Allan Caetano Zanetti: Graça E hoje eu percebi o quanto...

Graça

E hoje eu percebi o quanto preciso
Na madrugada novamente sozinho
Do seu sorriso que é o meu paraíso
Estou voltando ao mesmo caminho

Cabelos negros jogados ao vento
Em cada fio posso ver meu futuro
Nesse dia a dia cheio de lamento
Faria de tudo para te ver, eu juro

Por mais que a distância nos separe
Por mais que a nossa canção acabe
A conexão mental nos une de novo
Ligue o rádio e ouça, é ela tocando

Inevitavelmente nos encontraríamos
Como o caçador diante da sua caça
E então nós simplesmente diríamos
Palavras vagas, mas não sem graça

A graça, não de piada, mas da beleza
Beleza dos fatos, outra vez é chegada
Assim se faz, simples, abala a moleza
Incendiando o coração em disparada.

1 compartilhamento
Inserida por PensadorRS