Ética e Conduta Humana

Cerca de 24 frases e pensamentos: Ética e Conduta Humana

Ter uma conduta honesta e saber respeitar as regras da vida são tarefas diárias que contribuem para a elevação da capacidade humana.

Alexis Gabriel Madrigal

Não sei o grau de repercussão, mas sei que o pretexto é de exteriorizar as inquietações da conduta humana no processo de escolarização.

Prof Aislan Fernandes ProfGeo13

Exercer os bons valores é o alicerce da boa conduta humana.

Mario Lima do Nascimento

FORMAÇÃO E CONDUTA HUMANA
Nossa natureza nos capacita a raciocinar e agir de forma moral, ir ao encalço da virtude e desenvolver ao mais alto grau possível nosso caráter moral, combinando a reflexão e a repetição centralizada para nos nortear no caminho certo na busca da beleza, que parece ser a moradia da verdade universal, absoluta e imutável que, também, pode habitar na aparente imperfeição, quase sempre por necessidade, e na noção imprecisa do bem e da condição humana, com o objetivo final de viver uma existência expressiva com a excelência que nos distingue do resto da criação.

Para vivermos bem, precisamos observar as leis naturais e estarmos conscientes dos direitos naturais, com a compreensão dos conceitos do privilégio da concessão e deveres, da moralidade e suas relações, a justiça e o bem comum, a autoridade e o problema da injustiça legal.

Então, nos tornamos em adultos com anatomia e hormônios que definem nossa situação, mas, não determinam nossos papéis na sociedade.

Não podemos viver autenticamente, a menos que possamos buscar objetivos auto escolhidos observando o paradigma das leis e do direito natural e a restrição razoável à liberdade dos indivíduos evitando que prejudiquemos uns aos outros.

Com a habilidade de lidar com ideias divergentes é discuti-las abertamente, deixamos a verdade vencer através de argumentos e suas limitações, não pela força, usando o poder da razão e apreciando de um ponto de vista puramente lógico, com base no modo como as coisas parecem opostas ao feitio como pensamos que sejam, considerando, para dar sentido às nossas decisões, que exista uma situação de causa e efeito, pois, tudo o que realmente vemos é uma coisa após outra.

Sem a pretensão de sermos iguais, devemos perseguir a virtude e a bondade para criarmos espaço para a harmonia íntima e social em nossas diferenças, e sermos mais um instrumento dentro da diversidade de pessoas e perspectivas promovendo uma sociedade equilibrada, considerando a relevância de interiorizar a paridade entre o que temos e o que não controlamos centralizando nosso esforço e faculdades no que possuímos ao mesmo tempo em que lidamos com equidade e justiça com as coisas que não regemos.

O externalismo da representação e a diferença entre a necessidade e prioridade como a liberdade, ansiedade e autenticidade, são parte do pensamento do homem consciente da ausência de racionalidade e da possibilidade de eventualidades em sua vida causando a necessidade imediata de significar sua existência.

Como seres pensantes, devemos considerar as questões que desafiam pressupostos básicos sobre nós mesmos, preocupando-nos no sentido de como agir a respeito e sendo cautelosos em nossas ações ao confrontarmos as diferentes provocações no curso de nossa vida, sempre avaliando o equilíbrio entre nossos interesses e a harmonia que buscamos para viver bem.

João Starkaiser
2 compartilhamentos

A imoralidade corrói a conduta e o caráter,
destituindo a honradez e a dignidade humana.

Ubaldo Santos de Jesus
Inserida por ubaldopoetadoamor

Experiências com animais: Até que ponto se pode buscar um caminho para ou pela “verdade” em relação aos direitos dos animais e o desrespeito com o meio ambiente? Que “conhecimento” é este que buscamos através da ciência? Qual é o sentido da ética e da consciência moral como função primordial da razão e fundamentação da conduta humana?
Que a ciência e a religião trilhem juntas no mesmo caminho, de preferência de mãos dadas, pois se a consciência não faz a menor diferença, então o que é a ciência?
Um saber que nada sabe ou um fazer que saiba saber?

Susana de Luiz Lopes
Inserida por Susana0808

" A consciência não precisa ser negra. Basta que toda consciência seja justa, digna, ética, livre de preconceito, transparente e humana."

Viviane Andrade

Viviane Andrade

Onde há vida humana em jogo, impõem-se necessariamente um problema ético

DHnet
Inserida por EmOutrasPalavras

A inveja, inflige o código de ética da soberania humana.

joaquim gomes alves
Inserida por JoaquimGomesAlves

As liberdades alcançadas aliadas a liquidez dos sentimentos e das relações humanas, tem tornado a sociedade autodidata dos valores éticos e morais. Um fenômeno perigoso em um país que negligencia a educação.

Keli Esperança
Inserida por keliesperanca

"Hoje discutimos reforma da previdência, longevidade, piramide etária, amanhã estaremos discutindo reprodução humana, eugenia e pasmem, Ética..."

Iuri Lapsky
Inserida por iuri_lapsky

"A Ética é mais pura expressão da consciência humana, é a exteriorização da alma, do desejo e do caráter, é a que nos torna plenos ou miseráveis " (Douglas Ferrari)

Douglas Ferrari - Médico e Humanista

... ética e moral, pela própria etimologia, diz respeito a uma realidade humana que é construída histórica e socialmente a partir das relações coletivas dos seres humanos nas sociedades onde nascem e vivem.

DHnet
Inserida por EmOutrasPalavras

Ser autêntico em um mundo onde ninguém valoriza a ética e a dignidade humana, é como receber uma estrela de xerife no velho oeste, bem no dia em que o bandido mais perigoso da região adentrou a cidade.

