Coleção pessoal de JaneteSales

1 - 20 do total de 96 pensamentos na coleção de JaneteSales

Sou cigano e jamais serei escravo de um império!

Eu louvo o dia
O sol é o meu guia
Eu vivo caminhando
E a fé está no comando
Eu exalto toda a liberdade
E todo o riso que me invade
Ás vezes a dor quer me peitar
Prefiro dançar em vez de chorar
Não consigo me fincar neste chão
Sempre mudo o tom da minha canção
A glória está no sangue que corre na veia
Meus pés são firmes e não cedem na areia
No meu céu sempre há o lampejo da estrela
É Santa Sara kali me guiando e eu posso vê-la
Abro os braços e sinto a natureza me abraçando
Dádiva divina que ganho quando estou caminhando
Não tenho certeza em qual terra será o meu descanso
Sempre presencio milagres na estrada em que eu avanço
Não sou do mundo que se imagina senhor do que é material
Quando a terra se fez terra, jamais disse que teria dono, afinal!
Dizem que atrás do olhar de cada cigano existem muitos mistérios
Quero viver a vida em plenitude e jamais ser escravo de um império!

Janete Sales Dany
Registro: 634722
Todos os direitos reservados

Janete Sales Dany
1 compartilhamento
Tags: povo cigano

As flores brotarão

Num dia de desilusão eu preparo a terra...
Eu planto as sementes da esperança...
E sento de frente para o campo imenso da solidão
Pois sei que em poucos dias este mesmo campo estará florido
E já não estarei sozinho ...as flores brotarão
E encherão de amor o meu coração!

Janete Sales "Dany"
1 compartilhamento

Coração e amor

Eu não quero estar no coração de qualquer um...
Porque no coração de qualquer um cabe qualquer coisa
Eu quero estar no coração das pessoas que sabem amar
Porque no coração delas só cabe o amor!

Janete Sales "Dany"
1 compartilhamento

Como semear as flores da paz e do amor?


Num dia triste da minha vida,
eu zelava do meu jardim
A melancolia e o ódio reinavam dentro de mim!
Eu estava em pranto!
Eu semeei flores e nasceram ervas daninhas!
E isto não me causou espanto!
As minhas mãos estavam frias
e havia muita mágoa no meu olhar!
O meu pensamento estava voltado para o rancor!
Eu semeei por semear!
As flores só nascem em um solo adubado pelo amor!


Eu tenho que ter muita cautela
ao semear os sentimentos na minha vida!
Ás pessoas ao meu redor não tem culpa da minha ferida!
Os meus olhos falam, o timbre da minha voz também!
Eu sei que se eu plantar a ternura,
o carinho e o respeito, eu irei muito além!

É preciso semear as flores no campo
com a leveza na alma!
Depois disto é só saber esperar
para obter a paz e com toda a calma!
Então nascerão as flores por causa desta semeadura!
Agindo assim é que se colhe o amor!
E com muita fartura

Janete Sales (Dany)
1 compartilhamento

A fraqueza do mal!


Ah mal...
Se pensas que eu vou desistir de vencer, nem penses!
A cada tropeço eu vou me levantar mais vibrante
A cada escorregão eu irei mais à frente!
Nada no mundo pode deter a minha determinação
Se aparecerem grades no meu caminho,
eu as derrubarei com a força do meu perdão!
Uma porta fechada para mim não é nada,
eu irei ao encontro de outras!
Mesmo que seja extenuante a minha caminhada!


Ah mal...
Eu não tenho medo de ti, eu sei me defender!
Eu não vou me desviar do que é certo!
Eu vou fazer o bem para te esquecer!
A tua fraqueza eu acabei de descobrir!
Eu não te ofereço lágrimas e sim o meu sorriso!
É simples, tu és o perverso e não suportas ver alguém sorrir!

Janete Sales (Dany)
1 compartilhamento
Tags: perverso lágrimas

Você pode e deve fazer a diferença!


