Isabel Morais Ribeiro Fonseca: Melodia dita da alma ao vento. Escrita...

Melodia dita da alma ao vento. Escrita no jardim de um pensamento. Rego as folhas secas do caminho. Da minha vida Da minha luta Dos meus valores Refazendo as fo... Frase de Isabel Morais Ribeiro Fonseca.

Melodia dita da alma ao vento.
Escrita no jardim de um pensamento.
Rego as folhas secas do caminho.
Da minha vida
Da minha luta
Dos meus valores
Refazendo as forças sem culpas.
Veneno em forma de vinho.
Servido no cálice do azevinho.
Onde o meu sorriso é um antídoto.
Que as portas e as janelas da mente.
Abram-se para a luz.
Escrevendo as cartas de uma estrada
Curta
Estreita
A melodia nasce de uma nota de afeto.
De carinho.
Essência de um sentimento mágico.
De uma sensibilidade.
Amo a melodia...
Quando descalço as minhas tristezas.
E quando não digo...
A melodia ama-me mais.
Mais meu amor.
As palavras não ditas.
Por não serem ditas, são esquecidas.!

1 compartilhamento
Inserida por MariaIsabelMoraisRF