Nattan Poire: Eu devia ter imaginado que um dia alguma...

Eu devia ter imaginado que um dia alguma coisa passaria por mim , sem que eu soubesse o que realmente era . Não era só uma sensação deslumbrante de cometas e aviões ou galácteas passando pelo meu sistema digestivo , mais sim a sua voz nos meus ouvidos , como um disco que roda todo minuto , que você não se cansa de ouvir , e cada repetitiva vez é mais bonita de se ouvir como a anterior .Eu tenho medo...Eu tenho medo que você seja um caminhão de luz que me esmague e me cegue na frente de todo mundo, . Eu tenho medo de ser um saquinho frágil de bolinhas de gude e de você me abrir. E minhas bolhinhas correrem cada uma para um canto do mundo. E eu nunca mais conseguir me juntar do jeito que sou agora. Eu tenho medo de você melhorar minha vida de um jeito que eu nunca mais possa me ajeitar, confortável, em minhas reclamações. Eu tenho medo da minha cabeça rolar, dos meus braços se desprenderem, do meu estômago sair pelos olhos. Eu tenho medo de deixar de ser filho, de deixar de ser amigo, de deixar de ser menino, de deixar de ser estranho, de deixar de ser sozinho, de deixar de ser triste, de deixar de ser cínico. Eu tenho muito medo de deixar de ser.Agora é menos de uma hora. Você vai chegar e automaticamente minha agenda de milhares de regras e horários e controles vai desaparecer. E eu vou ficar apavorado porque só o que eu tenho é o contorno mentiroso que eu dou para os meus dias. E você, porque me abraça e me dá outro desenho, é o vilão da minha vida programada. Você é o tufão de oxigênio que invade meu nariz mas, porque estou com tanto medo, mais parece falta de ar. Agora é menos de menos de uma hora. Preciso terminar esse texto. Mas eu tenho medo, sobretudo, de terminar esse texto. Sobre o que eu vou escrever se você for melhor do que esperar por você?

1 compartilhamento
Inserida por nattanpoire