundo.
Liberta. E libertada.

marcos fereS

marcos fereS
1 compartilhamento
Tags: frases poemas

"E giramos, e giramos, e giramos.
No mesmo lugar. Até parar.
E a Videira com muitos frutos,
com as raízes nas águas da Vida.

marcos fereS

marcos fereS
1 compartilhamento

"O Coração é feito Passarinho.
Precisa de liberdade, e seu próprio
entendimento para Viver."

marcos fereS

marcos fereS
1 compartilhamento

"Conquiste o mundo. Sonhe com as Estrelas.
E divida com quem você gosta.

marcos fereS

marcos fereS
1 compartilhamento

"Ame Desavergonhadamente"

marcos fereS

marcos fereS
1 compartilhamento

" A Felicidade me pegou
de surpresa.
E agora?"

marcos fereS

marcos fereS
1 compartilhamento

"Em precisando Sonhar.
Sejamos o melhor dos Sonhos."


marcos fereS

marcos fereS
1 compartilhamento

"Sim. Escolhi o bem!
Mas fui tentado para isso."

marcos fereS

marcos fereS
1 compartilhamento

A emanação do Amor.
É a alma flertando com a Vida.

Marcos FéreS

marcos fereS
1 compartilhamento

Ficou a vida encaixada em um sonho.
Assim como um gosto de um licor em um litro.
Que um dia guardou.

marcos fereS
1 compartilhamento

Pense comigo... Não. Não pense comigo.
pense como você.E compartilhe seu pensamentos comigo.

Marcos FereS

marcos fereS
1 compartilhamento

"As coisas acontecem.
Quando segues o coração.
Juntamente com a razão?
Se não houver a junção dos atos.
Não se multiplica. Torna-se histério.
Não era para estar lá.
Foi mais uma ilusão.
Esperando para ser dissolvida. "

marcos fereS

marcos fereS
1 compartilhamento

"Os papéis se revesam,
enquanto as esquinas
se encontram.
O que verdade hoje.
inverdade amanhã."

marcos fereS

marcos fereS
1 compartilhamento

"Ignora, quem pensa o sucesso
com a competição com o próximo.
Ignora, até o tamanho da
a sujeirinha, que carrega,
no próprio umbigo."

marcos fereS

marcos fereS
1 compartilhamento

Olhos de sereia

Se fizeste flor do agreste. Dourada.
Feito cabelo de milho em plena florada.
Com o brilho desse olhar.
Se fizeste sereia. E; em noite de lua cheia,
mirando o moço a passar.
Tiraste um pouco de tempo,
para torná-lo fecundo.
para encantar uma vida.
para alegrar esse mundo.
Em pensamentos largados.
Se estonteia um coração.
Não se esqueças;sois tão bela?
És torre, rainha,
Guardada em um coração.
Não se canses. De fazer-se assim.
Da beleza que só você tem.
É essa beleza que encanta.
É sua beleza que me faz bem.
Projeta sua figura na vida,
conforme manda a sua visão.
Daquilo que as pessoas procuram.
Daquilo que comanda meu coração.
Carregando a paixão, tão segura.
Que motivo , no incerto eu teria.
Se. Depois de atravessar,
todos os perigos do mar?
Se lá adiante não estaria?
Com seus olhos de sereia?
Com sorriso, de musa a esperar?

marcos fereS

marcos fereS
1 compartilhamento

Casa vazia


Antes cuidada, plantas no jardim.
Cuidadomente regadas.
Se via o carinho que não havia fim.
Passava o tempo cuidando.
Com a sabedoria do tempo.
Vagaroso. De cabelos brancos.
Fazia a diferença, naquele momento.
Anos de histórias. Não precisava nem falar.
Era apenas observar os movimentos.
Os capricho, com a casa. Um olhar.
Um cumprimento.
Sabedoria guardada. No jeito de ser.
Aprender já não precisava nada.
Pelo seu jeito de viver.
Ponderação. Leveza e paz.
Era ele e o jardim.
Não precisava, de coisas a mais.
Procurar outros trabalhos,
seu andar não precisava.
Um pouco de tudo havia visto.
E não precisava de nada.
Apenas sua casa e seu jardim.
Descanso dos eleitos.
Que conseguiram envelhecer.
Passaram na vida.
E aprenderam. O que devia aprender.
A pressa, significava nada.
Apenas as plantas regadas.
Devidamente com o seu amor.
E agora a casa fechada.
Vazia e abandonada.
Com tantas placas. Se expondo,
a pressa de vender.
As plantas não foram mais regadas.
As paredes abandonadas.
E a vida que enchia tudo.
Se foi, não sei para onde.
Para cuidar. Quem sabe.
De outro mundo.


marcos fereS

marcos fereS
1 compartilhamento
Tags: frases poemas