Hoje é diferente de ontem
Comece o seu dia pensando assim
Tudo pode mudar para você e para mim!
Nem todos que te magoaram vão te magoar de novo
Esqueça se isto for o pensamento que te segue
Não pense no mal, esqueça e até o renegue!


Lembra-se daquele dia
que você magoou alguém e se arrependeu?
Dê uma chance de tudo se consertar sozinho
Não pense na cara amarrada do seu vizinho!
Não pense que o mundo parou para você desfilar
A vida é um presente e só basta você aceitar!

Onde você estiver haverá alguém sorrindo ou chorando!
Com a sua presença tente amenizar um pranto!
E faça soma ao sorriso de alguém
e sorria também!
Você pode e deve fazer a diferença!
E ame sem pensar em recompensa!

Janete Sales (Dany)
1 compartilhamento
Tags: diferença ontem

A minha bagagem!

Os meus pés estão calejados,
mas eu cheguei aonde não imaginava chegar
Caminhei por caminhos que eu não queria andar
Fiz coisas que eu não queria fazer
Disse palavras que eu não queria dizer

Eu encontrei o que eu tinha medo de encontrar
Eu perdi o que eu não queria perder
Eu ganhei o que eu não queria ganhar
Eu chorei quando não deveria chorar

Agora eu olho para trás
e vejo o chão encharcado com o meu pranto
Porém o meu sorriso ainda está no meu rosto!
E isto me causa espanto!
Foram subidas e descidas,
batalhas vencidas e perdidas!
As mãos estão vazias...
A bagagem que eu carrego é a minha vida!

Janete Sales (Dany)
1 compartilhamento

Deus foi me ensinando!

Eu reclamei do silencio
Então choveu e relampeou
Eu reclamei do calor
Então esfriou em exagero e nevou!


Eu reclamei da noite
E o meu dia se perdeu!
Eu reclamei da solidão
Então roubaram quase tudo o que era meu!

Eu reclamei da sorte
Então eu perdi o que era de mais valoroso para mim!
Eu reclamei das folhas que caiam no outono
Então morreram todas as flores do meu jardim!


Eu reclamei tanto, mas tanto...
E Deus foi me ensinando!
Porém quando eu levantei os braços
para abençoar a minha vida,
muitas portas se abriram
e da minha alma Ele curou todas as feridas!

Janete Sales (Dany)
1 compartilhamento

A vida quer me ensinar a viver!

A vida ás vezes parece traiçoeira!
Quando eu dou muito valor a algo,
ela vem e arranca esse algo das minhas mãos!
E o que eu mais temo
ela parece querer me dar de presente!

Oh vida!
Eu começo a lhe entender,
você quer me ensinar a viver!
Com o tempo você vai me mostrando
que o que você me ofereceu, você só emprestou!
E o que eu não quero
você vai me enfiando pela goela abaixo!
Como saber do doce sem provar o amargo?

Um pouco eu já aprendi!
Eu sei que o que eu tenho hoje,
qualquer dia eu vou perder!
E o mais engraçado é que ao provar do seu amargo,
eu já não faço mais caretas!

Janete Sales (Dany)
1 compartilhamento

Eu só quero de volta o seu coração!

Em uma noite enluarada,
eu vou lhe ofertar uma serenata
Por favor, me ouça, não seja ingrata!
Na areia da praia eu vou escrever EU TE AMO!
Em várias línguas em inglês, japonês,
frances e italiano!

Eu vou me afogar na banheira
E pisar nas brasas da fogueira
Por favor, entenda a minha aflição!
Eu só quero de volta o seu coração!


Eu vou colocar a camisa do avesso
Andar de joelhos
Vestir-me de palhaço
E quebrar o seu vaso!

Enterrar-me no jardim
Fazer um penteado louco no cabelo
E depois me pintar de vermelho
Colorir os meus dentes com carvão
Isto só para dizer
que eu quero de volta o seu coração!