Pablo de Paula Bravin
Inserida por PablodePaulaBravin

pobre da Lei que depende da Ética humana pois ela está em falta.

Matheus Henrique
Inserida por mathesconect

A ética é uma engrenagem indispensável para o movimento das organizações públicas, privadas e humanas, caminha de mãos dadas com a justiça.

Alison Aparecido Ferreira
Inserida por ALISON2

ÉTICA E MORAL

Tão concomitantemente, podemos observar a evolução humana crescendo de forma alarmante no mundo atual. E com isso, é possível também constatar meios errôneos e condutas totalmente divergentes que podem acarretar em conflitos individuais e/ou grupos de uma sociedade, nação e principalmente universal. Sendo assim, precisamos a cada dia encontrar soluções significativas para nos adaptarmos a tamanha mudança de nossa contemporaneidade e no pós-modernismo. Destarte, o ser humano precisa encontra o ser do “EU”, ou seja, a potência do existir como destacou "Michel Onfray, em seu manifesto hedonista. Além de desenvolver métodos eficazes de atribuir melhorias ética a priori e colocar em prática com a moral a posteriori.
Quando se fala de ética, estamos tratando de um prisma de paixões, emoções e sensações que podem persistir na mente do indivíduo como dilemas existenciais e mediante a isto; observamos o duelo entre esperança e temor. O que quero dizer com isso, é: Continuamente temos a esperança de auferir bons resultados a até mesmo, minimizar os custos e esforços com isso. De um lado, a esperança passa a ser um ganho de potência imensurável a partir de uma situação imaginada que é vantajosa, prazerosa, etc. De outro, temos o temor, que é justamente o inverso, ou seja, o indivíduo se apequena ainda mais diante de uma situação imaginada, diante de uma consequência nefasta que possa lhe acontecer. Por fim, muitas atitudes indignas e desonrosas que observamos acabam sendo vitória da esperança sobre o temor.
Seguindo estes pressupostos, dou-lhe um exemplo que me emociono sempre ao assistir. Um fato que ocorreu no final de 2012, em Navarra, Espanha, e que chegou a tomar proporções extremamente significativas em sua divulgação. Em uma corrida de cross-country, o queniano Abel Mutai, medalha de outro nos três mil metros com obstáculos em Londres, estava a pouca distância da linha de chegada e, confuso com a sinalização, parou para posar para fotos pensando que já havia cumprido a prova. Logo atrás vinha o outro corredor, o espanhol Iván Fernández Anaya. E o que ele fez? Começou a gritar para o queniano ficar atento, mas este não entendia que não havia ainda cruzado a linha de chegada. O espanhol, então, o empurrou em direção à vitória.
Diante de tudo isso, a imprensa toda correu até o corredor espanhol, e um jornalista, perguntou: “Por que o senhor fez isso?”. O espanhol replicou: “Isso o que?”. Ele não havia entendido a pergunta. O jornalista insistiu: “Mas Por que o senhor fez isso? Por que o senhor deixou o queniano ganhar?”. “Eu não o deixei ganhar. Ele ia ganhar”. Sendo sucinto, o jornalista disse que ele poderia ainda ter sido o vencedor, mas o espanhol ainda disse: “Mas qual seria o mérito da minha vitória, qual seria a honra do meu título se eu deixasse que ele perdesse?”. E ainda finalizou: “Se eu ganhasse desse jeito, o que ia falar para minha mãe?”.
Portanto, podemos nos sensibilizar com atos nobres e deveres que deveríamos ter sem nos aproveitar de situações que mesmo nos favorecendo, precisamos ter em mente, que isso pode afetar o outro. E devemos nos ajudar para podermos construir uma sociedade digna de respeito, admiração, amizade e parceria sem tirar vantagem no que não nos pertence.
Diante deste exemplo e complementações, me recordo de uma grande mensagem dita pelo Professor e Filósofo “Mario Sérgio Cortella” em resumo do verdadeiro significado de ética. Para Cortella:
Ética é o conjunto de valores e princípios que usamos para responder a três grandes questões da vida: (1) quero;(2) devo; (3) posso. Nem tudo que eu quero eu posso; nem tudo que eu posso eu devo; e nem tudo que eu devo eu quero. Você tem paz de espírito quando aquilo que você quer é ao mesmo tempo o que você pode e o que você deve.

Assim, a moral seria a práxis a posteriori da ética. Temos a ética a priori dos valores e costumes que são criados por uma família, sociedade e nação que entendem por correto e bom. Não obstante, a moral se baseia por tais princípios descritos na premissa e são totalmente embasados pelas Leis Constitucionais do Estado e dos Países que são unânimes em algumas regras estabelecidas no convívio e interesses universais.

Adriano Farias
Inserida por AdrianoFarias222
1 compartilhamento

A razão humana é o fruto mais proeminente, calando-se nas articulações da ética e política.

Erasmo Shallkytton
Inserida por Shallkytton

Serei ético, pois estou baseado na racionalidade humana, na razão cognitiva, ao contrario dos moralistas que são livre de razão, baseado em costumes, ambiente e situação... Exceto a razão cognitiva, sou livre, tenho muito mais campo de atuação, sou livre para o jogo... Meu jogo é limpo porém muito bem trabalhado...

Adriano Guedes
Inserida por adrianoguedes

A benevolência, caráter, honra e ética são elementos primordiais para uma existência humana duradoura é atemporal e até mesmo elegante.
Autora A.Kayra

A.Kayra
Inserida por AKayra