Coleção pessoal de CleonioDourado

1 - 20 do total de 418 pensamentos na coleção de CleonioDourado

Há uma geração surgida em meio aos vazios da busca pela aceitação dos padrões impostos de beleza. Muita gente nunca está bem consigo por conta da insegurança que é supor que sua aparência não agrada. É complexo esse mundo das relações humanas de natureza sentimental. Muitos não estão à procura de uma boa companhia, estão à procura de um produto bonito que possam exibir. Muitas vezes, se preocupam somente com as aparências e não estão nem aí para os sentimentos. Esse comportamento, que estimula desejar ser quem não se é, motiva ter uma imagem, muitas vezes, distorcida da verdadeira. Motiva não se aceitar, por se achar descartável, feio ou rejeitável.

Uma imagem distorcida no reflexo do espelho, isso é o que muitos vêm: Traços indesejáveis de aparência e personalidade, que a sociedade endurecida pelo consumo das relações passageiras, não quer mais aceitar. O grande motor de tudo isso é o temor da solidão. Nos é cobrado ter centenas de amigos, redes sociais abarrotadas, bens, amores e beleza acima da média e com isso acabamos com medo da rejeição por não termos tudo aquilo que é exigido. O espelho muitas vezes assusta, nos mostra o que não queremos ver. Às vezes, esse mundo lá fora, egoísta, exigente e perfeitinho demais, é alimentado bem dentro de nós, sem a mínima necessidade.

Aceitar a aparência, o emprego ou a condição financeira não é obrigatório. Existem mil e uma maneiras de modifica-las. O que não se deve, é viver de reclamações e tristezas por tê-las. Aceite ou mude. A felicidade vai estar em uma dessas fases. Se a fase da mudança estiver difícil, comece pela fase da aceitação. É de lá que os primeiros vestígios de alegria plena e simples começam a surgir. Lá estão os primeiros passos para o “novo eu no espelho”. O amor-próprio não mora no reflexo, dentro de padrões ou no olhar dos outros. Ele nasce dentro do coração, cresce dentro da verdade e floresce dentro da própria alma. Há belezas extraordinárias dentro e fora de cada pessoa. Encontre a sua!

Floresça, também, fora do padrão!

As flores mais lindas florescem livres, nunca em jardins!

Cleonio Dourado
Tags: amor paixão

Cada pessoa vem ao mundo pronta para escrever sua própria história. Única. Alguns, ainda não se deram conta disso e ficam perdidos a andar em círculos. Presos no mesmo lugar. Essas pessoas nunca conseguem encontrar um caminho certo e acabam percebendo que na maioria das vezes, o maior obstáculo para iniciar suas boas histórias são as portas de sua vida, que sempre mantêm trancadas e fechadas. Somente saindo vida afora e atravessando esses momentos indecisos e perdidos, é que encontramos o melhor que ficou escondido na gente. Nada é por acaso e ninguém acerta de primeira.

Uma grande vitória nunca é alcançada sem querer e nem por sorte. É preciso muito trabalho, é preciso tentar muito e é preciso, também, saber assimilar e conviver com as muitas derrotas. Aqueles que conseguem superar seus próprios limites, são os que não ficam focados em fraquezas, problemas e defeitos, procurando por mil e uma desculpas. Aqueles que conseguem superar um caminho errado, são os que fazem os melhores caminhos depois, abrem novas portas, percorrem longos trechos e vencem desafios nunca antes pensados. Não se questione do que você é capaz. Aceite o desafio, vença os obstáculos, encare de frente, vai e faz.

Nunca pare de tentar, nunca abaixe a cabeça e nunca desista. Esvazie a mente dos receios, crie coragem contra os medos e recomece com mais fé depois de cada queda. Crie novas oportunidades e faça as possibilidades de conquistas aparecerem, sem esperar pela sorte. Conte com sua confiança e sua força de vontade. Sorte é estar preparado quando surge o momento. Sorte é na hora certa ter o conhecimento. Sorte é saber escolher a porta certa pra abrir e qual deve fechar. O amor-próprio faz qualquer um ser capaz de ultrapassar suas barreiras e seus limites. A autoestima é a caneta que escreve as melhores histórias que existem.

Dê o primeiro passo para fora da zona de conforto, jamais seja um acomodado. Chute essa porta que te segura. Não se arrependa de não ter conseguido. Só se arrependa por aquilo que nunca foi tentado!

Cleonio Dourado
Tags: vida viver

Lá no tempo que fui criança, uma coisa que lembro que precisávamos ter, era paciência. Nada era da noite para o dia. Filme na TV não era uma escolha e um clique. Falar com um amigo não era uma mensagem com retorno imediato. Fotos só depois de reveladas. Tudo levava tempo. E paciência era o remédio contra a agonia da ansiedade. Hoje, o ritmo super-hiper-mega acelerado das informações e tecnologias exige rapidez em tudo. Uma velocidade tão desesperadora que não se consegue ter calma para um minuto de espera. A paciência, atitude tão essencial para a vida, não está sendo mais trabalhada em nenhum momento da vida. Tudo tem que ser rápido, pra agora.

