Coleção pessoal de tadeumemoria

1 - 20 do total de 680 pensamentos na coleção de tadeumemoria

MEMORIAS DE UM FANTASMA

Foi como desligar uma televisão, apagar uma lâmpada,desconectar algum aparelho. Então quando eu abri os olhos, ainda ecoavam as palavras, alguém sussurrava alguma coisa, muitos falavam ao mesmo tempo; todos penalizados. No entanto, então diante de mim uma paisagem esplêndida de um rio caudaloso, uma brisa silenciosa numa tarde tranquila. Depois vieram as lembranças daquele sorriso que embalou toda a minha existência; a minha infância, a adolescência, a igreja enfeitada, todos os parentes e entes queridos; todos os votos de felicidade até o capotamento na estrada: foi a desconexão. Porém diante de mim todo aquele relevo, o rio, toda aquela luz silenciosa e tranquila quebrada apenas pelos passos e os risos de Bem-te-vi que corria ao encalço de uma linda borboleta azul; ele me contou que Denise nada sofrera, Catarina nasceria saudável; foi só um susto. No crepúsculo seguinte fui ao outro lado do rio, era um lugar sombrio e havia um elo com o material; alguém acompanhava sempre alguém como se não entendesse o que se passara. Denise estivera no médico e pude entender que em alguns dias nasceria Catarina; eu podia ver, era uma imagem embaçada, mas eu percebia tudo, tentei me comunicar, mas não era ouvido nem percebido por ninguém. Fiquei por algum tempo ali, até que Bem-te-vi surgiu na minha frente e me conduziu de volta ao relevo. Os dias que se seguiram foram de uma ansiedade impar pelo possível nascimento de Catarina; dia 27 de setembro era o aniversário de Denise e provavelmente fosse programado para que nesse dia acontecesse o nascimento, o que aconteceria no próximo sábado . Bem-te-vi com sua roupa amarela fazia umas piruetas numa brincadeira ingênua com os insetos e os pássaros, entre as árvores do vale, sua imagem me faz lembrar de mim mesmo na minha adolescência, com a diferença que ele pode flutuar. Além de bem-te-vi, tinha outros, todos com aparência de adolescentes e roupas, provavelmente de cetim, de tonalidades claras e que também atendiam pelo nome de pássaros: campina, pintassilgo, curió, cardeal; cada um desses guardava alguém. O rio representava a vida; os seus dois lados; Bem-te-vi já tinha me dito isso, mas não me respondeu onde desembocava aquele rio.

Era o aniversário de Denise e Deus lhe presenteou com uma menininha que mamava com a volúpia de quem tinha muitos anos pela frente, tinha os cabelos negríssimos como os do pai e recebera o nome de Roberta, e não mais catarina, em homenagem a mim. Denise tinha os olhos brilhantes de felicidade e por alguns momentos acho que ela percebeu a minha presença; alguém lhe deu as flores que eu lhe daria, era um amigo do cartório onde trabalhavam; acho que Denise merecia ser feliz, afinal, a Vida continua.

Nunca mais me foi permitido atravessar o rio, mas sei que Denise frequenta uma igreja e Roberta já é uma mocinha; Bem-te-vi soube através de um tal de Serafim. Estamos agora numa parte bem alta da montanha; dia desses Bem-te-vi me empurrou lá de cima, foi maravilhoso... eu ainda não sabia, mas assim descobri que podia flutuar...

tadeumemoria
Tags: tadeumemoria

A vida e uma estrada a morte e o atalho

Tadeumemoria
1 compartilhamento
Tags: tadeumemora

A solidão de alguém está muito além de abraços sorrisos e palavras de conforto. A nossa essência e inviolável .

Tadeumemoria
1 compartilhamento
Tags: tadeumemora

Mulher é algo divino, mas por que Deus não fez uma pra si

tadeumemoriat
1 compartilhamento
Tags: tadeumemoria

O pilar da poesia são as abstrações...

tadeumemoria
1 compartilhamento
Tags: tadeumemoria

INSÔNIA
Deixe amor que a noite passe silenciosa

E apenas a noite, do que contém a noite,

Do que sustém a noite,

Do que mantém a noite, do que convém a noite

E se esse silencio for bastante pra nós

For constante pra nós, importante pra nós

O silencio da noite nos dará um sinal

Assim se a noite silenciosa se perder

Silenciosamente nos subterfúgios

Das sombras das noites que fomos,

Deixe amor que a noite passe silenciosa

E se perca silenciosa na noite levando consigo

A ansiedade do que não consigo

Além de sussurros e suspiros

Sob a luz dos astros e o enigmático silencio da noite

Que a noite passe silenciosa

Diante da noite que a noite nos propõe...

tadeumemoria
1 compartilhamento
Tags: tadeumemoria

PREFÁCIO

Trinta anos atrás eu amanhecia,

Encantado com as espumas

Que as ondas provocavam

Ao baterem impertinentes contra o quebra-mar

E politicamente radical

Com os cachos dos meus cabelos castanhos

Ou o black power do meu irmão; eu era um contestador

Há trinta anos atrás a gente sorria mais fácil

E era mais fácil ser politicamente radical

Há trinta anos atrás bastava um sonho,

Uma postura e a ilusão da democracia;

As utopias revigoravam nossa ideologia

Há trinta anos atrás,

Eu só tinha trinta anos

E trinta Anos era uma eternidade,

Agora eu tenho duas eternidades

E este desejo que arde

Como se eu tivesse treze anos

Cronologicamente o meu cérebro não se deu conta

Que passou tanto tempo

E meu coração não se deu conta de seus efeitos.

