Coleção pessoal de amandalemos

81 - 100 do total de 178 pensamentos na coleção de amandalemos

Tem gente até que diz em solidariedade que se pudesse para não ver uma mãe, amigo, irmão,.. o que for, sentir dor, se apoderava de um pedaço da lástima para si próprio,... Mal sabem eles que a dor pode ser tanta que o mero corpo só serve de armadura fraca.

A dor física não mata, porém, a do coração, dilacera.

Amanda Lemos

Mesmo sabendo que um dia a vida acaba, nós nunca estamos preparados para perder alguém.

Nicholas Sparks
408 compartilhamentos

Conviver com as diferenças de modo a respeitá-las é sinônimo de competência e mais do que isso, de qualidade de vida.

Amanda Lemos

Amar não é só falar alto, falar muito, “encher a boca” e falar as palavras mais difíceis e eloquentes a” la romeu e julieta”.

Amor também é paciência, respeito.
Amor também é convivência.

Amanda Lemos

É fácil haver amor nos copos gelados, nas festas de fim de ano, nos fins de semana de pura agitação e quem você vê vez ou outra.
O difícil é amar todos os dias, incansavelmente, construir e reconstruir o amor, acordar ao lado da mesma pessoa sem nenhum peso de culpa ou arrependimento, pelo contrário, amar a mesma pessoa todos os dias, mesmo já convivendo tanto com suas manias e erros que são tão nossos.

Amanda Lemos

Ame quem curta e ame o seu jeito, suas manias, suas vicissitudes Ame quem ama o jeito com que você a toda hora mexa no cabelo, que ache tão gostoso o seu modo de vestir, ame quem ama estar com você e não trocaria aquilo por nada. Ame quem se importa e sobretudo, quem demostra. Ame quem reconheça seus erros mas acima de tudo não desiste nem em pensamento de você, ame quem lhe ceda a mão e seja seu amparo mais seguro. Ame quem faz seu coração palpitar quando está perto. Ame quem é seu aconchego, casa de vó aos domingos, cafuné de mãe e conversa de pai. Ame quem te tira do sério mas que você não seria capaz de largar por nada. Ame quem fica. Ame quem te ama, e acima de tudo, ame-se primeiro.

Amanda Lemos

Procuro pensar que só se ama uma vez.
E relutem, xinguem, digam que não, atirem-me pedras.
Só se ama verdadeiramente uma vez.

Amanda Lemos

No entanto, nunca duvidei ... Eram perfeitos um para outro e se completavam de uma maneira que ninguém
mais poderia explicar.

Amanda Lemos

Eram o caso não contado, o que não poderia ser dito, ou a falta de reticências.

Eram a exceção.

Amanda Lemos

...É engraçado pensar que talvez, ...leiam minha hipótese escrita aqui com um monte de risos e vaga-lumes em minha mente, ... é engraçado pensar que quando se gosta tanto de alguém, a ponto de pensar, poxa... será amor, José ? porque né...., é engraçado pensar que gostando tanto de alguém e sabendo que entre essas duas pessoas aja um elo tão grande e inexplicável, se bem me entendem, ... mesmo a distância, as palavras não ditas, as conversas não protagonizadas ou telefonemas não atendidos , entre os dois, ...cada um sabe que mesmo nas caras fechadas , jogo de indiretas e dias sem se falar, nada poderia substituir ou modificar o que havia entre ambos.... ficaria bem guardadinho ali na gaveta do quarto, para que quando voltassem a si estaria sendo novamente o melhor dos melhores, como sempre foi.

Amanda Lemos

A importância da leitura


Soaria até clichê e redundante dizer o quanto a leitura é essencial em todos os aspectos da vida do ser humano, desde a fase escolar até a maturidade social e o convívio em outros meios profissionais.

Somente a leitura é capaz de proporcionar a contemplação de mundos até antes inimagináveis , além de ser uma forma pura de adquirir conhecimento.

Não há conhecimento a ser desprezado.

Toda forma de saber e se informar é sempre bem vinda.

No entanto, o hábito de ler não se adquire de um dia para o outro. Enganam-se aqueles jovens que, estando no terceiro ano do ensino médio, acreditam que mesmo sem o hábito rotineiro de leitura, passarão a ler os livros dos vestibulares mais diversos e abstrair, como num passe de mágica, tudo o que aquelas páginas proporcionariam.