Assim, muitos ficam presos ao vício do sofrimento exagerado por não saber esperar. Falta de calma, machuca a alma. A paciência é um bem a cultivar. Um sentimento com o qual conquistamos a liberdade da autonomia de mudar o tempo que incide sobre nossa vida. Conquistamos o poder de pará-lo ou acelera-lo. Somos nós quem determina o quanto se pode suportar a espera pelo que ainda não veio ou aguardar calmamente o que ainda não temos. Paciência traz a paz e a tranquilidade necessárias para não enlouquecer nos momentos de incertezas. Paciência deixa a atitude mental fortalecida para a luta dolorosa contra a ansiedade. Paciência é a chave que abre e que fecha muitas das angustias criadas em nossa cabeça e muitas das amarguras depositadas no coração. Ter paciência é ter a confiança na colheita, mesmo que o fruto demore a amadurecer. Até mesmo quando a semente ainda nem foi ao chão.

É preciso ter fé no amanhã que ainda nem sabemos que vem. Paciência não se conjuga, não é verbo. É um dom. Se tem. É a força de usar a esperança para vencer o desespero. Algumas coisas podem até acontecer antes do planejado, mas nada nesta vida precisa pular etapas e ser apressado. Aprendi com uma boa dose de tempo e com a porção certa de paciência, que boas coisas sempre acontecem para aqueles que descobrem que não é tempo perdido o tempo passado. Que sempre vale a pena a paciência de ter esperado. Enquanto o que quer não chega, tenha calma, fique em paz, entrega pra Deus, confia e aceita.

Cleonio Dourado
Tags: vida viver

Grandes coisas são construídas quando se tem paciência durante o tempo da fé e a espera da benção. Entre o plantar e o florescer, há o passar do tempo. Não será a abundância de agua durante a rega que fará uma flor brotar mais rápido. É a calma de não apressar a vida. É o amor por cada etapa. Cada coisa em seu momento. Não tenha pressa. Mas, também, nunca se contente com qualquer coisa que vier. Só pare quando alcançar aquilo que você merece. Muitas vezes, o que você pensa ser a pior espera que já lhe aconteceu, pode de alguma forma, ser uma tremenda oportunidade surgida. Mas, é preciso possuir um olhar crítico, espírito de fé e pensamento decisivo para as situações que nascem. Nada vem e nada vai sem que Deus queira.

Vivências práticas são essenciais para saber o que se quer ter em mãos. O que deu errado, foi aprendizado. Não se permita viver amarrado ao passado, se este lhe faz mal. Não sufoque a sua intuição só porque falhou algumas vezes. Não permita que as consequências fisiológicas reais, por conta de cicatrizes psicológicas abstratas, possam influenciar e destruir o poder de confiança nas vitórias do futuro. Acredite que uma hora você acerta. Comece o mais rápido possível a cicatrização interna da sua ansiedade e da sua vulnerabilidade e descontrua essa sugestionabilidade própria de que algumas coisas jamais darão certo. Pare de abraçar o evitável. Desarme a bomba-relógio que é pensar como fracassado. Tudo é decisão, ação e consequência.

Pare, imediatamente, de focar no que os outros têm. Foque no que você quer ter. Nunca se deixe surpreender pela velocidade do sucesso de algumas pessoas. E muito menos, nunca se deixe desmotivar pelo sucesso alheio. Deseja algo igual? Plante. Faça acontecer. Saiba esperar o tempo de colher. Pare de pensar nos problemas e foque nas soluções. Pare de pôr o foco onde é mais fraco e se concentre onde é mais forte. Não tem milagre. Não existe ganho sem trabalho. Não existe conquista sem esforço. Não tem pódio sem treino. Sonhe grande, mas trabalhe duro. Rale pra valer. Tenha fé, mas não se acomode. Grandes coisas são conquistadas quando se vence um dia de cada vez, com paciência para ver tudo acontecer.

Cleonio Dourado
Tags: vida viver

Devemos utilizar o tempo marcado em nossos relógios de forma a nunca se arrepender e querer fazê-los girar para trás. O que passou é passado e a vida acontece a todo instante, deste ponto pra frente e todo momento é hora de viver, pois o tempo continua passando, implacavelmente, e nessa estrada não temos caminhos pra voltar. Decisões, tempo e caminhos: Isso é a bagagem que a gente tem que carregar, faça-a leve, pois é responsabilidade nossa, a levarmos por toda uma vida.

Pra muitos é difícil chegar aonde se ambicionou chegar, eu sei. Mas, não perca a fé quando moverem a linha de chegada para além do quanto consegue ir. Persista, siga, firme o passo, respire fundo e faça valer o tudo que já percorreu. Meio caminho andado não leva a lugar nenhum. Nunca subestime sua força e trate com seriedade seus obstáculos, se puder escolher, escolha sempre os mais difíceis, pois facilidades não enriquecem nossa história, não fortalecem nosso corpo e nem alimentam nossa alma.

