Douglas Azevedo

1 - 25 do total de 49 pensamentos de Douglas Azevedo

A vida é como um livro, não pode-se ler duas páginas ao mesmo tempo, para finalizar varias páginas devem ser viradas. Abra mão de coisas para dar lugar a outras melhores.

Douglas Azevedo
Inserida por DouglasAzevedo

Não há argumento convincente o bastante para justificar um ato de maldade que favoreça a cólera, contanto que o ser humano busque sempre o bem, a harmonia e a unidade na pluralidade

Douglas Azevedo
Inserida por AZEVEDODouglas

Será, muitas vezes, intencional ferir à si próprio, objetivando tornar a dor física inibidora da dor emocional por sua maior diferença em intensidade?

Douglas Azevedo
Inserida por AZEVEDODouglas

Turva direção

Paz armada é minha situação.
Percebe quem sente a briga
Da mente com o coração.

Vaguei até aqui pensando em mudar de direção,
Mas cheguei cansado e optei pela avenida da maioria,
Em que seguem todos mudos numa vida fantasia.

Aqui somos semelhantes e tristonhos,
E por sermos muitos, um não significa tanto
A mente já nos omitiu do destino, os sonhos.

Meu coração tem fome, sofrendo por pouco,
Ele me perturba querendo amar de novo.
Não há de ter chance, neste mau agouro.

De qualquer incentivo dado a este coração,
Meu passado errado tira-me a motivação.
Viajo olhando para as esquinas,
Mas continuarei na Avenida Solidão.

Minha esperança se foi com a garota do riso frouxo,
Tentei de tudo, até mesmo voltar em contramão,
Mas já estou magoado e cansado.
Quem caminha bem é quem ama pouco e vive errado.

Douglas Azevedo
Inserida por AZEVEDODouglas

Renúncia ao conflito

Não precisava ter escrito,
Mas o que presenciei,
Nunca busquei
E não quero levar comigo

Neste dia, meu coração bateu forte,
Como a sentir a dor da morte
Daquela que me estende a vida
E que nunca mais quero ver ferida

Eu nunca depreendi a humanidade,
Mas não há razão para tamanha crueldade,
Para quem busca entender sua natureza,
De estréia, afirmo: encontrará rudeza

Deixo agora, então, uma lágrima
Por um ódio ensandecido
Que afligiu tanto este amor que sigo

E deixo, eternamente, o meu sorriso,
Fruto do mais lindo sentimento vivo,
Que vai sempre me acompanhar
Enquanto ao meu lado ela ficar.

Douglas Azevedo
Inserida por AZEVEDODouglas

Sem querer

Senhor, em preces suplico:
Esquecer-te de mim,
Agora teu inimigo

Não desejo teu alento,
Todas as mulheres, eu sei,
Vieram a mim comprazimento

Minha ‘alma pulava,
Meu corpo cedia,
Minha mente enceguecia

Morei entre o puro e o impuro,
Repousei sobre livros no escuro
E matei todos os melhores que eu

De tantos sofrimentos,
Meu espírito padeceu,
Temi então, deixar esta vida,
Como quem nada viveu

Deixei todos os amores
Que geravam minhas dores
E, cansados, partiam,
Dissolvendo minhas noites

Senhor...
Frívola e gélida,
Minha ‘alma já não grita pelos cantos,
Depois de ressentimentos tantos

Se quiseres agora, me condene!
Minha alma jaz ruinosa
E qualquer paixão que adentre,
Será repudiada como leprosa

Por favor, Senhor,
Cuide dos corajosos do teu mundo,
Que em meio a escabrosidades
Encontram motivos para viver

Esquecer-te deste imundo,
Que em ato covarde quer falecer.

Douglas Azevedo
Inserida por AZEVEDODouglas

Intuition

É quando estou observando, atento, o tempo,
Relacionando-o com um acontecimento
Sinto-te, me invadir, o saber dos saberes
E o que pode dizeres? Quanto sabes, quanto?!

Já te conheço de erros passados
Poderia, eu, evitá-los...
Mas por que não lhe cedo o senso?

