Coleção pessoal de steephanii

1 - 20 do total de 140 pensamentos na coleção de steephanii

É que eu cansei de brincar, entende? Acho que não, mas tudo bem. No começo é assim mesmo, depois você pega o ritmo. Meu passado pertence a mim, a mim, compreende? Se eu fosse você não mexeria nesses meus antigos joguinhos, não queira saber, e sim isso é um aviso e quem sabe uma ameaça. Eu só quero poder desfrutar do agora com você, ficar sorrindo a toa cada vez que a minha caixa de entrada recebe uma mensagem sua e sentir eternas saudades depois de cada abraço apertado. Ah meu amor, eu só não quero falar. Com a quantidade de vezes que as palavras são mal-interpretadas a maioria das pessoas prefeririam emudecer em certas horas se bem soubessem. E disso eu sei, confia em mim. Eu te quero tanto bem que a todo instante em que essa sede de brincar com tua pele, com teu coração aciona meu alarme eu me calo, me endureço. Coração de gelo como você diz, precaução como eu chamo.

Stéphani Paula
1 compartilhamento

Desisti de escolher as coisas, as pessoas, os lugares. Hoje o máximo que eu me limito a escolher é uma boa peça de roupa, só isso. Dá menos trabalho, ela sempre está ali ao meu alcance quando eu quero e a sua extravagância não me faz mal. Eu me encaixo ao que existe, nada ilusório, de forma alguma. Eu escolho a quem me escolhe. É tão simples tudo isso. Não abandono ninguém, elas não me abandonam. Permanecem o tempo que quiserem e se quiserem. Definitivamente não sou obrigada a obrigar ninguém a ficar, foi-se o tempo e foi tarde, bem tarde.

Stéphani Paula
1 compartilhamento

Eu queria você dentro de mim, extremamente dentro que pra te expelir de mim fosse necessário um milhão de anos e um milhão de forças, das quais eu não tenho. É proposital, eu te afirmo.

Stéphani Paula
1 compartilhamento

Quero você em cada música que eu ouvir, em cada sorriso que eu der. Quero você falando baixinho no meu ouvido todos os dias. Quero fazer parte dos teus sonhos todas as noites. Que ser maior, melhor com você. Quero nós dois juntinhos daqui a 10, 25, 40 anos. Eu quero seus braços me envolvendo, suas mãos na minha pele, eu só quero você aqui, comigo. E pra sempre ser sua linda.

Stéphani Paula
1 compartilhamento

Feche os olhos, pare o mundo. Sinta o que há de bom, só o que há de bom. Mostre e esconda. Vai menina, tem que jogar. Peça perdão, mesmo que em pensamento, em silêncio. Pede perdão por ser assim. Você não tem culpa, eu sei. É produto do meio, resultado de somas. Soma de angústias, de pesadelos, de egoísmo. Vai menina, tá esperando o quê? Se deixe levar, sinta o ritmo, dance com ele, seja o ritmo. Agora abra os olhos, vai, tô mandando. Abriu? Note o que se erradia. Faz-se arrepiar, brinque de ser feliz, de faz-de-conta, só brinque. Se joga, joga a vida fora, aposte tudo o que tem nos bolsos e depois os rouba de volta. Faz isso antes que uma outra o faça. Solte os cabelos, balance eles o máximo que puder enquanto caminha, isso, tá indo bem. Mentaliza que amanhã é um outro dia, sempre é, eu posso te garantir. Desencontra e encontra novamente, diz tchau e logo em seguida oi. Não pire, você ainda tem esse amontoado de coisas aí pra classificá-las, não pode enlouquecer agora, não agora. E por fim não se prive e nem se faça esquecer do mais importante: Continue a respirar.

Stéphani Paula
1 compartilhamento
Tags: menina cabelos

Adoenta-me essa minha mania de querer interromper tudo que por alguma razão me dê motivos suficientes de que irá muito além de um começo. Eu não consigo, eu não consigo ser diferente. É defeito meu, apropriado, esmigalhado. Eu preciso provar pra mim que não daria certo mesmo, porque na minha cabeça nunca dá e assim eu consigo dormir, não em paz. Inquietação infernal, sábados solitários, domingos regados a muito sono e programas na TV. Eu tenho medo de amar, pronto, falei. Sei que talvez não seja novidade pra você, esse seu telescópio funciona perfeitamente bem e me desvenda, observa os pensamentos, meus pensamentos. Não tem sentido em nada que eu faço e não é pra ter mesmo. Eu prefiro me sentir neutra que bem. O que posso fazer? Eu sou assim. Pra mim felicidade sempre vem acompanhada de melancolia e não me sinto receptiva às decepções a mais a serem contabilizadas. Se você quiser sair por aquela porta eu vou entender, tudo bem. Quem sabe o meu castigo seja permanecer aqui mesmo, pelo menos te livro da minha companhia desagradável. E fica tudo bem. Eu continuo aqui, sempre, não se preocupe. É que eu só não quero me encantar com ninguém. Não leve a mal.