Pense que toda dificuldade traz mudança e toda mudança nos faz crescer. Prove da doçura do vinho, do calor do café, da saudade de casa, do calor de um amor. Mas experimente também do amargo da derrota, do azedo do descaso e de um pouco de cada dor. Tudo fortalece quando a gente não esmorece. Tudo é lição. Tudo é escada (acima ou abaixo), escolha que degraus quer usar. A vista que você vai ter é do lugar aonde chegar. E nem imagine quantos queriam estar em sua lugar, são muitos!

Nem sempre vai ser do jeito que a gente quer, mas a gente sempre aceita do jeito que Deus faz. Viva a vida que você fez pra si. É a mais perfeita. Tenho certeza que sim.

Avante!

Cleonio Dourado
Tags: vida viver

Ela é aquela que nunca teve receio por ser ela mesma. Aquela que não se rejeita, se aceita, se respeita, se compensa, se deseja, se enfeita e se expõe toda floreada de vida. É aquela alma querida, que é alegre sorriso, que é rosa, é jasmim, é jardim repleto de flor. Ela é sol, é lua, é ventania e calmaria, tempestade e arco-íris, é ternura e amor.

É aquela que deixa ir, que aceita voltar, que não prende e nem amarra, pois sabe que seu colo é perfeito e que gaiola nenhuma é local pra ficar. É aquela que é morada, é abrigo, aconchego, socorro, carinho e carícia pra quem ama. Ela é fogo, brasa, incêndio, é chama. É raio, trovão, relâmpago, vulcão. Constante avante, pulsante evolução. É ela a onda do mar, o azul do seu céu, o tom do seu chão, teu pulso a pulsar. Imperfeita, mas de verdade. Não de troco, mas de reciprocidade, tipo ou se importa ou nem esquenta. Ela é saudade quando preciso, é selvagem quando não se aquenta, é forte e frágil, é doce e pimenta. É ela o motivo do arrepiar. É sabor na tua língua, café quente a tomar.

E um olhar que encanta, a tal barriga de borboletas, a mão que dá choque, ela é a boca certa de se beijar. Ela é aquele dia de chuva que a gente sai pra banhar. Ela é luz no escuro, que cintila, acende e flameja sem cessar. É ela a tímida menina, a mulher ardente, um coração candente que faz qualquer mundo parar.

Cleonio Dourado
Tags: amor paixão

Quem acha que não tem "uma vida tão perfeita" quanto a de outras pessoas, vive se martirizando por não a ter e sempre valorizando quem a tem. Existem pessoas que, continuamente, se comparam e se confrontam com outras realidades, se aplicando reclamações desmedidas, querendo também possuir aquilo que é do outro. Tem gente que ainda não se satisfez, nem com o que tem e nem com o que é. Anseiam por ter outra aparência. Anseiam por ter outra vida. Anseiam por ter outras coisas. Mas nada trabalham para isso. Se diminuem por conta de riqueza, beleza ou qualquer besteira e se tornam prisioneiros dessa pobre e lamentável ambição. Presos e diminuídos pela falta de autoestima e vergonha na cara. Comparação é um modo de tornar-se escravo da rejeição da própria vida. A autoimagem enfraquecida, perto daqueles que considera melhores, é uma morte trágica da felicidade e sofrimento eterno da alma.

Sensação de rejeição, ruína, ciúme, inveja e raiva. E não há número de pequenas conquistas próprias capazes de satisfaze-lo. O mínimo de felicidade não interessa. O pouco de alegria não vale nada. Estará, doentiamente, buscando ser idêntico ou superar. Viver para satisfazer necessidade de ego, cria metas altas demais, quase que impossíveis de alcançar. Cria miséria emocional. E a cada coisa que não dá certo, ficam a se lamentar por nunca conseguir realizar nada. Quem se obriga a viver de aparências e mentiras, ancorado em ilusões e sombras, se torna o mais perfeito retrato de infelicidade e fracasso. Lamentar não adianta. Sofra, mas deixe isso passar. Quase todos têm segredos e mentiras a esconder que você nunca irá saber e mesmo assim, fica se medindo por isso. Muitas vezes, a grama do vizinho até pode ser mais verde, mas é de plástico. Nunca se meça pela régua de quem quer que seja. E jamais, em hipótese alguma, diminua alguém pra poder se sentir mais. Isso não e faz. Tenha sonhos, tenha inspirações, tenha exemplos, mas não tenha metas inatingíveis ou pessoas que a simples presença ou lembrança te coloque pra baixo ou te faça sentir menos admirável.

A comparação pessoal, profissional ou amorosa, sempre destrói qualquer chance de se alegrar com as suas pequenas ou grandes vitórias. É essencial se reconhecer como se é. É preciso se aceitar com o que possui. Autoconhecimento não é sobre aquilo que você acredita ser. É muito mais sobre aquilo que você pensa não ser. É muito mais sobre descobertas, consentimentos, aceitações e redescobrimentos de corpo e espírito. Não queira ser como alguém, queira ser exatamente como você. A gente pode ser feliz o tempo todo se nos afastarmos dos rótulos, rotuladores e comparações. Às vezes, o que você está procurando está dentro de você. A gente consegue ser feliz demais, se parar de uma vez por todas de querer viver de ilusões.