Vou plantar bananeira no meio da rua
Se me atropelarem a culpa é sua!
Se isto não adiantar,
eu vou gritar o seu nome bem alto;
fingindo que eu estou sofrendo um assalto!

Eu quero lhe trazer uma estrela do mar
Para você minha rainha eu vou fazer um altar
E compor a mais linda canção
Eu só quero de volta o seu coração!

Eu vou fazer uma escultura
e você será a minha inspiração
Eu quero caprichar,
eu quero moldar o seu coração
Nele eu vou cravar o meu nome com o seu
Você será a minha Julieta
e eu serei o seu Romeu!

Eu quero fazer greve de fome,
eu vou ficar sem comer
Quem sabe assim você vem me socorrer
Eu vou me fingir de morto com vela e caixão!
Entenda, eu só quero de volta o seu coração!

Eu lhe darei a flor mais formosa
Escolha qualquer uma;
orquídea, margarida ou rosa!
Vê aquela estrela lá no céu a brilhar?
Se você quiser eu vou buscar!

Sem você eu não sei o que é dormir
Você é a minha razão de sorrir
Não vê que eu perdi a direção?
Eu só quero de volta o seu coração!

Janete Sales (Dany)
1 compartilhamento
Tags: caixão fome

Ai, meus ais! Ai que tédio!


Todos os dias são iguais, ai que tédio!

O pensamento me diz que isto não tem remédio

A noite eu vou descansar na minha cama,

de manhã tomar o meu cafezinho

Se o dia vai ser bom eu não sei,

pois eu não sou adivinho!


Ao chegar ao serviço à mesma rotina!

Na hora do almoço eu vou comer

num restaurante da esquina

Quando acabar o expediente

lá vou eu enfrentar o transito

E o nervoso que eu vou passar

não está escrito!


Chegando em casa eu vou tomar um banho demorado

Quem sabe a água quente vai aliviar este meu cansaço?

Então eu vou jantar e me enfastiar de comida

Ai meus ais! Como é chata a minha vida!


Só que eu me esqueço que a noite

alguém sempre dorme no chão!

No café da manhã talvez um pedaço de pão!

E quem sabe este alguém consiga um trabalho?

Qualquer coisa serve para quebrar o galho!


Pois sem dinheiro na hora do almoço,

quer dizer adeus refeição!

À noite o de costume, o chão!

Mas pode acreditar, eu vou falar sério!

O engraçado é que este alguém

não sente tédio!


Ele(a) reclama de fome,

e do lugar aonde ele(a) dorme!

E nesta hora ele(a) gostaria de tomar

um mero cafézinho!

Isto vai mudar? Eu não sei!

Eu não sou adivinho!

Janete Sales (Dany)
1 compartilhamento
Tags: tédio fome

A paz e a nossa imaginação

De noite eu quero me iluminar
com o brilho de uma estrela
De dia eu quero o calor do sol
aquecendo o meu interior
Eu quero ver um mundo colorido
da minha janela
Que sejam mais cultivados a paz,
a brandura e o amor!

Não deve estar distante esta claridade
Só basta esquecer a ganância e matar a maldade!
Cultivar sentimentos mais puros em nosso coração
E a paz assim vai deixar de ser
um produto da nossa imaginação!

Janete Sales (Dany)
1 compartilhamento
Tags: imaginação claridade

Muletas da vida


Quando algo na sua vida começar
a ter uma aparência de muletas,
não se iluda e busque o equilíbrio!
Tudo o que não deixa você caminhar
com os seus próprios pés causa dependência!

Ajuda é diferente de esmola!
Não passe a vida estendendo o braço!

Lazer é diferente vício!
Quando um passatempo lhe limitar só a ele,
está na hora de abandonar a diversão!

Amor é diferente de obrigação!
Não fique cobrando amor e atenção,
não seja dependente!
Dê amor e siga em frente!

Uma ajuda amiga é diferente de abuso!
Não esteja sempre pensando que o seu amigo
vai lhe salvar, ele pode estar pensando o mesmo!