Tu me vens e eu desconfio, penso, penso...
Mas, ao final, desconsidero-te, ó Intuição
Porque tu não dispões de razão

Vezes contrariastes insistente, minha vontade
Sei, só queres dizer-me a verdade
Mas quem saberá o momento, a ocasião
Em que terei de creditar-te o sucesso de uma ação?

Vivo o medo de bem agir
E não saber, no desfecho, explicar
Porém os passos haveriam de surgir
E esquecer-me-ia de lhe honrar.

Queria eu saber usar-te,
Apesar de não entender de tua arte
Sei que funcionas bem e nada cobras
É o melhor saber para quem a detém
Para o que acompanha tuas manobras

Certas vezes, confiei em previsões tuas
E é certo dizer que sempre acertei
Porém, não hei de conhecer tuas ruas
E nunca, nada importante arriscarei.

És e serás, portanto, do meu dia-a-dia
Das decisões pequenas e da mente vazia
Quando eu já não dispuser de artifício nenhum
Que justifique o passo seguinte, o estagnar ou a escolha do rum

Douglas Azevedo
Inserida por AZEVEDODouglas
1 compartilhamento

Tu tens a obrigação de ser melhor e maior do que o bom velhinho que lhe ensinou tudo

Douglas Azevedo
Inserida por AZEVEDODouglas

O homem que pensa, pensa. O homem que preza seu pensamento, escreve

Douglas Azevedo
Inserida por AZEVEDODouglas

Você só descobre a verdadeira força de alguém quando, na pior das circunstancias, este expressa o mais belo sorriso

Douglas Azevedo
Inserida por AZEVEDODouglas

Eu gosto de brincar, mas na menor provocaçao vou identificar. Não perdoo traição, se você com outro for dançar, me largue primeiro e espere um semestre inteiro passar, senão cabeças vão rolar!

Douglas Azevedo

Para o romântico só existe um meio de vida e um de morte, respectivamente: sufocar alguém com um romance e sufocar-se pela falta dele

Douglas Azevedo
Inserida por AZEVEDODouglas

Empurrado pra's ruas

Disse que não me faltava quase nada
Mas quando me deu um cobertor
Não percebeu
Que o frio vem também da solidão
Da falta de um pão
Na barriga vazia de quem nada comeu

Disse que me arrumaria um bom emprego
Mas quando encontrou uma vaga
Esqueceu
Que pra tudo tem que ter formação
E pra quem não recebeu primeiro educação
Restou acostumar-se com a vida de plebeu

Disse que eu estaria limpo após um banho
Mas depois de todo um sabonete usado
Não percebeu
Que a sujeira vem das ruas deste mundo
E quem está sempre nelas continuará imundo
Porque não tem um lugar pra chamar de seu

Disse que resolveu minha vida
Mas quando falou que o fez
Esqueceu
De certificar-se que eu só sobrevivia
E que cidadania nenhuma eu teria
Enquanto a cidade crescer mais que eu

Douglas Azevedo
Inserida por AZEVEDODouglas

Esperar que os outros tornem-se justos por si próprios é o mesmo que acostumar-se com a injustiça

Douglas Azevedo
Inserida por AZEVEDODouglas

Preciso dizer o que quero?

Decidi ligar para você
Só para saber se não está fazendo nada
Se pode sair comigo pra qualquer lugar
E só voltar de madrugada

Não precisa ser um lugar especial
É que eu sozinho não fico legal
Prefiro deitar em cama bagunçada

Sabe...
As últimas coisas que fiz com você
Por mais completas que me pareceram ser
Prefiro pensar que estão inacabadas

Decidi ir ver você
Ficar ao pé da escada
Esperando que abra a porta
Esperando que esteja animada

O que vamos fazer não importa
Com você seguirei qualquer estrada
Só peço que na volta me descanse a alma
Em fria chuva, me chame em chamas para sua casa

Douglas Azevedo
Inserida por AZEVEDODouglas

Quando teus lábios tocam os meus, o sangue corre quente e a cor vermelha torna-se evidente