Cleonio Dourado
Tags: rotulos imagem

Tem gente que só te faz mal. Te julga, te coloca para baixo, te diminui. Tenta acabar com tua autoestima. Tenta sugar tuas energias. Gente tóxica. Te rouba alegria. Gente estranha que nunca apoia qualquer uma de tuas vitórias, por menores que sejam. Não comemora nada que venha de ti. Talvez, porque, eles vieram do mesmo lugar que você e nunca conseguiram conquistar nem a metade do que você já fez. Para cada um destes, que por maldade deseja te ver cair, faça de tudo para subir sempre mais. Para cada cara feia, um degrau acima. E quando mais quiserem festejar tua queda, mostre a todos eles que tu podes VOAR!

Cleonio Dourado

Só existe gente folgada quando a gente permite. Ignore. Ignorar poupa a alma de muita chateação. Tem gente que é atraso, é espinho, é calo, é âncora que só te puxa para baixo. Passe longe. Desvie. Se benza. Quebre essa corrente. Arrebente o cadeado. Mude o caminho, pois esse está, totalmente, errado. Saia correndo se for preciso. O que vale a pena é estar na paz, é viver na paz, distante de gente que só te leva pra trás. Já que não soma, suma! Já que ninguém paga nossas contas, que sigamos em frente, sem ligar para o que os outros digam, fofoquem ou pensem. Ignorar certas pessoas nos torna mais leves e felizes. Simplesmente, sorria, brilhe, flua, floresça. Ter luz própria é a melhor resposta para esses dos quais precisamos, definitivamente, nos afastar.

Cleonio Dourado

Cuide de seu corpo. Da sua mente. Do seu lado profissional. Do seu espírito. Focalize somente em ti. Cuide muito bem da sua energia vital. Fortifique-se. Sorri! O equilíbrio e a harmonia entre a mente-corpo-espírito te transformarão. Trabalhe sua paciência, pois nada é da noite para o dia. Trabalhe sua fé. Trabalhe sua força. O que é seu te espera. Confia!

Cleonio Dourado

A chave para o coração de alguém é o amor declarado, falado, demostrado. Amor pode ser até cego, mas não é mudo e nem surdo. Que ama gosta de ouvir, gosta de saber, gosta de entender que vem de você aquela tempestade de sentimentos que arrebatam, extasiam, fascinam e regam a alma. Amor confessado é amor que chega ao coração. Amor é poesia, é poema, é paixão. O amor de todo dia se conquista nos sussurros no ouvido, nas mordidinhas na orelha, nos toques de pele, nas pegadas mais fortes, no cheiro de antes, no perfume de depois. Amor não é apenas a um, é sempre a dois. Amor que se cala é amor quase morto, é morno, é insosso, sem gosto. Amor é música para se tocar, é dança para se bailar, é asa que faz voar, é mar profundo para mergulhar. É carta escrita todo dia para quem a gente escolheu ficar. Se junto as flores vem-se o cheiro, junto ao amor vem-se os beijos e as bocas que se tocam, se falam e se juram amar eternamente. Amor não pode ser 8, tem que ser 80. Amor não pode ser dormente. É fogueira acesa, é fogo que queima, é labareda que esquenta, é prato servido fervente sobre a mesa. Amor tem que ser quente. Amor é a maior surpresa da vida, é a maravilha do mundo, é o melhor dos presentes.

Cleonio Dourado
Tags: amor paixão

Em certos momentos você parece que está sendo arrastada pelo tempo, sem controle algum sobre para onde ele quer te levar. São momentos de coincidências e acasos repetitivos, frutos das consequências das escolhas que fez e das decisões que deixou de tomar. Um som de trovão que toma conta de seus dias, destrói todos os seus sonhos e parece querer enterrar uma vida inteira cheia de planos. Esse estrondo, que quando cala, leva junto sua vontade de viver. Você nunca consegue vencer. Você sabe que está no caminho errado, mas não consegue de forma alguma encontrar o trajeto correto para voltar. O mundo fica girando e girando sem parar e você não dá conta de sai do lugar. Acorrentada aos próprios pensamentos. Parece que tem passagem só de ida para esse abismo. Parece que esse trem só te leva para o fim do túnel. Parece que esse tal de destino só quer te empurrar pra fora.

Você se pega sempre em dificuldades para aproveitar as oportunidades que passam, porque está sempre pensando em atender as necessidades dos outros, nunca as suas. Nunca as suas. E a cada expectativa quebrada, vem a frustração. E a cada decepção, se torna mais difícil manter a fé. Mas você ainda acredita. Você vai e volta e se sente em queda livre, esperando o momento da pancada com o chão. Você sente, literalmente, como se fosse quebrar. Até a dor sente, se silencia, se engasga e não encontra mais as palavras. Mas segura o choro e prende a lágrima. A vida te deu fardos pesados, você caiu. Mas te deu ombros poderosos para suportar todo esse peso. Com muita dificuldade se levantou e reconhece que não tem mais como ficar parada para sempre, esperando essa mão e essa luz que nunca chega. Mas você ainda acredita. Você tem uma força descomunal que te sustenta, tem uma coragem incrível que segura e essa esperança que ainda te faz respirar. E você se protege com essa casca grossa e com esse sorriso digno que ganhou com o tempo. Porque você ainda tem FÉ. E sabe que precisa se superar, pois já é mais do que tarde para aproveitar as coisas boas da vida. E você sabe que terá mil histórias para contar de como conseguiu chegar até aqui.

