IsabelMoraisRibeiro: Triste soneto à morte prematura. Dirás...

Triste soneto à morte prematura. Dirás que a vida cansa em amargura. No coração digo antes... Ferida rasgada de uma navalha. Vai a vida, tão mal gasta..... Quan... Frase de IsabelMoraisRibeiro.

Triste soneto à morte prematura.
Dirás que a vida cansa em amargura.
No coração digo antes...
Ferida rasgada de uma navalha.
Vai a vida, tão mal gasta.....
Quando eu morrer, eu sei...
Tu escreverás.....
Consciência que nos retalha.
Triste soneto de uma morte prematura...
O desejar, o querer, o não bastar....
Dirás que a vida cansa em amargura..
E, enganado procuras a razão.
Pálido e frio, tu me cantarás.
Que o acaso de sermos,justifique..
Nas quadras, refletido se lerá
De como, vã e breve, a vida expira.
E como em terra funda, dura e fria.
A vida, má ou boa, acabará...
Eis o que dói, talvez no coração.
Que a morte é um mistério...
Onde tudo é fugaz...
Contente por tê-lo escrito bem....
Um triste soneto à morte prematura..!!!

1 compartilhamento
Inserida por IsabelMoraisRibeiro