Ler não é tarefa difícil, ao menos, não deveria ser, pelo contrário, pode ser prazerosa e não deve ser encarada como obrigação, porém necessita de um processo contínuo e perseverante.

Ler todos os dias. Ler e reler , quando possível.

A leitura deve ser construída passo a passo, desde a infância, desde pequeno, desde a creche.

Uma pesquisa realizada pela Instituição Pró-livro afirma que as crianças dos onze aos treze anos são as que mais leem, tendo uma média de 8,5 livros lidos por ano.
A leitura portanto, parte do incentivo e exemplos dos pais que leem e transmitem saber.

Ler enriquece o vocabulário, dinamiza o raciocínio e a interpretação, permite àquele aluno e hábil leitor estar a frente de seus colegas ao escrever uma redação para algum concurso, expor conhecimento de mundo, sair-se bem nas conversas,estar apto para falar sobre assuntos diversos,ser crítico e ter argumentos convincentes.

Não há quem reclame de um livro de mil páginas quando a leitura é prazerosa e envolvente.
Ler é a melhor forma de construir um cidadão com opiniões bem formadas e ciente do mundo que o cerca. Ler é viver outras vidas além da sua, é transpor-se, é transbordar-se de palavras e, ainda assim, achar pouco.

Amanda Lemos
2 compartilhamentos

Tudo que eu mais queria naquele momento era ele comigo. Sentir seu coração batendo próximo ao meu, entrelaçar seus dedos novamente nos meus. Tudo que eu mais queria naquele momento era um último segundo com ele. Ah meu Deus, como eu trocaria todos os meus dias por isso.

Amanda Lemos

Olha, eu te amo. Mesmo. E provavelmente vou amar sempre. Consegue entender isso ? Só que neste momento, eu não gosto mais de você como antes. Sinto muito.

Amanda Lemos

-Nós não nos separamos unicamente por essa briga. Não fazemos mais sentido a um bom tempo...Você consegue entender isso ?

-Mas nós nunca fizemos sentido. Ou melhor, nunca fizemos questão também nenhuma disso.

Amanda Lemos

Eu tinha sonhos loucos que muitas vezes não me deixavam dormir anoite... é...eu não cabia em mim. Eu transbordava.

Amanda Lemos

Dessa vez fui além nas linhas e realmente não consegui conter-me nas palavras. Porém, se quiser arriscar na leitura... ficarei muito feliz.



. Acho que nunca cheguei de fato a desistir. Acho até que a palavra certa não seria essa. As pessoas se cansam, ou melhor , mudam. Se preferem chamar assim.

Não é a toa que dizem que o tempo possui ação lenta mas infalível.
Ah, como o tempo foi cruel com a gente , não é mesmo ?

Não me diga que o difícil é amar quando o outro perde a graça, o charme, os sorrisos espontâneos. Eu lhe digo que as conversas já não são mais as mesmas, e que, infelizmente, os sorrisos não são mais espontâneos, ... simplesmente não mais existem.

Não direi que não tentamos.
Tentamos, a nosso modo.

Talvez não seja o fim, e pelo que vejo, realmente não é.

Para nós, o fim nunca existiu de fato.

Mas alguma coisa ai mudou.

É engraçado pensar que talvez, ...leiam minha hipótese escrita aqui com um monte de risos e vaga-lumes em minha mente, ... é engraçado pensar que quando se gosta tanto de alguém, a ponto de pensar, poxa... será amor, José ? porque né...., é engraçado pensar que gostando tanto de alguém e sabendo que entre essas duas pessoas aja um elo tão grande e inexplicável, se bem me entendem, ... mesmo a distância, as palavras não ditas, as conversas não protagonizadas ou telefonemas não atendidos , entre os dois, ...cada um sabe que mesmo nas caras fechadas , jogo de indiretas e dias sem se falar, nada poderia substituir ou modificar o que havia entre ambos.... ficaria bem guardadinho ali na gaveta do quarto, para que quando voltassem a si estaria sendo novamente o melhor dos melhores, como sempre foi.

Como que se ao brigar com sua mãe você soubesse que mesmo assim você a amaria com todas as artérias do corpo e ela em nenhum segundo desistiria de você.