Você sabe que só precisa daquela conversa íntima e diária com Deus, pedindo a resposta que lhe impulsione a continuar e seguir. Você acredita que tem uma boa razão para ficar. Você acredita que tem uma única razão para persistir. E Deus te dá sempre a mesma reposta. A resposta é VOCÊ! Você compreende que foi ELE que te colocou aqui. Não entende o porquê, mas aceita e avança, resiste, progride e sorri. Você sabe que precisa permanecer acreditando que a luz desse fim de túnel, a qualquer momento vai se acender e que sempre vale a pena confiar que é Deus que vai mostrar essa tão esperada saída a você.

E você segue ACREDITANDO!

Cleonio Dourado
Tags: vida viver

Quem carrega ódio, faz mais mal ao próprio coração do
que ao coração do odiado.
Polui a própria alma.
Negativa a própria vida.

Cleonio Dourado
Tags: odio negatividade

HOJE é chamado de presente, porque é justamente isso: Um grande PRESENTE de Deus. Pela manhã, desembrulhe sorrindo o seu e faça de tudo para a noite estar com o mesmo belo sorriso no rosto. Feliz como um vitorioso, apesar de qualquer coisa que não tenha saído como o esperado. Em muitos dias, infelizmente, algumas coisas dão errado. Existem dias ruins sim, esteja preparado. Remar com o vento contrário é muito difícil, remar com o mar revolto é quase impossível. Nadar com os tubarões não é pra qualquer um. Mas, são nessas situações que nos tornamos mais confiantes e fortes. Quando a coragem de enfrentar os grandes problemas é maior que o medo e a vontade de fugir, a sensação da vitória é gratificante, enorme, gigante. Diante das tempestades nunca se desespere. Diante dos dias ruins, se acalme, respire, ORE. Lembre-se que é o tamanho da sua FÉ que irá fazer com que você jamais desista. Cada DIA é um presente, não é mesmo? Nos dias em que a dor vier mais dolorida, persista, pois será quando você precisará ter mais CONFIANÇA na vida. Nesses momentos difíceis você precisa acreditar que é imbatível. Quando a gente acredita nisso, a MÃO de Deus nos alcança, Ele vem nos resgatar. Quando a gente acredita os pães são suficientes, os peixes se multiplicam, a dor não mais invade, o mar vermelho se abre e a gente caminha sobre ele sem AFUNDAR.

Cleonio Dourado
Tags: vida viver

Aproveite cada minuto de sua vida muito bem. Não deixe nenhum momento passar. Pois qualquer dia, é a vida vai e é a morte vem, mas tem gente que nem espera a morte chegar. Tem gente que vive morta no sofá. Tem gente morta de preguiça. Gente morta de inveja. Gente morta de cobiça. Gente morrendo por amor não correspondido. Gente morta por coração partido. Gente que morreu pela ausência. Gente morrendo por indiferença. Gente enterrada na vida de alguém. Gente morrendo de vontade de ir além. Gente morrendo sem ninguém. Gente morre todo dia. Uns de tristeza, outros de alegria. Gente que morre de desejo, mas não corre atrás. Gente que morre de medo de se entregar demais. Gente que mata o coração para o amor. Gente que deixa a alma morrendo por conta de qualquer dor. Tem gente que se mata por alguém que nunca lhe deu valor. Gente morta e enterrada por não ter esperança em nada. Gente que mata a própria voz por escolher sempre permanecer calada. Gente matando a fé por nunca crer. Gente que mata a alma por preferir sofrer. Tem gente que está vivo, mas a gente pensa que MORREU. Não seja assim, viva a vida que Deus te deu. Pois se não houver outra vida, essa tua tu VIVEU? Tem gente que escolhe estar MORTO, por não ter coragem de ir, conquistar e VENCER. Há muitos jeitos de estar vivo e HOJE é dia de VIDA. Levanta, a vida é um sopro, mas é na ventania o lado bom de se VIVER!

Cleonio Dourado
Tags: vida viver

Faça aquela sua força adormecida ressurgir dentro de você. Desanima agora não. Se você não acreditar no seu sucesso, fará todos acreditarem no seu fracasso. Os dias felizes não virão por sorte, virão depois de muito trabalho, esforço e perseverança. Então, ainda há esperança. Renove seu passaporte para uma jornada muito maior do que você pode imaginar. Aperte o sim, não tenha medo. Deus te deu poder para isso, vai por mim, é Ele quem vai te levar. Retire essa pedra de cima de ti, que não te deixa sair e nem desenvolver. Ainda há tempo, basta crer.

