Douglas Azevedo: Sem querer Senhor, em preces suplico:...

Sem querer Senhor, em preces suplico: Esquecer-te de mim, Agora teu inimigo Não desejo teu alento, Todas as mulheres, eu sei, Vieram a mim comprazimento Minha ‘... Frase de Douglas Azevedo.

Sem querer

Senhor, em preces suplico:
Esquecer-te de mim,
Agora teu inimigo

Não desejo teu alento,
Todas as mulheres, eu sei,
Vieram a mim comprazimento

Minha ‘alma pulava,
Meu corpo cedia,
Minha mente enceguecia

Morei entre o puro e o impuro,
Repousei sobre livros no escuro
E matei todos os melhores que eu

De tantos sofrimentos,
Meu espírito padeceu,
Temi então, deixar esta vida,
Como quem nada viveu

Deixei todos os amores
Que geravam minhas dores
E, cansados, partiam,
Dissolvendo minhas noites

Senhor...
Frívola e gélida,
Minha ‘alma já não grita pelos cantos,
Depois de ressentimentos tantos

Se quiseres agora, me condene!
Minha alma jaz ruinosa
E qualquer paixão que adentre,
Será repudiada como leprosa

Por favor, Senhor,
Cuide dos corajosos do teu mundo,
Que em meio a escabrosidades
Encontram motivos para viver

Esquecer-te deste imundo,
Que em ato covarde quer falecer.

1 compartilhamento
Inserida por AZEVEDODouglas