Coleção pessoal de AZEVEDODouglas

1 - 20 do total de 178 pensamentos na coleção de AZEVEDODouglas

Vou dormir só hoje,

E o que eu tenho pra dizer

Eu espero, te cantar

Num próximo amanhecer

Em que você esteja

Em que você deixa

uma música rolar (retorna)



E quando ela parar

Você volta pra mim e canta

Baixinho que me ama

Que me ama e não tem

Motivos pra parar (não tem)



O que eu pedi

nos momentos tão meus

Não saberia que era você

Que iria me trazer (você)



O que eu pergunto

Antes de deitar

Não saberia que

É você que viria

Me fazer sonhar (contigo)



Compôs meu céu tão escuro

E vazio com o brilho reconhecível

do seu sorriso

Impossível não te amar



Eu te tenho e não deixo

Te tenho mas desejo

Ter seu cheiro e voz

pra me acordar



Seu olhar descansado

Um café bem passado

Um abraço apertado

E uma vida pra levar (nós dois)

AZEVEDODouglas
1 compartilhamento

Amar é um gesto contínuo

AZEVEDODouglas
1 compartilhamento

Despretensão

Sentindo respingos ainda morto
Com aquela arma no meu peito
Em segundos soube do caminho

Uma despedida do desconhecido
Eu não tinha nada a fazer
Era uma meio passo pro espaço
Sem controle de nenhum passo

Acaso me fez deitar
E casar com a terra
Filtrando a luz
Regado e purificado pela maré

Conversei sem dizer nada
Já nos conhecíamos
De milênios atrás

Eu era pedra e ela me fez ceder
E formei, virei gente
De repente foi tão longo

Quem eu veria quando despretensioso
Corto o horizonte visível em milhares de quilômetros à frente buscando respostas antes de caminhar de volta?

AZEVEDODouglas
1 compartilhamento
Tags: despretensioso respingos

É de vontade e de desejo
De que é feito nosso jeito
Porém, de onde venho,
Nada tinha e já tive medo

Do que eu poderia temer?
Se nada tenho a perder?

Nas historias desprotegidas
A primeira realidade vivida
É quem nos convida
A nela se inscrever

Um furto, uma agressão.
Eu juro...
Eu sofri isso primeiro, irmão!

Tenho alguns sonhos que outros alcançam tão facilmente
Mas às vezes me parece q eu nasci do avesso do mundo
Sem endereço, sem coração

Essa cidade que cresce mais rápido que eu, não me deixou opção
Eu só queria ter aquela vida que vi um dia na televisão
Mas parece que nada daquilo foi feito pra mim
Pois que onde quer que eu tenha ido
Quem falou em me ajudar
Me deixou na contramão.

AZEVEDODouglas
1 compartilhamento

Ela chega na sua casa só pra te acompanhar.
Fica recostada ao pé dá sua cama, no chão.
Cada um de vocês confortáveis na sua própria maneira de se acomodar, ela deita em cima do próprio braço e você deitado reto de barriga pro ar.
Você observando e manuseando qualquer ferramenta que não é um celular, ela com olhar perdido e parado sem nada a procurar, leve, carinhosa e automaticamente beliscando a sua pele sem incomodar.
Vez ou outra um fala alguma coisa que pescou nos pensamentos lentos sem comentário esperar.
De repente acontece, vez ou outra de assim rirem sem parar.
E depois voltam...
a parar.
Vocês dois bem acomodados no silêncio do exterior e na paz interior.
Nada pra explicar.

Intimidade no amor.

D. Azevedo
1 compartilhamento
Tags: intimidade acomodados

Bem-estar

Minha querida, você já sentiu o pesar
Da vontade e do medo, desespero,
Implorar para que atenda seu apelo
Sem ao menos saber que você está
Com muita falta de estar,
Com medo de atrapalhar?
Tudo que você conta de bom no dia
Toda aquela rotina que eu queria
Só porque lá vou lhe encontrar

Querida, diga o que quer fazer,
Porque eu quero participar
Diga onde vai estar,
Porque estou indo pra lá

Venha,
Mostre-me o seu melhor desenho,
Diga que vai me ensinar
Terei por este grande empenho,
Tomarei seu tempo pra lhe agradar

Minha querida, não precisa perguntar
Quando quiser sair comigo
Eu imagino o lugar mais amigo
Do nosso bem-estar

D. Azevedo
1 compartilhamento

Chegando eu voltarei!