Douglas Azevedo

Eles acabam com a natureza. Sentem falta dela e da qualidade de vida que proporciona e, então, migram para um lugar com abundância natural; árvores, rios, flores, ar, pássaros e sol; para transformar tudo em concreto e se sentirem mal de novo

Douglas Azevedo
Inserida por AZEVEDODouglas

Eu gosto muito de você. O bastante para fazer muito para não te perder e o bastante para, se perder, poder te esquecer

Douglas Azevedo
Inserida por AZEVEDODouglas

Você não poderá justificar o próprio suicídio por ter de enfrentar alguma dificuldade.
Viver exige força, fé e coragem.
A primeira liberdade não se conquista, é a vitalidade.
A ato de desistir da vida é sinônimo de covardia e ninguém quer morrer como um covarde.

Douglas Azevedo
Inserida por AZEVEDODouglas

Fazer uma redação escrita à mão já não é tão eficiente.
O digito chega mais perto do ritmo da mente!
Toda ideia que se passa é analisada precisamente, aproveitada se condizente, senão, descartada num “control Z” eficiente.
A ideia que não se aproveita no texto, na mente é um começo, para desenrolar todo um raciocínio inteligente.
Leia uma, duas, três vezes, e “clika” no lugar exato, dando rápido aparato num pensamento bem documentado pelo infinito disposto em nosso mundo globalizado.

Douglas Azevedo
Inserida por AZEVEDODouglas

Talvez você, o seu mundo, as suas preocupaçoes mundanas, os animais em extinção, a mulher que você ama, o seu helicoptero ultima geração, a sua vontade de mudar o mundo (seu mundo), seu portão destrancado, seu planeta sendo destruído, um avião sumido, um jogo perdido, um outro vencido, um espionamento internacional, a divisão em países, as guerras, a paz, um boleto vencido, não sejam nada, comparado a tudo que possa existir no universo. São insignificantes à luz de tudo que pode existir. Mas você, seu tempo de vida e suas coisas são tudo para você mesmo. E com razão

Douglas Azevedo

Amigo é igual uma boa música, não precisa de mais de 5 minutos para marcar sua vida para sempre e mesmo depois de anos, vê-lo traz a mesma satisfação de quando se tornaram amigos

Douglas Azevedo
Inserida por AZEVEDODouglas

O que estou pensando

De manhã, quando fico te olhando,
Imaginando o que você está pensando,
Você olha pra mim, com seus olhos brilhando.
Fico imaginando se não estou sonhando.

Compelido a falar algo,
Subo em nosso palco,
E para que nunca se esqueça,
Digo bem alto:

“Eu sei, tenho sido pressuroso,
Mas se visse minha mente,
Só veria seu rosto!
Eu sei que já estou perto,
Seguirei o rio do seu amor,
Até seu mar aberto.”

De manhã, quando fico te olhando,
Pergunto: o que você está pensando?
Você volta pra mim com um sorriso brando,
Chega bem perto e me responde beijando. / Chega perto e diz estar me amando.

Abraçados e quentes então,
Tenho uma proposta a fazer:
Me aceite em seu coração...
Que levo o meu amor para preencher.

Douglas Azevedo
Inserida por AZEVEDODouglas

A todo dia que começa,
Se é com você,
Sei, não quero ter pressa,
Eu quero é viver!
Ao dia que correr,
Que seja para te ver,
Quero um abraço seu,
Quero ter você!

Douglas Azevedo
Inserida por AZEVEDODouglas

Há quanto tempo, meu bom amigo
Esses dias sonhei contigo
e lhe reconto o já vivido:
Sonho contigo, estou nos verdes de Goiás
Pois você, meu bom rapaz,
Acompanhou-me por caminhos
Em que todos ficariam para trás.
Meu bom amigo que durante horas proseava,
Assunto de cada coisa inesperada!
Decorríamos em discussão até a madrugada
Um amigo sem limites, sempre que preciso me ajudava.
Hoje estou em cima, hoje já não preciso de mais nada
Obrigado meu amigo, por ajudar a construir minha escada.
Espero vê-lo de novo, pra mais nova passeata.

Saudade, Capitão C.

Douglas Azevedo
Inserida por AZEVEDODouglas