Tempo é o conjunto de momentos que espaça o início de nossa vida e o instante da nossa morte. Para muitos é pouco, para muitos é demais. Para Deus é o suficiente. Se não soubermos dominá-lo, ele nos domina, nos derruba e nos deixa para trás. Muitas vezes será necessário dar um salto no escuro, acreditar quando ninguém mais acredita, ter perspectivas quando ninguém mais as tem e fazer o tempo virar um aliado, se tornar parceiro. Nada de desespero. O tempo de Deus vem no momento certo. Crie novas oportunidades e tente mais uma vez, sempre quando a única alternativa esperada for desistir. Vá além da dor. Deus é justo e gosta de nos ver batalhar pelo que queremos. Só para ter a certeza que merecemos. Se você consegue ter fé onde ninguém mais tem, você tem quase todo o necessário para ser um vencedor.

Se as oportunidades não surgem, não se iluda, elas não irão cair de paraquedas no seu quintal. Vá busca-las, elas estão em algum lugar, não se canse de procurar. Quando a gente não as tem fácil e nem tem quem nos dê, a gente tem que ir atrás, buscar aonde as chances estiverem. Vai ser difícil? Vai sim! Para muitos foi mais fácil? Ah...Com certeza! Mas se a gente sempre ficar aguardando o prato ser servido na mesa, iremos morrer de fome. A gente precisa de muita força para ser sincero e reconhecer nossas fraquezas, mas nunca dar elas lugar de destaque. Tenha disposição para encarar, suar a camisa, queimar muitos neurônios e buscar a melhoria que tanto pede para receber. Faça sua parte, Deus providencia a dele. Faça seu sonho acontecer.

Alguns sonhos não foram feitos para a gente viver, mas para a gente se sentir vivo e nos impulsionar como uma fonte de combustível que nunca acaba. Sonho deve ser algo inesgotável. Correr atrás de mudanças, cansa. Ficar esperando parado, mata. Sonhe alto, mas com o pé na sua realidade e busque se desafiar para realiza-lo. Supere-se. Não seja mais do mesmo. Alguns sucumbem perante as mais simples batalhas. Para outros, mesmo enfrentando as guerras mais sangrentas, feridos e já sem forças, a rendição é algo inadmissível. Inaceitável. Para estes, o sucesso será o prêmio esperado. A sua conquista, muitas vezes será motivo para que o outro se sinta derrotado. É essa a diferença entre os conquistadores e os conquistados. Que qual lado anseia estar? Sabe onde nascem os fortes? Os fortes nascem dentro de si mesmos. Os fortes nunca se cansam de lutar!

Cleonio Dourado
1 compartilhamento
Tags: amor beleza

Sabe como ficamos fortes? Sabe quando nos tornamos insuperáveis? Não é quando vencemos todos os desafios. Não é quando rompemos todas as barreiras e batemos todos os recordes. Nos tornamos imbatíveis quando conseguimos enfrentar os desafios que são maiores que a gente. Nos tornamos vencedores quando superamos o medo de perder e vamos para as batalhas diárias com muita vontade de ganhar. Somos maiores que tudo, quando nos permitimos chegar por último, quando perdemos, quando caímos, quando choramos e mesmo assim nos mantemos de pé e de cabeça erguida. Nos tornamos melhores quando continuamos. Sabe aquela lágrima que cai quando o primeiro lugar não chega depois de tanto esforço? Ela é tão bonita quanto um troféu de ouro. Vencer as más línguas, vencer a dor de cada queda, vencer os gigantes, é tarefa para os fortes. Vencer à nós mesmos é ter alma de guerreiro. Essa é a maior das competições, lutar com tudo o que é contra você e não desisitir nunca. Isso garante a maior das vitórias, a satisfação pessoal. Saber que fez o melhor possível é realizar o impossível. É se tornar imbatível. Quando enormes obstáculos te cercarem, olhe pra dentro e procure sua força, olhe pra cima e procure o seu Deus, pois aquele que te fortalece é maior que todos eles!

Vá e vença, mas se não der certo, tente novamente!

Cleonio Dourado
1 compartilhamento
Tags: amor beleza

Cada um tem sua caverna. Todo mundo tem aquele lugar na alma, escondido e escuro, onde cai e se machuca de vez em quando. E são tantas as vezes que a gente ainda se vê perdido ali, sem saber o caminho seguro pra voltar. A gente para, senta e chora, olha para cima e fica esperando uma mão amiga ou um fio de luz para nos salvar. Fundo de poço não é nosso lugar. A vida, muitas vezes, nos deixa sem rumo, assim meio confusos, desenganados, largados à própria sorte. Dores na alma ainda doem muito mais que cortes na carne. Mas ainda é vida, não morte.