Ô mulher
Você chegou tão fina
Simplesmente
E me julgou
Por não ser antigamente

Usou aquele olhar catalisador
E me tirou respostas pra lhe dar
Sobre um meio tempo
Que eu nunca quis viver
Mas que adorei contar

E entre ontem e daqui pra frente
Eu não sei o que fazer da gente
Eu não pude nem conversar
Ando mais pra trás do que pra frente
Ou ando rápido sem parar

O mulher não me venha assim não
Porque quem procura encontra
O que não se quer
Mesmo que não exista o que provar

Não me repreenda não
Se de jeito nenhum
Eu conseguir fazer como era antes
Como falei eu já nem sei
Não é mais tempo de esperar

Se a gente pode a gente muda
Não adianta nem forçar
Se a gente ama a gente ajuda
A sair do mesmo lugar

Nas próximas semanas
Nas mesmas datas
Nas mesmas paginas
Passear

Trocando versos
Rindo do universo
Bebendo e desnivelando
Um mesmo olhar

E vai, vem... você? Meu bem
Vou encontrar
Qualquer dia te assusto
Deixo muda e maravilhada
Depositando em você o que não couber
Nesse meu coraçãozinho singular.

D. Azevedo
1 compartilhamento
Tags: chegando voltarei

Meu amor! Meu anjo! Bom dia, meu trem lindo, movido a vapor de pétalas florais,
Tu és a única linha que eu sigo,
Embarquei e nem importei com o que deixei pra trás.
Não sei nem mesmo para onde vais,
só quero continuar avistando paisagens belas e depois ser o homem capaz,
Da cabine principal, tornar-me teu maquinista, para que não pares jamais.
E até que chegue o meu fim,
Que tu se mantenhas forte e bastecida,
Exale, acima de mim, todo aquele frescor de vapor, flores de jasmim.

D. Azevedo
1 compartilhamento

Fugir pode se tornar a melhor maneira de se encontrar

D. Azevedo
1 compartilhamento

Senta

É a doce sensação de inocência
É o prolongar daquele brilho infantil
Que nos faz mais jovens e tira dos nossos olhos o peso das lágrimas
Quando tiramos a culpa da gente vemos que é a culpa a mais culpada
Porque, querida, a gente diz que sabe para se fingir responsável
Mas veja esse mundo como anda...
A gente não sabe mesmo é nada!

Tem roxo que aparece sem dor
Tem dor que surge do nada
Tem culpa quem não amou?
Tem só culpa criada...

Seja boa consigo e humilde sob esse universo
Pois que se ele não diz, não haverá verso capaz
De mostrar porque veio, como se cria ou o que faz
A gente veio, mas aqui já existia tudo. Tudo!
E antes do tudo...
Existia era outra coisa ainda mais complicada.

D. Azevedo
1 compartilhamento

Você pediu e eu já vou daqui
Nem espero pra dizer adeus
Escondendo sempre os olhos meus
Chorando eu vou, tentei lhe falar
Você nem ligou

Eu nunca consegui me explicar
Porque você não quis me ouvir falar
E deixo todo meu amor aqui
Jamais eu direi que me arrependi
Pelo amor que eu deixar

Mas da saudade eu tenho medo
Você não sabe, eu vou contar todo segredo
Esses caminhos eu conheço
Andar sozinho eu não mereço
E você há de entender
A gente tem que ter alguém pra viver

Se você quer, eu vou embora
Mas também sei que não demora
Você é criança e vai chorar
Só então vai compreender
Que muito amor eu dei
E eu quero ver
Você lamentando, meu nome chamar

E quando um dia isso acontecer
De você querer voltar pra mim
O meu perdão eu vou saber lhe dar
E jamais eu direi
Que um dia você conseguiu me magoar

Antonio Marcos
1 compartilhamento

Independente de quanto tempo você ficou de um lado, de quanto tempo se convence dos argumentos desse e independente de qual está no poder... É absolutamente essencial sempre estar atento e ouvir todos eles, reciclando prioridades, de acordo com a sua realidade e de seu país.
Isso é estar unido, isso é ser ético!

Mas não deixe (por um princípio de humanidade), que sua ascensão de classe na sociedade o faça esquecer dos que ainda se encontram na situação de que você saiu ou possa se encontrar algum dia.

Douglas
1 compartilhamento

Cê num sabe o tanto de coisa que começo e paro
O tanto de coisa que arrumei pra fazê
tentativa de substitui uma falta daquele sê
E quando vejo que nenhuma dessas coisa feita
vai mesmo trazê aquele prazê
Que vinha só d'ocê
Que enjoou que me dá
Frô sem cor
Doses, línguas
Pela metade
Aí vem a sardade
E um enjôo depois
...
"Queria me enjoar de você"