Stéphani Paula
2 compartilhamentos
Tags: mania interromper

O que eu sabia é que eu queria desfazer uma história, o que eu não sabia era por onde começar. Desfazer uma história é sempre tão difícil. Eu pensava todos os dias. Como olhar alguém na rua, passar por ela, olhar novamente e no fim fingir que não se vê?

Stéphani Paula
1 compartilhamento
Tags: desfazer história

Pânico de sentimentos, coração acelerado, bem-estar.

Stéphani Paula
1 compartilhamento
Tags: pânico sentimentos

Uma musiquinha chula como trilha sonora e melodias tristes ecoando por este quarto.

Stéphani Paula
2 compartilhamentos
Tags: musiquinha chula

Decepções por vir, eu já as posso sentir e como se não me bastasse minha intuição nunca falha. Saudades não sei bem de quê, talvez daquelas mentiras ou do que nunca possuí, pelo menos não ainda, bem, como disse não sei bem.

Stéphani Paula
1 compartilhamento
Tags: decepções sentir

Talvez essa minha carapaça esteja afinal me servindo de alguma coisa.

Stéphani Paula
1 compartilhamento

Esse é só mais um começo, continuidade minha.

Stéphani Paula
1 compartilhamento
Tags: começo continuidade

Eu não me importo com o que quer que você fale aos seus amigos, desde que você lembre de mim. Meu real e único objetivo é te incomodar, me fazer notória, estar ali.

Stéphani Paula
1 compartilhamento

O falso-amor é como uma serpente em forma de colar, agente põe ele no pescoço, sai desfilando com ele, fica alegre, gosta do que vê ainda mais se na embalagem junto com o pacote vier escrito a definição 'beleza extra'. Nem notamos a forma explícita de serpente e o perigo do veneno. A verdade é que nessa utopia quanto mais perigo melhor, emoção traz satisfação, adrenalina traz prazer. Quando se vê ele te mordeu, envenenou e a substância do veneno é motivo da sua dependência. Infelizmente agora encontra-se viciado, quem sabe um outro alguém dê jeito nisso, consiga retirar o veneno. Enquanto isso, espera-se ou melhor saboreia-se.

Stéphani Paula
1 compartilhamento

Mentiras sinceras, talvez. O dito pelo não-dito. Não provado. Provocado. Sentido. Satisfação no sorriso. Tremor lá dentro. Coração acelera, se arruma todo. Eu o coloco de castigo, mando tirar a maquiagem e se 'aquietar' por ali.

Stéphani Paula
1 compartilhamento
Tags: mentiras sinceras

O verdadeiro pavor de qualquer coisa se mexendo ali dentro, onde você não quer que se mexa. É assim que ando. Eu freio, escorrego, derrapo, mas não caio. É a vida, e que vida viu?

Stéphani Paula
1 compartilhamento

Você tinha o melhor dos dois mundos e não soube por qual porta entrar, ora ispiava em uma, ora a outra, mas nunca fechava as portas.

Stéphani Paula
1 compartilhamento

Tudo o que fazia sentido se foi, como o carnaval, escola de samba, bloco de rua, quem sabe ano que vem.

Stéphani Paula
1 compartilhamento
Tags: sentido carnaval

Todo esse drama ME pertecem, não o roube de mim, essa dor nunca foi sua. Então por favor poupe-me um pouco mais.

Stéphani Paula
1 compartilhamento

Pra mim sempre foi continuidade, nunca teve fim mesmo, quiçá meio ou palavras bonitas. Só houveram olhares, aqueles, mas hoje eu sei que olhos mentem, com exatidão, precisão... E não venha me dizer que não, talvez não em outra época, mas agora eles mentem sim e com naturalidade. Eu mesma minto com eles e você também.

Stéphani Paula
1 compartilhamento