Nesses buracos sem luz criados por nós mesmos, nos mantemos presos, engaiolados e enjaulados nesses refúgios psicológicos. O perigo é quando só se sabe entrar, mas não consegue sair sozinho. Esses escuros na mente tornam-se lugares de fuga da realidade e se transformam em um grande problema quando viram prisões emocionais. Prisão da autoestima, prisão da liberdade, prisão do pensamento, da ousadia, da voz ativa, coração, prisão do amor. Quando se embarca nessa viagem para a caverna escura sem saber como regressar, é preciso saber gritar e pedir por ajuda sempre que precisar. Depois da escuridão, você percebe que a luz não está no fim do túnel, ela está dentro de você e não se deve apagar a própria luz e desistir do caminho de volta para acendê-la. A chama da vida e do amor próprio deve estar sempre acesa. Esteja vigilante quando esses lugares vazios de sua mente e de seu coração estiverem a sua frente, chamando-os com a porta aberta, somente ansiando que entrem, pois pode ser um caminho difícil de voltar. Ocupe, invada e preencha essa falta de luz, coloque energias positivas, fé, esperança, amor, sol e flores no lugar. Saia da nuvem cinza, da caverna vazia e encontre um arco-íris de cores. A gente só carrega aquilo que pode suportar.

Levar uma caverna escura dentro de si é somente uma tentativa de escapar de alguma coisa que deveria ser combatida. Cabeça erguida, pois seu herói é você mesma. Desistir de se salvar não é atitude de gente de fé, de gente que mantêm a esperança acesa, de gente que acredita que em cada coisa há uma beleza. Quando precisar sumir, de um tempo, vá. Mas, esteja completamente ciente e fortalecida para o caminho de voltar. Tem muitas pessoas boas do lado de fora dessas cavernas da vida, que te amam, te querem bem e que por ti fariam a caminho mais difícil do mundo para resgata-la, apenas por um abraço de recompensa. Nem toda caverna é tão escura. Nem toda paulada é tão dura. Nem todo herói terá superpoderes. Alguns, aqueles maiores, terão apenas uma mão amiga, boa vontade e um sorriso. Entre em seus refúgios quando precisar, busque neles o tesouro que precisa ser encontrado. Mas, se deixe resgatar sempre e nunca aceite como natural aquilo que você sabe que é errado.

Procure sempre o Caminho, a Verdade, a Vida.

Procure sempre a Luz.

Cleonio Dourado
1 compartilhamento
Tags: felicidade feliz

Ela sorriu se olhando no espelho e aceitou muito bem o semblante que admirava. Ajeitou seus cabelos de um jeito bonito, que lhe emoldurava lindamente o rosto. Um ou outro fio branco, ainda que insistisse em aparecer, não lhe incomodavam mais. Piscou para si mesma. Estava linda no auge de uma idade que fazia questão de não mais contar. Números não importam. Os dias felizes, sim. Era jovem de alma e só isso era importante.

Se observou feliz naquele olhar refletido. O brilho de seus olhos ofuscava qualquer lágrima que por eles já houvesse passado. Ela agora só vivia para o presente e fazia que seus dias, fossem também, belos presentes para si mesma. Vivia intensamente. Habitava um corpo construído por anos de experiências e sabedoria acumulada. Estava abençoada por suas próprias bênçãos. Ela sabe que venceu o tempo. Fazia coleções de bons momentos e ainda que carregasse algumas cicatrizes, não se deixava mais abalar por mais nada.

Nessas suas marcas de vida, plantou flores que agora exalam um perfume de plena alegria, que vai se fixando por onde ela passa. Cheia de graça. Cheia de si. Sagrada. Ela sabe o que significa cada traço da vida em seu rosto, mas não carrega mais nenhum desgosto e tem orgulho de as mostrar. Ela deixa a idade passar. Seja como for. A vida, essa sim ela agarra com força, a abraça e beija, como se fosse seu grande amor. O pente que lhe dá o desenho dos cabelos, sabe muitos dos segredos, que agora guarda nas memórias e sabe muito das histórias que lhe moldam esse rosto, o mais feliz que já teve.

Ela nunca se deteve, nunca ficou parada, jamais soube esperar por uma mão pra ser guiada. Essa mulher no espelho não tem idade, não tem números, nem pesos, nem medidas. Não conta dores, não conta mágoas. Conta sonhos, vontades, amores, é amada, é vivida. Conta a vida. Aprendeu a amar a própria existência, aprendeu a se amar pela sua essência, aprendeu a beleza de ver o tempo passar, aprendeu a apreciar verdades, almas e corações. Aparências já não lhe enganam mais, nem são mais tão essenciais. Aprendeu com seus desejos, venceu seus medos, derrotou os anseios e conquistou o direito de ser dona de si mesma.

Decidindo de pé no chão a própria vida, ela se guia, se dirige, se entrega a paixão que resolver querer. Ela voa alto. Ela navega mares. Mulher forte, decidiu ser. Aprendeu a sobreviver caminhando de salto alto sobre os problemas que no passado a faziam sofrer. Hoje quase tudo a faz sorrir e só consegue sentir, a plenitude de si mesma. Pois é da própria alma que tira o sossego. Da paixão que anseia, ela acende o desejo. Ela se tornou a paz e a calmaria que precisa ter. Hoje ela se vê diferente, se vê forte, se vê grande, se vê bela. Bem querer. Hoje a pessoa mais admirável de seu enorme mundo, é somente ela.

