Coleção pessoal de GabrielaStacul

1 - 20 do total de 1435 pensamentos na coleção de GabrielaStacul

Quando eu podia desmoronar eu fui forte, e hoje que eu deveria ser forte eu desmorono.

Gabriela Stacul

Deus, me perdoe pelos meus pensamentos, posso não fazê-los palavras, mas não posso evitar de tê-los, não quando meus olhos olham para esse mundo.

Gabriela Stacul

Quem ama perdoa uma, duas, três... vezes. Muito bíblico,lindo! Mas, mais lindo que isso é evitar a necessidade de ser perdoado.

Gabriela Stacul

Dizer que todo erro é experiência é fazer pouco por merecer. A vida exige sacrifícios e um olhar mais sábio.

Gabriela Stacul

Eu acredito no amor! Acredito de verdade. E o mesmo poder que o amor tem de perdoar, ele tem de não chegar ao ponto de precisar ser perdoado. Quem ama de verdade, não precisa perder pra da valor, não permite crise a esse ponto(lógico que tem as pequenas, relevantes, por outros quesitos), porque dentre todas as formas de amor, amar com respeito ainda é a forma de amor maior. E essa dispensa o que o mundo padroniza como felicidade. Felicidade não é fazer tudo que tem vontade, felicidade é você repensar as vontades do mundo e perceber que elas não te fazem feliz, por isso não as escolhe. Acredite! Podemos ser felizes com limites.

Gabriela Stacul

Não se trata de querer abrir um buraco e entrar dentro, é aquela velha vontade de ter asas e voar pra bem longe daqui.

Gabriela Stacul

Nunca dei um nó. O laço se desfez. Nas minhas cordas você está por um triz.

Gabriela Stacul

Na minha humilde opinião, comparar seres humanos a qualquer outra especie é ofender os animais.

Gabriela Stacul

Não é necessário se limitar aos sonhos, tudo que te toca de verdade é válido, é aceitável. Sim, voe para o sonho, afinal, a lua não é tão longe.

Gabriela Stacul

E nessa viagem chamada vida, as âncoras ficarão suspensas.

Gabriela Stacul

Chega de aventuras, pousa razão.

Gabriela Stacul

Vou com a cara que tenho e com uma coragem que acabei de inventar.

Gabriela Stacul

Tive meus motivos, bobos de mais.
Agora tenho minha burrice esfregada na minha cara.

Gabriela Stacul

A maior ironia da vida é que muitas vezes ela te coloca pra julgar a sua própria história. E o veredito é sempre duro, porque nessas alturas você tem a clareza que só se ganha com os anos.

Gabriela Stacul

O tempo é tão rígido que não faz acordo, enquanto você se decide ele continua... nunca para.

Gabriela Stacul

Uma das maiores dores são causadas pela perda de tempo.

Gabriela Stacul

Nada mais belo e grandioso do que envelhecer com coragem, e essa coragem vem da certeza de ter vivido tudo que se tinha pra viver.

Gabriela Stacul

A última Helena de Manoel Carlos.

Essa história veio chutar a cara da gente. Vinte anos passa tão rápido que as vezes nem percebemos. Se pensarmos, vinte anos é pouco pra viver, porém muito pra esperar. O tempo não volta, mas usa retorno pra buscar quem ficou parado no ponto. A vida talvez cobre explicações, mas é o tempo que esfrega na cara a sua fraqueza de não ter encarado as horas de dores. Pra quem costuma enfiar situações no bolso e ignorá-las por medo, um dia as vestes estão frágeis pelo desgaste do tempo, e nos obriga a pegar e olhar, e finalmente, decidir o que fazer pra todo sempre.

Gabriela Stacul

Hoje o tempo me sentou no colo, me mostrou que não importa o quanto ele passa, ele não envelhece, e que o mesmo não acontece comigo, por isso pra mim ele é tão precioso, e depois de me contar histórias, me olhou nos olhos e disse: "Não deixe que eu passe e roube sua vida, viva e diga-me: O tempo é nosso, mas a vida é minha, portanto eu determino que cada minuto é hora de viver."

Gabriela Stacul

Estou aqui, mas poderia estar lá, poderia ter sido eu. Eu a morder aquela maçã pela primeira vez, e pensar que tudo a minha volta mudaria, quando na verdade era apenas meus olhos, tudo estava no seu devido lugar, do jeito de sempre. Afinal, o que eu queria, quais respostas me bastaria. Não satisfeita com Adão sonhei com um príncipe, e na desilusão lá vou eu novamente da aquela mordida, só que dessa vez eu adormeceria, sem saber até quando. Embora surpreendida, despertada por um beijo de um sonhado cavalheiro não me vi isenta de perguntas, só me enchi de mais dúvidas. Talvez eu quisesse ser o que fui, ou só queria não ter sido aquela. Percebi que não importa quantas maçãs apareçam vai ser necessário provar do gosto. Mas que raio de destino é esse? Que me convida ao acaso e me desfaz pro meu descaso. Não quero ter meus olhos desnudos. Não quero uma pedra como um leito. Eu pago pelo meu atrevimento, mas não busco mais respostas, não quero mais clareza que o necessário. Depois de aprender que não preciso mudar tudo a minha volta, que basta mudar meu jeito de olhar, que apesar de não pertencer mais ao jardim do Éden eu posso trazer um pouco desse paraíso pra mim. Ao invés de viver a vida triste de uma princesa que se consagra no final, feliz pra sempre, eu posso encarar o mal e dizer não me toque, não me provoque. Não quero perder horas, dias, quem sabe meses ou ano esperando por um príncipe, vou vivendo plantando e fazendo gentilezas, e no dia que meu tão sonhado príncipe aparecer, que eu sei que um dia vai chegar, seja ele Adão, encantado ou só aquele namorado, eu estarei mais madura, mais pronta, e colhendo a colheita da sabedoria que plantei vendo muitas Cinderelas definhar. Eu não ouço nenhuma serpente, não me enveneno por madrastas, não me diminuo pelas minhas origens. Porque eu nasci divã, de qualquer época, de qualquer conto, de toda fantasia. Tenho medos que me limitam a destruição, mas não existe medo que me impeça de viver o que acredito. Foi graças a Eva e a Branca de Neve que não me fiz mulher de mordida, não quero pedaços, sou inteira como tudo que desejo pra mim, ainda mais se tratando de corpo e alma. E se preciso for, a gente planta maçã e colhe o fruto do amor.

Gabriela Stacul
1 compartilhamento