José Paulo Santos

1 - 25 do total de 82 pensamentos de José Paulo Santos

Quero a chuva no rosto como quem vive o calor do derradeiro lugar da vida.

José Paulo Santos
Inserida por JPRSANTOS

Há tanta gente sem cérebro que precisa do cérebro dos outros para poder acreditar que pensa por si mesmo.

José Paulo Santos
Inserida por JPRSANTOS

Somente o Amor e a Arte tornam a Vida mais suportável. Mergulhar nas suas profundezas é elevar a Alma ao mais alto de si mesmo.

José Paulo Santos
Inserida por JPRSANTOS

O Beijo

Creio que foi o beijo
Beijo colado na alma
Toque leve e subtil
Feito água e luz
Veio em arrepio
Carícia de azul
Eterna e infinita
Timidez ousada
Tremor de lábios
Murmúrios de calor
Clamor no afago
— creio no beijo
Beijo de sempre
Nascido de nuvem
Floco de sal e sol
Entre lábios soltos
Como cavalos
Ao vento.

José Paulo Santos
Inserida por JPRSANTOS

As Mulheres, na sua aparente fragilidade, superam o Homem pela sua força interior. São couraçados vestidos de seda e púrpura. São guerreiras revestidas de sol e orvalho. Castelos fortificados recheados de sonhos e searas. São a Terra donde brota o Amor de água límpida e transparente. São florestas de labirintos se não as escutas. São as dores do Mundo e a cura da ferida. O arco e a flecha. A terra gélida esperando o nascente. A voz do silêncio e o canto da ave. O sorriso na lágrima. O Sul e o Norte. O sal e o mel. A semente e a raiz. O mar e o areal. O beijo e o abraço. O teu braço. A tua luz. É ela!

José Paulo Santos
Inserida por JPRSANTOS

Adoro a nudez do teu corpo
Mas é a nudez da alma que mais desejo.

José Paulo Santos
Inserida por JPRSANTOS

Todas as cidades são pequenas
para acolher as aldeias que trago em mim.

© 2017, Aldeias em Mim

José Paulo Santos
Inserida por JPRSANTOS

Eu nasci e vivi livre.
Estar só é a minha liberdade
E sou escravo de ser livre.

José Paulo Santos
Inserida por JPRSANTOS

Já nada guardo.
Celebro cada momento
sem apego.
Extraio de cada gota da vida
o néctar que ela me oferece
e devolvo-me ao mundo
como se fosse
o primeiro
e último dia...

2017, Aldeias em Mim

José Paulo Santos
Inserida por JPRSANTOS

O amor não basta para o amor sobreviver. O amor é um ecossistema de sentimentos e emoções complexos e profundos de conhecimento de si e do outro. Manter uma relação de amor verdadeiro exige um partilha rica e cheia de vitalidade, uma comunicação clara, honesta e empática. O amor somente não chega para alimentar uma relação saudável e duradoura. O amor é uma leitura a dois. Saber ler cada linha de pensamento e decifrar entrelinhas sem culpabilização ou acusação. Questionar mais do que julgar. Procurar extrair os reais sentimentos que despertam as emoções mais desequilibradas para torná-las conscientes e, assim, reparar a fonte do mal-estar. E tudo isto exige um conhecimento elevado de si mesmo para que se possa compreender o outro. E o mesmo ecossistema complexo e árduo se adapta a toda a sobrevivência das relações humanas.
O amor perdura entre seres que se amam a si mesmos, em profundo respeito por si e pela vida, sobretudo. Cuidar seriamente do tom de voz, do olhar sereno e pacífico, de cada gesto doce e tranquilo, das palavras ácidas que escapam descontroladas são a melhor forma de crescermos em amor verdadeiro. Cuidemos das palavras como quem embala uma criança antes do mergulhar no mundo dos sonhos.
O amor não basta para ser Amor. O amor deve ser sonhado continuamente a dois, diariamente, com todo o zelo e confiança e força interiores. Cuida-te.
Abraça-me!

José Paulo Santos
Inserida por JPRSANTOS

É urgente falar, amor.
É urgente amor na fala.
É urgente fazer amor.
Amor, é urgente amar.

José Paulo Santos
Inserida por JPRSANTOS

As pessoas boas fazem amor com o olhar; as más não fazem.

José Paulo Santos
Inserida por JPRSANTOS

Quanto pesará o brilho da luz
Que trouxeste até mim?

José Paulo Santos
Inserida por JPRSANTOS

A verdadeira felicidade é pessoal e intransmissível. A nós pertence e a ela devemos todo o respeito e capacidade de proteção. A felicidade de que vos falo é um estado de espírito. Não falo de pulos, de risadas, de selfies sorridentes. Trata-se de uma profunda gratidão pela vida; de um respeito pelos erros cometidos; pela resiliência viva em nós; pela vontade férrea de aprender mais e de evoluir sabiamente; de cultivar profundamente a bondade e o entendimento sereno da existência.
É nas condições mais adversas, mais dolorosas, mais destruidoras, mais conflituosas que experimentamos a glória da felicidade permanente, inviolável e única.
Procura nos teus próprios labirintos a tua felicidade. Esse é o lugar de sonho! A paz!