D. Azevedo
1 compartilhamento

Te habito

Quem quer apoiar-se em mim antes saiba que sou espírito, que meu corpo de nada valeria se fosse como jarra vazia e que os sacrifícios que minha alma impõe ao corpo realizar intentam a eterna validade nos corações.
Saiba que se eu passasse apenas uma vez por tua vida, eu tentaria passar o melhor de mim. Eu arrisco sessenta anos de vida para fazer valer sessenta minutos. Então não se acostume com minha física presença, mas aceite quando eu disser que te amo e que isso quer dizer que eu posso te passar mais do que umas horas de momentos juntos, pois não estarei sempre ao seu lado, mas terei feito o máximo para deixar estampado o quanto de abrigo ainda tens no meu coração, e nas próprias provas e lembranças dessa paixão, peço, ressuscite-me.
Entenda que as interrupções, os obstáculos e as perturbações são necessários para despertarmo-nos e voltarmos a consciência e a atenção ao que estávamos fazendo automaticamente, sem sentir o valor dos gestos, sem encarnar o significado de um abraço no dia mais quente do ano.
Eu sou espírito, meu amor se apresenta na matéria, mas é energia. Meu corpo vai morrer, eu vou viver, eu sou espírito. Te habito.

D. Azevedo
1 compartilhamento

Meu chinelo

Acordei hoje e não achei o meu chinelo
Desci as escadas até a caixa do meu gatinho
E o bicho ainda estava dormindo
Dessa vez ele não roubou
Dei-lhe um cheiro e voltei
Voltei para o quarto
Sentindo nas solas os pelos do bichano
Procurei nas caixas de sapato
E na casa em todo canto
Achei moedas, remédios e pirulitos
Em sigilo dirigi ao quarto de mamãe
Forçando a porta para cima enquanto empurrava
Senão ela dava apito e minha mãe gritava
Caso perdido
Tropecei num tamanco e caí na cama
Mas ela acordou foi com o próprio espirro
Era pelo de gato aquilo!
Então bem rápido perguntei:
-“bom dia mãe, viu o meu chinelo?”
-“se cê num sabe eu que sei?”
Ok... Agora sei que está perdido
Se nem minha mãe viu, sumiu! rsrsrs’
Fui para a cozinha
Esquecendo que descalço estava
Um pão, tomate, mussarela e azeitona
Um café bem forte e fico à tona
Subo pulando para o terraço
Lá chego e piso numa poça d’agua
Que cocegas nos pés mais engraçada
Sinto o leve vapor subir
De uma geada que passou (de novo) de madrugada
E o Sol aquecendo me lembrou de espreguiçar
O vento leve batendo me fez assoviar
Os pombos juntando me fizeram migalhar
Alguma coisa de tudo me fez sorrir
Meu gato veio, espantando os pombos
Depois ficou bem no meu pé esquerdo
Achei que precisava de um calçado
Mas só fui acordar naquele terraço
Descalço

D. Azevedo
1 compartilhamento
Tags: descalço terraço

Galante viajante, apaixonante. Por que está assim tão distante? Eu passei um dia com você e para mim significou bastante.

Mostrou-me que o mundo não só se vê e não dá pra se entender, tampouco as coisas que o compõe. Que tudo que você sabe que eu sou é insignificante perto do que você supõe.

Agora compreendo que cada pessoa apresenta um mundo criado, pelo seu próprio fardo, que para dizer a verdade, não é mundo, e sim maneira que se vive no primeiro sentenciado.

Que não adianta enxergar o mundo de uma forma e vivê-lo d’outra. Que não adianta mudar para uma pessoa porque você não conseguiria se adaptar.

É impossível porque é complicado e ninguém quer se complicar mais sendo que nem mesmo se conhecem de fato.

Você me disse que é imprevisível viver seu mundo comigo. Que seria um risco, colocar um “estranho” que muito influencia no caminho.

[...]

D. Azevedo
1 compartilhamento
Tags: galante viajante

Toma seu copo

Você faz todas as minhas vontades
E quer me dar até o que não preciso nem queria
E irrita-se se eu negar seus presentes
E quando tô ébrio vem pra cima e se incita
Mas olha, tô do seu lado
Não vou daqui ultrapassar
Quando nego suas graças
Estou dizendo, além disso, não vai rolar
Pare, pare um pouco de me chamar.
A cerveja esquenta
O corpo esfria
A mente viaja
E chega noutro dia
Quando o corpo era quente
E a mente, de repente, ficava vazia.

D. Azevedo
1 compartilhamento

A confiança ou a desconfiança são indeterminações a serem utilizadas somente enquanto comprovar não for possível.

D. Azevedo
1 compartilhamento
Tags: confiança desconfiança

O filho da pátria que ignora sua história, não conhece sua realidade e permanecerá acomodado na miséria!

D. Azevedo
1 compartilhamento

O tempo é muito lento para os que esperam
Muito rápido para os que têm medo
Muito longo para os que lamentam
Muito curto para os que festejam
Mas, para os que amam, o tempo é eterno.

Henry Van Dyke
53 mil compartilhamentos