Coleção pessoal de JPRSANTOS

1 - 20 do total de 97 pensamentos na coleção de JPRSANTOS

Se eu te pintar um poema
Escreves-me uma tela?

José Paulo Santos

Enquanto o amanhã não vem
Vem ser hoje sem o amanhã
E depois do hoje
Se amanhã houver
Sê o agora apenas.

José Paulo Santos

SOLIDÁRIOS & SOLITÁRIOS

Se ainda não leram o “Fenómeno Humano” do jesuíta e filósofo francês Pierre Chardin (1881-1955), recomendo vivamente. Teilhard de Chardin foi uma “persona non grata”, na sua época, tendo sido ostracizado pela Igreja, de um lado, e pela Ciência, do outro, e acabando por ser submetido ao exílio na China.
Só mais tarde, com João Paulo II, Bento XVI e, mais recentemente, pelo Papa Francisco, é que a sua obra foi reconhecida e citada.

Deixo-vos descobrir livremente o autor e a sua obra. Apenas desejo realçar uma simples e curta frase da sua autoria: “a alma humana é feita para não estar sozinha.”

De facto, não viemos a este mundo para nos sentirmos sós. Viemos, tal como todos os seres humanos, com uma força invisível que nos une. Uma certa magia grandiosa nos liga, nos prende e nos vincula. No fundo, acabamos por não estarmos sós. Como podemos sentir-nos sós, quando conhecemos o caminho similar e tão profundo da condição humana?

Hoje, com a pandemia que assola o mundo, sentimos que essa força tão viva, tão acesa e tão frágil está presente.

Cada vez estamos mais próximos uns dos outros, porque um mesmo desígnio anda a planar sobre as nossas almas. E cada vez mais sentimos a necessidade do calor humano, do abraço, do beijo, do olhar, do diálogo, da compreensão e da solidariedade de todos. Sentimos a necessidade profunda de dar e de receber, não de bens materiais, mas sim de afetos, de amor, de vida!

Hoje, começamos este caminho individual e global; esta aventura de nunca nos sentirmos sós, mas de nos sentirmos UNOS, mais do que nunca. Mais do que nunca!

A todos, os meus votos de uma encantadora caminhada, cheia de alegria e de esperança, nas vossas almas nunca sós.

2020, José Paulo Santos
#COVID19

José Paulo Santos
Tags: covid-19 humanismo

Viver mais e melhor é viver com menos, muito menos.
Aprende a ser mais e a ter menos.
Luta mais por Ser e Menos por Ter.

José Paulo Santos

Desafio qualquer político a não mais se referir à economia como estando em perigo, num momento tão duro e fatal para a humanidade.
A economia recupera-se, mas nenhum político poderá alguma vez recuperar a vida dos seus cidadãos.
Falemos, isso sim, com veemência,
em ECONOMIA DE VIDAS HUMANAS.

José Paulo Santos
Tags: política economia

Enquanto colocarmos o Amor num estádio inatingível, certamente não o atingiremos. O Amor reside na nossa serenidade em aceitá-lo, na forma mais simples e sem qualquer exigência.
Acreditar nisto é já amar...

José Paulo Santos
Tags: amor inatingível

Caríssimos Pais, agora já entendem o que é ficar fechado todos os dias com 20 ou 30 crianças e jovens dentro de uma sala de aulas? Imaginem a quarentena dos Professores, ao longo de todo o ano...
Aprendam a respeitar OS PROFESSORES!

José Paulo Santos
Tags: quarentena professores

Um dia, descobrirei no fundo da arca das palavras as mais belas sedas das sílabas. Prometo encontrar os arrepios da pele na pluma das brisas.
Quando chegar esse dia, poderei então tecer as tuas noites com fios de lua. Moldarei o planisfério na espuma do teu corpo com melodias de estrelas e cometas.
Um dia, do fundo da arca das tuas palavras.

2017

José Paulo Santos

Aconcheguei-me a um quarto de mim
E para ti deixei três quartos de liberdade
Para em ti encontrares o teu abrigo
— Somos a casa: estás comigo.

José Paulo Santos
Tags: aconchegar quartos

O amor uniu-os e foram viver num pequeno poema, na rua da poesia. Nasceram poemas. Tiveram de alugar um poema maior para abrigar a família de poetas. Cresceram e foram estudar na universidade da poesia. Eram tantos os poetas. Ali aprenderam o sol, o vento, o mar, o canto das aves e o amor. Envelheceram juntos num poema e morreram por poema naquele pequeno poema onde outrora o Amor nasceu. Na Rua da Poesia.

José Paulo Santos

SER é o melhor que podes Ser para mim.

José Paulo Santos
Tags: aprender crescer

Quando chegaste ainda não éramos. Foi preciso começarmos a ser para existirmos. E devagar, bem devagarinho seguimos pela estrada. Estradas diferentes. As existências fazem-se por estradas que fazemos, de alcatrão sujo e brita pontiaguda. Pés exangues, por vezes. De fadiga e esperança, de alma cabisbaixa e bonança, a estrada vai-se ladeando. Colhemos e desapegamos. Avançamos e deixamos para trás. Paramos e andamos, mas parados andamos. E chegamos, um dia. Assim, sem esperar, como se houvesse um terceiro dia. Ainda não éramos e, no entanto, poderíamos então sê-lo. Juntos. Fizemos estradas de iluminação até à madrugada.
E somos. Já somos uma nova estrada de duas vias, indo na mesma direção.
De mão dada, somos a estrada.

José Paulo Santos

Quando os amigos me partilham
Ajudam-me a semear amor.

José Paulo Santos
Tags: amigo partilhar

Não há maior tristeza
Do que aquela em que me vejo
A chorar pelos teus olhos.

José Paulo Santos

Ainda sou do tempo, dizia ele, em que não havia tempo. Todo o tempo era meu. Tinha todo o tempo do mundo para mim. Para ti. Para nós. Dizem, agora, que o tempo foge. Que não há tempo. Que seria preciso mais tempo ao tempo. Que o tempo não chega. E chega então o tempo do fim do tempo. Trata-se o tempo como um inimigo. E o tempo só existe no tempo que lhe dás. Eu e tu existimos porque o tempo nos deu o tempo de viver.
Vive. Ainda vais a tempo.

José Paulo Santos

Lisboa-me, meu amor. Lisboa-me de Tejo. Lisboa-me de Fado e Mouraria. Lisboa-me na luz e na calçada. Lisboa-me de noite e de dia.
Lisboa-me, amor, Lisboa-me!

José Paulo Santos

Viverei até ao meu desnascimento.
Desnasce-se para se viver.

José Paulo Santos
Tags: desnascer viver

FILHOS, AGORA É A VOSSA VEZ

Filhos, agora é a vossa vez:
Cuidai dos vossos pais!
Sejam vocês mais responsáveis
E mostrem o vosso amor
E capacidade de iniciativa
Autonomia e liderança!
Façam as compras
Vigiem os estado de saúde deles
Atentai aos seus sintomas
Sejam corajosos e valentes!
Cantem, dancem com esperança
Protejam os vossos pais
Protejam os que vos amam
Lutem hoje pelo amanhã
Lutem para serem maiores
Lutem para serem melhores
Porque agora é a vossa vez!

José Paulo Santos
Tags: coronavírus covid-19

Se quarentenares comigo
Eu prometo cinquentenar-te.

José Paulo Santos
Tags: quarentena cinquenta

Belo é ser-se inteiro
e existir sobras de nós
para o mundo!

José Paulo Santos