Os exageros sempre se transformam em muletas!
O seu equilíbrio está em você mesmo,
e não nos outros!

Janete Sales (Dany)
1 compartilhamento

Jardineiro relapso

O jardineiro que cultiva um jardim com tanto carinho,
mas não tem atenção quando pisa no canteiro,
acaba pisoteando as próprias flores!
E elas morrem, ele destrói um jardim inteiro!
E ele sabe que não adianta chorar pela flor morta!



“Alguns relacionamentos humanos”,
são bem parecidos!
Um homem casa com uma linda flor,
No começo carícias e paixão...
Porém com o passar do tempo,
desta flor ele arranca todo dia uma pétala,
e esta violência vai destruindo aos poucos
um grande amor!
Ele consegue pisar no que ontem foi para ele,
um colo para se aconchegar, um beijo para se amar!


E assim o jardim encantado do amor,
se transforma em lágrimas de despedida ou de morte!
Cadê? Onde estará a sua linda flor?

Uma mulher nunca deve ser uma flor no jardim
de um jardineiro relapso,
que pisa, que esmaga
e que destrói uma vida e um coração!

Janete Sales (Dany)
1 compartilhamento
Tags: jardineiro jardim

Casa abandonada!

Quem não cuida de si mesmo,
parece uma casa abandonada todo mundo invade!

Se eu não me respeito e aceito tudo!
Parece que eu me abandonei,
ai então o povo toma conta...

Janete Sales (Dany)
1 compartilhamento

O que esperar de nós?

O que esperar de mim?
Dedicação e esforço até o fim!
O que esperar da vida?
Vai haver sempre um recomeço,
Ou um adeus, um aceno de despedida!


O que esperar de você?
Eu não sei meu amigo,
só você sabe o que rege o seu coração!
Porém eu desejo que você viva a sua vida
com muita emoção!
Que você alcance a felicidade
e a paz tão desejada
Que você concretize muitos sonhos
nesta longa caminhada!
Apesar da separação que sempre vai ocorrer,
porque nada é eterno,
saiba que o nosso tempo aqui na terra;
pode ser céu e pode ser inferno!

Isto depende dos caminhos que você trilhar
E das palavras que você mais destacar
Se você sempre manifestar as palavras ódio,
inveja e ingratidão,
Vai avançar a caminho da destruição
Vai ser execrado até quando estiver
a sete palmos do chão!

Se você sempre proferir as palavras amor,
paz e felicidade
Seu caminho vai estar coberto de flores
Todos irão sentir a sua falta!
Você vai deixar saudades!

Janete Sales (Dany)
1 compartilhamento

Ausência necessária


Você poderia ter me abraçado e me revelado o rumo
Mas você ficou de longe presenciando o meu pesar
Então eu avancei sozinha com lágrimas nos olhos

E as pedras que eu tive que retirar
do caminho pareciam imensas
E eu presenciei o seu sorriso de longe,
como quem dizendo:
Vá em frente e alcance o que é seu!

E mais uma vez eu fiquei em prantos
E mais uma vez eu senti a sua falta
E mais uma vez eu tive que vencer o meu medo

No meu trajeto eu despenquei num buraco profundo
E eu gritei e você não apareceu
Eu me segurei em galhos, em pedras e sai sozinha

E num pranto desmedido,
eu senti um imenso dilúvio na minha alma
Então veio um vendaval devastador,
eu procurei por proteção
Eu queria me amparar em você,
mas você estava distante

Eu encontrei portas fechadas
Pessoas frias, ambientes tristes
Dia sem sol e noite sem luar!

Eu senti a solidão, eu senti a fome e eu senti o frio!
Eu gritei, eu roguei e na minha ignorância eu até te insultei!
E eu me bastei, eu me superei, eu venci !


Eu experimentei a sede do deserto
Eu me transformei num vulcão capaz de entrar em erupção
E foi na sua ausência que eu reconheci a minha coragem!