Perdoem-me pela comparação infame.

Mãe é mãe , oras.

Incomparável.

No entanto, neste momento, só me veio essa mais pura forma de amor a mente.

Como dizem não é mesmo, procuramos na pessoa amada algum resquício de nossa mãe, pois sabemos que
o maior amor que possa existir no universo seria o maternal.

Não dispenso exceções,... no entanto, não desviemos do assunto, certo ?

Os dois nunca foram algo que , vejamos, podemos chamar de ideais ...Ah, mais tudo bem, como diria-me
um grande amigo,o ideal é construído com o tempo.

Passei acreditar nele. Ou melhor, neles.
No tempo e no amigo.

O tempo não é mágico, quem é, mesmo com ilusionismos, afinal ?

Todavia, é surpreendente.
Melhor dizendo, penso que o tempo nada mais é do que o resultado de nossas ações tomadas sob um ponto e julgamento mais maduro, medidas mais cautelosas, e reflexões mais profundas.

Passei a acreditar que sim, ...o ideal de alguém, ou como prefiram chamar, a idealização de alguém pode ser feita com o tempo... ou, convenhamos, podemos dizer que com o tempo passamos a “aprender”a gostar de alguém?

Enfim.

Se alimentaram curiosidade quanto a pergunta, lamento a imaginação , mas será dispensada neste momento.

Não aprenderam a gostar com o tempo.
Foram abruptos.

Egoístas com o tempo e intensos demais para a fagulha permanecer acesa por muito tempo.

Como ia dizendo, ... os dois estariam longe de algo dito como “normais”, ...sentiam um ciúmes incontrolável um pelo outro e cada novo relacionamento que um dos dois tomava era como se fosse um disfarce de algo que queriam tanto conjugarem juntos mais que nunca chegaria a ocorrer, e desanimados de tentar , cada novo relacionamento ia em vão.

Não duravam.

Novas pessoas chegavam mais iam na mesma proporção.

Tinham tantos segredos entre si que as conversas por vezes soava desanimada pois o que haveria mais a se dizer entre ambos ? é certo que não é possível em uma vida ou quiçá em infinitas saber tudo sobre alguém, afinal, temos nossos segredos mais íntimos que duvido que até mesmo nós mesmos saibamos de fato completamente tudo sobre nós mesmos.

Desculpem-me a redundância “nós mesmos” , permiti-me demais nas palavras,... como se estivesse conversando com um amigo em algum bar vazio.

Eis o resultado que inspirações a madrugada podem provocar.

Não quero prolongar mais o texto embora houvesse muitas palavras e histórias a serem contadas.

Não eram um casal.
E talvez nunca chegassem a ser.

Eram o caso não contado, o que não poderia ser dito, ou a falta de reticências.

Eram a exceção.

Nunca fui fã do destino, também não seria "minha cara" essa nova categoria, fã de algo, ... Porém, cada vez mais me esforço a pensar que o universo de tão imenso e estranho que possa ser venha ( ironicamente?) nos reservar alguém em que seu coração, ou simples músculo, como queiram,venha a palpitar só de pensar.

Posso ser uma tola e romântica por pensar assim, mas se quer consigo descrever o que haveria entre os dois...

Harmonia alguma.

No entanto, nunca duvidei ... Eram perfeitos um para outro e se completavam de uma maneira que ninguém
mais poderia explicar.


* Texto escrito por volta das quatro da manhã de uma sexta.

Amanda Lemos
1 compartilhamento

Ninguém nunca sabe qual será seu último pensamento antes de seu último suspiro.

Amanda Lemos

E foi ai que eu percebi , mais uma vez, que desistir nem sempre era uma escolha.

Amanda Lemos

Recebi durantes muitos dias vários e-mails que me pediam para escrever algo sobre o amor, como se fosse algo que pudesse se quer ser dito em palavras já que nós, os(a) sentimentais, colocamos o amor em um patamar tão alto que chega a ser, por vezes, inatingível.



Ah, o amor....
Eu poderia começar dizendo que esse é o sentido pelo qual estamos vivos.
Essa é a essência.

O cintilar de corações, as rosas, as serenatas, as juras de amor.
Mas não.