Ainda me encanto com o alvorecer,

Com os tons de cada estação,

Com os pássaros, com o que vejo ou só imagino...

Com essa coisa nova que tilinta, que sussurra, que sopra,

Que canta, que me desperta

Que me faz correr como se eu fosse um menino

E então qualquer momento é uma eternidade...

E eu sonho... é o meu destino...

Eu sonho...

tadeumemoria
1 compartilhamento
Tags: tadeumemoria

POÉTICA
Disperso meu olhar em ouro turvo
Desperto aturdido e atônito
Ainda existo, ainda existe o mundo
Das coisas vãs e supérfluas, antônimo
Quem se dedica a tal amor profundo

Nuvens magentas salpicam o horizonte;
O outono dourado dos faustos mitos
Desfolham sem alardes as florestas
A calmaria duma brisa no infinito
Sussurra a estação dourando em festa

A relva tem a idade dos delírios
Pluma leve pros tombos do passado
Momentos lacônicos de paixão suavizados
Pela insanidade de um lírico visionário

tadeumemoria
1 compartilhamento
Tags: tadeumemoria

Felicidade é um momento de insanidade,
quando nos ausentamos da realidade mórbida e cruel

tadeumemoria
1 compartilhamento
Tags: tadeumemoria

A solidão não é escura nem vazia; vazio é quem se sente assim na solidão

tadeumemoria
1 compartilhamento
Tags: tadeumemoria

A solidão é insuportável para os imbecis; eles precisam dividir o fardo de suas presenças com alguém.

tadeumemoria
1 compartilhamento
Tags: tadeumemoria

ASQUEROSOS...

Um homem não é um bicho;

um homem tem que amar,

se apaixonar, sonhar, ter um ideal;

e dentro desse ideal deve estar pautado

uma comunidade digna, uma sociedade capaz.

Um homem não pode vender sua consciência

e se tornar um corrupto

como um tumor maligno que mata uma nação.

tadeumemoria
1 compartilhamento

Canção
Vejo as palhas do coqueiro
acenando com o vento
meu coração cancioneiro
canta todo meu tormento,
o rio desliza tranquilo
às margens da minha dor,
meu coração se arrasta
mendigando o teu amor

tadeumemoria
1 compartilhamento

eu tenho um olhar

somente um olhar

na manhã a passar na calçada

e os sonhos que eu tive

de um dia sonhar com a manhã

já passaram

ficou meu olhar

a olhar

o olhar da manhã a passar

tadeumemoria
1 compartilhamento

Eu fiz um samba tão triste

que quando saiu minha escola

desabou um temporal


chuva, vento e trovoada

e a minha batucada

parecia um berimbau


a letra do samba enredo

citava mistérios e segredos

de um sobrenatural


sob o frio tive medo

tremi voz, pernas e dedos

suei frio e passei mal

tadeumemoria
1 compartilhamento

Não queira ser poeta todos os dias
Seja poeta um dia
no outro seja a poesia...

Não queira ser feliz todos os dias
Seja feliz um dia
no outro seja você mesmo.

tadeumemoria
1 compartilhamento

O OUTRO LADO

DO PARAÍSO


os anjos se tocam,

os medíocres se amontoam

e os maus conspiram


os anjos se olham

os medíocres se comparam

e os maus se medem


os anjos se percebem,

os medíocres se esbarram

e os maus se matam

tadeumemoria
1 compartilhamento

EU VI
eu vi um homem que não era mais homem
e tinha um olhar que não era mais seu
e tinha a ausência de todos os fantasmas
e tinha a asma de todos os gatos
e tinha os mistérios dos cemitérios
a pele morta, sem vida,
dentes sem precedentes
um odor inconcebível;
não era mais um ser vivente,
por mais que parecesse gente,
não era um cachorro,
os cachorros são felizes e são gratos,
os gatos têm orgulho,
era maior que um rato em tamanho,
mas revirava o lixo
com a ânsia desse bicho
eu vi um homem que não era mais homem
ou vi um bicho que não era mais bicho

tadeumemoria
1 compartilhamento

As pernas da floresta são tantas
As asas da floresta sao santas...

Tadeumemoria
1 compartilhamento

O amor está além do que o próprio amor propõe

Tadeumemoria
1 compartilhamento