Coleção pessoal de lucas_nunes

1 - 20 do total de 160 pensamentos na coleção de lucas_nunes

Existe na estupidez uma gravidade que, melhor orientada, poderia multiplicar as somas de obras-primas.

Emil Cioran in Silogismos da Amargura

O intelecto humano é como penas no pavão. Somente uma ostentação extravagante.

Westworld

Não há um limiar onde nos tornamos maiores do que a soma de nossas partes, nenhum ponto de inflexão em que nos tornamos plenamente vivos. Não podemos definir a consciência porque a consciência não existe. Os humanos acham que há algo de especial na forma como percebemos o mundo, e ainda assim vivemos em circuitos, tão apertados e fechados quanto os anfitriões, raramente questionando nossas escolhas, contentes, na maior parte das vezes, por nos dizerem o que fazer em seguida.

Westworld

A dor, a sua perda… é tudo o que tenho deles. Você acha que a dor vai fazer você menor por dentro, como se seu coração fosse entrar em colapso sobre si mesmo, mas isso não acontece. Eu sinto espaços abrindo dentro de mim como um edifício com salas que eu nunca explorei.

Westworld

Não estou minimamente interessado em perguntar como vão suas almas. Suponho que era o que eu deveria fazer.

Charles Bukowski

Uma visita ao hospício mostra que a fé não prova nada.

Friedrich Nietzsche
59 compartilhamentos

Sou um estrangeiro para a polícia, para Deus, para mim mesmo.

Emil Cioran

Enterrar o rosto entre dois seios, entre dois continentes da Morte...

Emil Cioran in Silogismos da Amargura

Um filme sobre animais selvagens: crueldade incessante em todas as latitudes. A natureza, torcionária genial, imbuída de si mesma e da sua obra, tem razões para exultar: a cada segundo tudo o que vive treme e faz tremer. A piedade é um luxo bizarro, que apenas o mais pérfido e o mais feroz dos seres poderia inventar, por necessidade de se castigar e torturar, por ferocidade uma vez mais.

Emil Cioran em Do Inconveniente de Ter Nascido

Dizem, que em algum lugar, parece que no Brasil, existe um homem feliz.

Vladimir Maiakóvski

As grandes convivências estão a um milímetro do tédio.

Nelson Rodrigues
92 compartilhamentos

Ou se morre como herói, ou vive-se o bastante para se tornar o vilão.

Batman - O Cavaleiro das Trevas
84 compartilhamentos

Deve-se ler pouco e reler muito. Há uns poucos livros totais, três ou quatro, que nos salvam ou que nos perdem. É preciso relê-los, sempre e sempre, com obtusa pertinácia. E, no entanto, o leitor se desgasta, se esvai, em milhares de livros mais áridos do que três desertos.

NELSON RODRIGUES
16 compartilhamentos

Eu sou um homem ridículo. Agora eles me chamam de louco. Isso seria uma promoção, se eu não continuasse sendo para eles tão ridículo quanto antes. Mas agora já nem me zango, agora todos eles são queridos para mim, e até quando riem de mim - aí é que são ainda mais queridos. Eu também riria junto - não de mim mesmo, mas por amá-los, se ao olhar para eles não ficasse tão triste. Triste porque eles não conhecem a verdade, e eu conheço a verdade. Ah, como é duro conhecer sozinho a verdade! Mas isso eles não vão entender. Não, não vão entender.

Fiódor Dostoiévski
22 compartilhamentos

Costumo levar coisas para ler, para que eu não tenha de olhar para as pessoas.

Charles Bukowski
22 compartilhamentos

As pulgas sonham em comprar um cão, e os ninguéns com deixar a pobreza, que em algum dia mágico de sorte chova a boa sorte a cântaros; mas a boa sorte não chova ontem, nem hoje, nem amanhã, nem nunca, nem uma chuvinha cai do céu da boa sorte, por mais que os ninguéns a chamem e mesmo que a mão esquerda coce, ou se levantem com o pé direito, ou comecem o ano mudando de vassoura.

Os ninguéns: os filhos de ninguém, os dono de nada.
Os ninguéns: os nenhuns, correndo soltos, morrendo a vida, fodidos e mal pagos:
Que não são embora sejam.
Que não falam idiomas, falam dialetos.
Que não praticam religiões, praticam superstições.
Que não fazem arte, fazem artesanato.
Que não são seres humanos, são recursos humanos.
Que não tem cultura, têm folclore.
Que não têm cara, têm braços.
Que não têm nome, têm número.
Que não aparecem na história universal, aparecem nas páginas policiais da imprensa local.
Os ninguéns, que custam menos do que a bala que os mata.