Tomarei outra vertente que considero como algo que poderia chamar de verdadeiro amor.
Ou será esse o termo certo: “ verdadeiro amor” ? quer dizer que os demais foram falsos, ?
inúteis ? ou funcionaram como uma espécie de aprendizado ? Um gostar amadurecido ? uma paixão estonteante ?



Procuro pensar que só se ama uma vez.
E relutem, xinguem, digam que não, atirem-me pedras.
Só se ama verdadeiramente uma vez.




Para iniciar uma discussão,... o que parece óbvio mas que muita gente não entende é que só pode existir amor quando se é correspondido, recíproco.

Goste de quem goste de você também.

É clichê piegas, sei disso. Porém, há quem crê que os melhores amores são aqueles intensos que faz você não dormir anoite , faz você se desesperar pelo outro, o platônico, o telefone não atendido, ....porque julgam que o amor sobrevive a tudo .

Não !


Como já podem ter visto em uma frase minha: Amor não resiste a tudo. Enche de erva daninha,.Se regar demais inunda e de menos , seca

Isso é “desamor”, ou o “anti-amor”, se é que posso chamar assim.


Amor não foi feito para fazer as pessoas sofrerem, derramarem lágrimas, culpar-se todos os dias, se fosse então onde estaria a lógica da felicidade ? onde estariam os abraços quentes ? onde estariam as saudades ?

Não estariam.

Por favor, peço-lhes que, não confundam o amor dado a um amigo ou o amor de mãe com esse que discutimos aqui.
Digo daquele amor que você entrelaça os dedos no cinema e se prontifica a viver para sempre com a pessoa.

Ame quem curta e ame o seu jeito, suas manias, suas vicissitudes Ame quem ama o jeito com que você a toda hora mexa no cabelo, que ache tão gostoso o seu modo de vestir, ame quem ama estar com você e não trocaria aquilo por nada. Ame quem se importa e sobretudo, quem demostra. Ame quem reconheça seus erros mas acima de tudo não desiste nem em pensamento de você, ame quem lhe ceda a mão e seja seu amparo mais seguro. Ame quem faz seu coração palpitar quando está perto. Ame quem é seu aconchego, casa de vó aos domingos, cafuné de mãe e conversa de pai. Ame quem te tira do sério mas que você não seria capaz de largar por nada. Ame quem fica. Ame quem te ama, e acima de tudo, ame-se primeiro.


É fácil haver amor nos copos gelados, nas festas de fim de ano, nos fins de semana de pura agitação e quem você vê vez ou outra.
O difícil é amar todos os dias, incansavelmente, construir e reconstruir o amor, acordar ao lado da mesma pessoa sem nenhum peso de culpa ou arrependimento, pelo contrário, amar a mesma pessoa todos os dias, mesmo já convivendo tanto com suas manias e erros que são tão nossos.

O difícil é amar após tanta convivência, após alguns desentendimentos.
Garanto que quando um se vai após esse amor verdadeiro o que o outro sentirá mais saudade

são das pequenas brigas por desentendimentos tolos, são das anedotas do outro sem graça mas que deixaram tanta saudade, são os dias cansados mas que o outro se fez presença e serviu de carinho e descanso, sentirão saudade da roupa já meio velha mas que você adorava ver o outro vestindo e que ele vestia só porque sabia que era sua preferida. São dos cafés da manhã, das conversas diárias, e até mesmo dos “ roncos” ao longo da noite, ...porque não ?

Ama-se as pequenas coisas.

As pequenas grandiosas.

E isso é o que verdadeiramente fica, os detalhes que aos olhos dos outros passa despercebido mas para quem sente é o mundo inteiro.

Ama-se as coisas simples que estiveram dia a dia na presença do casal.

Ama-se o que ninguém mais vê ou sente, só os dois.

Amar não é só falar alto, falar muito, “encher a boca” e falar as palavras mais difíceis e eloquentes a” la romeu e julieta”.

Amor também é paciência, respeito.
Amor também é convivência.

Amanda Lemos
1 compartilhamento

Eu sei que desistir é mil vezes mais fácil, e é mesmo, ora essa. Mas sei lá, costumo depositar uma fé enorme nas coisas e nunca duvido que possa dar certo... por que não ? Eu não saberia se não tentasse.

Amanda Lemos