E aquela que havia chorado tanto, não chorava mais
E aquela que se achava abandonada
Não se achava mais

Você sempre esteve presente
Você me mostrou que as lágrimas
regam os caminhos áridos
E as flores nascem, e o espírito se fortalece,
foi assim que você me fez vencer!

Janete Sales (Dany)
1 compartilhamento
Tags: ausência flores

Retrato sublime!

No lampejo do seu olhar
espelha a beleza do mar
No timbre da sua voz
Ecoa uma frase que acalma até mesmo um animal feroz

Na incerteza você ilumina qualquer ambiente
Pois a claridade transcende da sua mente
A sua fisionomia de todos os dias só demonstra o amor
E consegue amenizar o infortúnio
de quem está sentindo dor

Você se vê neste retrato?
Se positivo então você sabe viver!
Porque você consegue atingir
o que habita de mais sublime em seu próprio ser!

Janete Sales (Dany)
1 compartilhamento
Tags: retrato sublime

Entre lágrimas e risos!


Sou um misto de medo e de fé
Inconstante como a natureza
Muitas das vezes eu sou tal qual a chuva
Um pranto nasce do âmago da minha alma
e molha o meu rosto por inteiro
Logo depois algum indicio de luz
se ostenta na minha face
Então o meu riso se faz
e abranda a minha tristeza



Tem dias em que eu sou a paisagem
mais serena que se possa presumir
Água parada espelhando o sol
e apenas o cantar dos pássaros
desrespeitam esta brandura
Eu adormeço com os anjos risonhos,
tocando violinos para mim


E noutros dias eu sou um vendaval,
que vai arrastando tudo o que encontra pela frente
E os meus ideais andejam para bem distante dos meus olhos
É uma briga constante, o contentamento
e a dor travam uma enorme batalha entre si
No entanto o sentimento na qual eu me empenho
em dar mais força sempre vence!

O meu pesar é que muita das vezes
é a lágrima que triunfa,
e o meu sorriso ainda persiste,
lutando para esconder o impossível!

Janete Sales (Dany)
1 compartilhamento

Há um limite para tudo! Até para o perdão!
Um dia já me fizeram de tapete e pisaram em mim, limparam os pés nas minhas costas, e cuspiram no meu rosto.
Mas eu sempre ouvi dizer que o perdão é o remédio para tudo, então eu perdoei!



Já me humilharam e riram dá minha tristeza e caçoaram da minha capacidade de ser alguém...
Mas eu sempre ouvi dizer que nós não devemos pagar o mal com o mal, eu me distanciei dos opressores e eu deixei o lugar livre para eles brilharem.


Um dia jogaram um tapete imenso no chão para que eu passasse por cima e justo quando eu estava no meio do caminho, puxaram este tapete, e riram da minha queda!
Mas como eu sempre ouvi dizer que nós devemos perdoar o nosso irmão eu me levantei sorrindo e perdoei o acontecido!

Até que um dia, eu me enfastiei de perdoar a maldade.
Aquela maldade que insiste, que mesmo que você perdoe a pessoa por dez vezes, por cem vezes esta pessoa ainda vai te trucidar!
Eu aprendi com tudo isto que eu existo, e que há um certo limite para perdoar alguém, senão a vida nunca vai me perdoar por eu me anular!
Se eu não me amo, é porque eu me abandono, e eu agindo assim acabo estimulando as pessoas de má fé, que se sentem no direito de me invadir porque pensam que eu não tenho dono!


Hoje em dia...
Ai daquele que quiser me fazer de tapete, ai daquele que me derrubar no meio do caminho...
E ai mais ainda daquele que me humilhar, desaparecerá do meu mundo e morrerá no meu pensamento, é assim que se extermina um invasor!
E por favor, nunca mais me peçam para colocar flores num vaso que contém ácido!
Perdão, amor e carinho eu sou dou a quem merece!

Janete Sales

Janete Sales (Dany)
2 compartilhamentos
Tags: perdão pensamento