Coleção pessoal de Jheniton

1 - 20 do total de 332 pensamentos na coleção de Jheniton

DO AMOROSO ESQUECIMENTO

Eu, agora - que desfecho!
Já nem penso mais em ti...
Mas será que nunca deixo
De lembrar que te esqueci?

Mario Quintana
11 mil compartilhamentos

A alma é essa coisa que nos pergunta se a alma existe.

Mario Quintana
2.6 mil compartilhamentos

Quase

Ainda pior que a convicção do não e a incerteza do talvez é a desilusão de um quase. É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi. Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda, quem quase morreu está vivo, quem quase amou não amou. Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos, nas chances que se perdem por medo, nas ideias que nunca sairão do papel por essa maldita mania de viver no outono.

Pergunto-me, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna; ou melhor não me pergunto, contesto. A resposta eu sei de cor, está estampada na distância e frieza dos sorrisos, na frouxidão dos abraços, na indiferença dos "Bom dia", quase que sussurrados. Sobra covardia e falta coragem até pra ser feliz. A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai. Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a alegria e a dor, sentir o nada, mas não são. Se a virtude estivesse mesmo no meio termo, o mar não teria ondas, os dias seriam nublados e o arco-íris em tons de cinza. O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.

Não é que fé mova montanhas, nem que todas as estrelas estejam ao alcance, para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos somente paciência porém,preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer. Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo. De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance. Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.

Sarah Westphal
10 mil compartilhamentos

Duvida da luz dos astros,
De que o sol tenha calor,
Duvida até da verdade,
Mas confia em meu amor.

William Shakespeare
22 mil compartilhamentos

Temos a arte para não morrer da verdade.

Friedrich Nietzsche
3.8 mil compartilhamentos

CONFISSÃO

Que esta minha paz e este meu amado silêncio
Não iludam a ninguém
Não é a paz de uma cidade bombardeada e deserta
Nem tampouco a paz compulsória dos cemitérios
Acho-me relativamente feliz
Porque nada de exterior me acontece...
Mas,
Em mim, na minha alma,
Pressinto que vou ter um terremoto!

Mario Quintana
1.4 mil compartilhamentos

O Tempo

A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando se vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado...
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas...

Mario Quintana
25 mil compartilhamentos

Avançamos os degraus do saber ao ritmo que deixamos o peso de nosso orgulho para trás.

Magaiver Welington

O amor congela o tempo,
corre com o vento;
Sem a menor pressa ou contratempo.
Confunde sentimentos,
não se explica nem dá argumentos.

Faz as bocas emudecerem,
os corações palpitarem;
O corpo ficar leve e os pés levitarem;
Nos faz viajar por entre loucos sonhos,
e construir castelos no ar.

Que loucura é essa
impossível de esquecer?
Que faz os pelos se atordoarem
e a pele estremecer;
Que nos tira o folego,
que nos rouba a razão;
Impossível descrever tal emoção.

Magaiver Welington

Era madruga de domingo, quando uma brisa suave veio até mim, trazendo lembranças do passado.Os olhos então se fecharam para que os lábios pode-sem se tocar novamente.Por um instante o tempo parou em cumplicidade com o amor.Mas havia um preço a pagar.Desejei o passado tanto tempo, que quando dei por mim abri mão do presente sem pensar no futuro, que agora não existe mais.Agora tudo faz parte de um novo passado, um novo erro, um novo crime.Assumo minha negligência, deixarei o vento te levar junto com as folhas do outono.Para que você seja livre novamente...

Magaiver Welington

Troquei o calor de um abraço pela leveza do vento.
Mas acabei perdendo meu coração com o tempo.
Mergulhei de volta ao passado
e sem perceber acabei afogando amores presentes.
Preciso retomar minha raízes
para que não sobre mais lugares para as correntes.
Os beijos se romperam diante desta confusão.
Meu amor se perdeu entre a areia e pedras,
e se afogou no deserto do vazio sem se quer exitar.
Mas o tempo responderá por nós agora...

Magaiver Welington

Longos anos protegidos pelas sombras das árvores,
resolveram um dia em fim
abrir os olhos e deixar a luz entrar.
Mas o tempo passou
e eu acabei regredindo aos antigos amores
que hoje já se encontram frios e sem sabor.
Na macies de tua pele me perdi novamente,
eu sei, não exitei em errar.
Então resolvi conter os espinhos
que dentro de mim tomavam forma.
Agora estou confuso,
mas sei que essa tempestade esta perto de acabar.
Eu reneguei o sol que um dia sorriu pra mim
e hoje tento achar alguma luz que possa me acalmar.
Para que os sonhos não se quebrem desta vez.
Alguns corações serão partidos eu sei,
mas nada que o tempo não posso curar.

Magaiver Welington

Eu esperava o céu mas encontrei o inferno,
esta tudo vazio dentro de mim agora.
O inverno veio e castigou minha alma,
mas esta será a ultima vez.
Há um nó trancado em minha garganta,
e carnes frias penduradas em frente ao mar.
É hora de destilar essa dor,
de um sono mais longo do que de costume.
Amanhã será um novo dia,
tão escuro quando hoje,
mas alguém tem que se apagar
para que o espetáculo não termine sem aplausos.
Meus amigos invisíveis estarão todos lá,
quando meus olhos fecharem...

Magaiver Welington

Deitas sobre um fio de mar.
Alugas a tempestade,
porém, por que tem tanto medo da chuva?
Deixe de ser tão tola, tão covarde.
Dei me um braço de vento
para que eu possa tocar as nuvens.
Não esconda suas lágrimas
atrás de tais sorrisos, tais acordes.
Deixe os violões tristes falarem por si mesmos
fúnebres e trémulos.

Magaiver Welington

Guardei meu coração em uma caixa sem vida e sem cor,
onde tudo parecia tão distante de nós.
Agora não resta mais nada além de um sol embriagado.
É hora de se lançar ao mar outra vez, sem medo da fúria das ondas.
Eu vi a luz de perto, e senti ela me queimar.
Eu estava tão alto e tão distante de tudo,
mas agora eu posso sentir o chão mais do que nunca.
Eu estarei sempre aqui, mesmo quando todos tentarem ofuscar você.
E mesmo que os invernos insistirem em te derrubar
eu estarei sempre aqui pronto pra te aquecer...

Magaiver Welington

Quando os céus se tornarem tão negros quando a mente humana e os mares tão vermelhos quanto o sangue inocente, será hora de partir...

Magaiver Welington

Não é engraçado quando eles estam sempre te dizendo o que fazer.Então você percebe, que se tornou tão vazia quanto uma noite sem estrelas...

Magaiver Welington

Por mais violento que seja o argumento contrário, por mais bem formulado, eu tenho sempre uma resposta que fecha a boca de qualquer um: «Vocês têm toda a razão».

Millôr Fernandes
695 compartilhamentos

A gente só morre uma vez. Mas é para sempre.

Millôr Fernandes
254 compartilhamentos

Passado: É o futuro, usado.

Millôr Fernandes
197 compartilhamentos