2019, José Paulo Santos
*Poeta e Autor de Aldeias em Mim

José Paulo Santos
Inserida por JPRSANTOS

Os livros são armas de construção maciça.

José Paulo Santos
Inserida por JPRSANTOS

Abandono-me dentro de mim
para poder reencontrar-me
sempre que me perco.

2019, José Paulo Santos
*Poeta e Autor de Aldeias em Mim

José Paulo Santos

Quando rotulamos ou julgamos alguém ou os seus atos, estamos a realizar profecias. Se desejávamos que aquele alguém mudasse os seus atos ou palavras, corremos o risco de perpetuar aqueles mesmos gestos ou atitudes. As pessoas acabam por se tornar aquilo que ajuizamos sobre elas. Um aluno ou uma pessoa rotulada como “mau” revelará e manterá esse mesmo comportamento negativo, aos olhos dos outros.
Somos os profetas do mal, porque acreditamos nele e somos peritos em avaliar, em julgar, em condenar e punir, ao invés de criar melhores relações e de contribuir para a mudança do mundo.

2019, José Paulo Santos
Comunicação Não Violenta

José Paulo Santos

A nossa mudança interior inicia quando o nosso vocabulário, as nossas frases bonitas cheias de lugares-comuns acabam. Devemos aprender novas palavras, novas respostas. Precisamos de clarificar cada sentimento e necessidade para que, dentro de nós, estejamos profundamente conscientes da nossa vida interior. O nosso vocabulário define o nosso caráter e personalidade. Palavras exatas e claras para descrever o que somos fazem de nós melhores pessoas diferentes e verdadeiras. Sem fingimentos, sem máscaras, com honestidade e clareza de espírito. Que nada do que pronunciamos se revista de violência subtil. Que a nossa empatia seja real e concreta, através da nossa capacidade de escuta e da nossa presença sincera e humana.
Fala-me das tuas necessidades e sentimentos e dir-te-ei quem és.

2019, José Paulo Santos
*Poeta e Autor de Aldeias em Mim
CNV — Comunicação Não Violenta

José Paulo Santos
Inserida por JPRSANTOS

Alguém que te escute só para te escutar. Alguém que abra a Alma pura no respeito pela dor, pela simples existência do que és, do que foste, do que serias e do que nunca foste. Alguém tão capaz de ser todo o tempo do mundo por e para ti. Alguém que entenda que a dor, o sofrimento, os erros, as más escolhas, a má sorte, os males de que foste vítima são a essência da tua vida, tal como as alegrias, os sucessos e as vitórias, os sonhos e as suas realizações. Alguém que escute sem te aconselhar, sem te julgar, sem nada esperar. Alguém que seja tão sábia e saiba que a tua vida tem um valor único e absoluto. Alguém que te ame e ame dar a escuta como única e mais valiosa moeda de amor.
Alguém... de amor, só puro amor.

2019, José Paulo Santos
*Poeta e Autor de Aldeias em Mim
CNV — Comunicação Não Violenta

José Paulo Santos
Inserida por JPRSANTOS

Vamos jantar um livro
Saborear palavras
Degustar melodia
Sílaba a sílaba
Canto e poesia
Erguer a amizade
Em taças de alegria
Em pratos de harmonia
Unir a nossa voz
Não estamos sós
Unir a nossa Alma
Acendemos a chama
É festa é alegria
Esta vela que ilumina
Este fogo que dá vida
Quando um homem
Acredita na força
Da poesia!
— Vamos jantar um livro!

José Paulo Santos
Inserida por JPRSANTOS

A criança em mim deseja muito brincar com a criança em ti. Vamos procurar um recreio para elas se encontrarem?

José Paulo Santos
Inserida por JPRSANTOS

Celebra, criança, celebra a vida hoje em ti para que esse hoje seja um amanhã como o teu Hoje!

José Paulo Santos
Inserida por JPRSANTOS

Certo dia, cansei-me.
Cansei-me das máscaras e do fingimento
Cansei-me da incapacidade de alcançar a paz
Cansei-me de quem não cresceu ou amadureceu
Cansei-me da mentira e da falta de empatia
Cansei-me do não Ser e do não Melhor
Ah! Como me cansei do não saber!
Então, parti de mim.
Parti para me reencontrar longe de mim
Parti para saber outros caminhos
Parti para acolher um outro fim
Parti para longe, bem longe do julgar
Parti sem culpa ou vergonha
Parti para regressar ao Hoje
Este hoje que sou
E para onde vou.

2019, José Paulo Santos
*Poeta e Autor de Aldeias em Mim
CNV — Comunicação Não Violenta

José Paulo Santos
Inserida por JPRSANTOS

Atualmente, o pior e mais cruel atentado à Paz e ao Bem-estar de um Povo tem origem na falta de confiança na classe política, nos Meios de Comunicação Social, no medíocre funcionamento da Justiça e no domínio e monopólio da economia sobre a Vida.

José Paulo Santos
Inserida por JPRSANTOS

A "falta de tempo" é sempre uma desculpa para quem tem outras prioridades. A boa notícia é que as prioridades oscilam, mudam com o tempo...

CNV — Comunicação Não Violenta

José Paulo Santos
Inserida por JPRSANTOS