Cleonio Dourado
1 compartilhamento
Tags: amor beleza

Tinha domingo que era dia de receber visita. E elas chegavam logo cedo. Parece que a mãe da gente tinha algum pressentimento nesse dia. Levanta que vai chegar gente! Ela falava enquanto preparava a massa para os beijus de tapioca. Acordava todo mundo logo cedo, dava café da manhã, ariava as vasilhas na pia, colocava naqueles suporte de ferro de pendurar panela e dava rapidinho aquele trato caprichado na casa. A mãe mandava o pai na feira comprar umas coisinhas, enquanto a gente arrumava as camas e dava uma "barrida" no terreiro. Era tiro e queda, não sei como ela acertava. Não tínhamos telefone, nem o fixo nem nada, e mesmo assim, ela parecia que tinha recebido um e-mail ou zap zap informando que fulano ia lá.

Umas 10h e pouco a gente ouvia o bater de palmas lá no portão. Chegavam entrando, assim, sem protocolo nem nada. Ô de casa! Eram o tio dela, ou primo do meu pai, ou irmão de alguém ou ex-vizinho... era alguém conhecido que chegava com a família pra passar o dia. À pés mesmo, nada de chegar de carro, desciam do ônibus em alguma parada próxima e iam cruzando a poeira solta, preocupados em chegar limpos. Chegavam cedo que era pra dar tempo de ajeitar um melhorado pro almoço. Põe água no feijão! Alguém já gritava lá do portão afora. A gente, menino do mato, ficava observando aqueles abraços e recomendações lá da janela, de butuca, igual bicho, morrendo de vergonha de depois ter que ir na sala pedir a benção. Era regra: Menino, pede bênção pra fulano. A gente estendia a mão ganhava a benção e uma bagunçada caprichada no cabelo, ia de brinde. Quando vinham outras crianças que a gente não tinha intimidade, era pior ainda. Mais bicho do mato a gente ficava. As mulheres se apressavam e já iam na cozinha ajeitar um cafezinho e uma água gelada pro povo e os homens ficavam na área da frente falando dos parentes distantes e ouvindo meu pai falar das futuras reformas que queria fazer na casa. Quase sempre, quem visitava levava uma "lembrancinha" que trouxera de algum lugar. Uma lata de farofa, uma rapadura, um queijo, um docinho de leite, uma linguiça caipira, um pedaço de carne de caça ou até mesmo uma carta de um parente distante...Essas coisas que a gente que é da roça dá valor.

Domingo era dia de visita. A casa ficava alegre com tanta gente. A gente ficava de ouvido ligado nas conversas e fofocas dos adultos se atualizando das novidades familiares. A gente podia até "assuntar" os assuntos, mas ai de nós se intrometesse na conversa, já ganhava aquele olhar de reprovação do pai. A mãe com a visita na cozinha já providenciava a tal "água no feijão". Era dia de almoço gostoso, com toda certeza. Os adultos falavam do dia-a-dia na lida da vida, ouviam umas modas no radinho, falavam de sonhos futuros, falavam mal do governo e iam emendando prosa atrás de prosa. A meninada ficava por ali na área da frente, jogando uma bola ou inventando alguma brincadeira em que todos pudessem participar. Apesar da "bichodomatice" a gente se introsava e fazia amizade bem rápido. Quando o cheiro de comida boa começava o tomar de conta, o pai ou, geralmente, a visita tirava uns trocados da carteira e mandava a gente ir comprar umas barés ali na padaria da esquina. Aí sim eu via vantagem. Almoço servido, conversa animada, panelas cheias. A gente era muito feliz com bem pouco. Não era raro o dia de duas visitas no mesmo dia, a casa enchia mais ainda. Onde comem dois, comem três e põe mais água no feijão. Nos dias de sorte, o senhor que vendia quebra-queixo ou o do algodão-doce passava gritando em frente às casas, meninada eufórica, adultos felizes, sobremesa garantida. Era baratinho, umas moedinhas e aquele doce que faz criança sorrir estava em nossas mãos. Acho que visitas só iam na casa dos outros em dias de pagamento, pois eram bem generosos.

Meio de tarde, tinha café coado, biscoito de polvilho frito, conversas, dominó, lembranças, uma foto na máquina "love" (que a gente só veria um mês depois) e por fim as despedidas. Desejavam boa semana uns aos outros. Agradeciam a Deus pela recepção. Agradeciam a Deus pela visita. Agradeciam a partilha do pouco que tinham, que se tornara fartura à mesa. Agradeciam pelos momentos de alegria. Com meu pai e minha mãe, aprendi a agradecer por tudo, pois era assim que eles faziam. Final de visita, pede benção pra se despedir, cabelo bagunçado de novo, alma abençoada novamente. Família feliz. Era o domingo da gente. Amém. Dia de domingo era dia de visita. Pães multiplicados, laços familiares ressuscitados. Tudo era bênção. Acho até que Deus nos visitava também.

Põe mais água no feijão minha gente!

Cleonio Dourado
1 compartilhamento
Tags: lembranças