Eduardo Galeano
41 compartilhamentos

Suicídio é que nem uma mulher bonita num bar. Você olha ela e algo dentro de você cresce e diz ‘eu preciso dessa mulher pra mim’. Aí você pede um whisky e começa a pensar no que falar pra ela. Eu pergunto o nome dela? Ou eu chego me apresentando? Eu pergunto o que ela gosta de fazer ou tento encantar ela com as coisas que eu gosto? Você vai ficando nervoso, pede mais uma bebida e se questiona: por que eu quero essa mulher tanto? Mas você não consegue responder. É algo maior que você. Quando você finalmente toma coragem e se levanta, o caminho entre o balcão e ela parece uma eternidade. Você chega perto dela e trava. Fica com medo. Você desiste e volta pra casa agoniado por não ter conseguido falar com aquela mulher. Chega em casa e se masturba pensando naquela mulher. Você não consegue entender o conflito entre existir algo dentro de você dizendo que você quer; e, quando você tenta fazer, outra coisa dentro de você diz que não é pra fazer. Suicídio é que nem uma mulher bonita num bar.

Charles Bukowski
8 compartilhamentos

Revolução soa muito romântico, vocês sabem, mas não é. É sangue, culhão e loucura; é menininhos mortos que ficam no caminho, menininhos que não entendem porra nenhuma do que está acontecendo. É a sua puta, a sua mulher rasgada na barriga por uma baioneta e depois estuprada no cú enquanto você olha. É homens torturando homens que costumavam rir com as historinhas do Mickey Mouse . Antes de você entrar nesta coisa, decida onde está seu espírito e onde ele estará quando a coisa tiver terminado. Eu não acredito que nenhum homem tem o direito de tirar a vida de outro homem. Mas talvez mereça um pouco de reflexão antes. É claro, a porra é que eles têm tirado as nossas vidas sem disparar um tiro.

Charles Bukowski
24 compartilhamentos

Sentia-me frustrado, tudo me derrotava. Eu começava a ficar deprimido. Minha vida não estava indo para lugar algum. Precisava de alguma coisa, o brilho das luzes, glamour, alguma porra. Me sentia esquisito. Como se nada tivesse importância. O jogo me cansava. Eu perdera a garra. A existência não era apenas absurda, era simplesmente trabalho pesado. Pense em quantas vezes a gente veste as roupas de baixo em toda a vida. Era surpreendente, era repugnante, era estúpido.

Charles Bukowski
24 compartilhamentos

- Uma definição

amor é uma luz à
noite atravessando o nevoeiro

amor é uma tampinha de cerveja
pisada no caminho
do banheiro

amor é a chave perdida da sua porta
quando você está bêbado

amor é o que acontece
uma vez a cada dez anos

amor é um gato esmagado

amor é o velho jornaleiro na
esquina que
desistiu

amor é o que você acha que a outra
pessoa destruiu

amor é o que desapareceu junto
com a era dos navios encouraçados

amor é o telefone tocando,
a mesma voz ou uma outra
voz mas nunca a voz
correta

amor é traição
amor é o incêndio dos
sem-teto num beco

amor é aço
amor é a barata
amor é uma caixa de correio

amor é a chuva sobre o telhado
de um velho hotel
em Los Angeles

amor é o seu pai num caixão
(aquele que te odiava)

amor é um cavalo com a perna
quebrada
tentando se levantar
enquanto 45.000 pessoas
observam

amor é o jeito que nós fervemos
como a lagosta

amor é tudo que nós dissemos
que não era

amor é a pulga que você não consegue
encontrar

e o amor é um mosquito

amor são 50 lançadores de granada

amor é um pinico
vazio

amor é uma rebelião em San Quentin
amor é um hospício
amor é um burro parado numa
rua de moscas

amor é um banco de bar vazio

amor é um filme do Hindenburg
se retorcendo
um momento que ainda grita

amor é Dostoiévski na
roleta

amor é o que se arrasta pelo
chão

amor é a sua mulher dançando
colada com um estranho

amor é uma senhora
roubando um pedaço de
pão

e o amor é uma palavra usada
muitas vezes e
muitas vezes
cedo demais.

BUKOWSKI, Charles. Amor é tudo que nós dissemos que não era.
5 compartilhamentos