Cartas Românticas

Cerca de 355 cartas Românticas

CARTA PARA O HOMEM QUE MORREU E UM POUCO DE VERDADE VIVA

(...)Eu passo quieta por você, você passa quieto por mim, e eu ainda escuto o barulho que a gente faz.
(...)E você já abalou tanto a minha vida. Que pena, agora você morreu.
(...)Não morre, por favor. Seja ele, seja o homem que perde um segundo de ar quando me vê.
Mas você nunca mais me olhou quase chorando, você nunca mais se emocionou, nem a mim.
Você nunca mais pegou na minha mão e me fez sentir segura. Nunca mais falou a coisa mais errada do mundo e fez o mundo valer a pena.
Eu treinei viver sem você, eu treinei porque você sempre achou um absurdo o tanto que eu precisava de você para estar feliz.
De tanto treinar acostumei.
(...)Eu só queria que ele aparecesse, o homem que vai me olhar de um jeito que vai limpar toda a sujeira, o rabisco, o nó.
O homem que vai ser o pai dos meus filhos e não dos meus medos.
O homem com o maior colo do mundo, para dar tempo de eu ser mulher, transar para sempre. Para dar tempo de seu ser criança, chorar para sempre.
Para dar tempo de eu ser para sempre.
Cansei de morrer na vida das pessoas. Por isso matei você.
Antes que eu morresse de amor. Matei você.
Eu sei que sou covarde. Surpreso? Eu não.

Tati Bernardi

Nota: Trecho da crônica "Carta para o homem que morreu e um pouco de verdade viva".

Carta pra dizer que eu ainda te amo

Eu sei que você detesta quando eu escrevo e foi pro isso que eu decidi me despedir de você. Por saber que você não vai ler. Eu não saberia dizer isso olhando pra dentro de você. Sou covarde, sabe?
Só queria te dizer que você me ofereceu coisas maravilhosas, me ensinou coisas pra vida, me fez sentir viva e me fez viver um grande amor. Ainda não descobri como você chegou, nem como apareceu na minha casa. Tenho absoluta certeza que não te liguei. Também não consigo entender como consegui te fazer permanecer, meu jeito desarrumado não facilita muito meus romances. Você era a estante e eu era aquela montanha de livros empilhados, saca? Mas você ficou e parecia querer continuar, onde até eu teria desistido de tentar arrumar a bagunça.
Eu me apaixonei em cada mensagem, me encantei com tua criatividade. Passados quase três anos, esse encanto apenas aumenta. A distância me leva pra longe, mas o meu bem querer me trazia de volta. Eu sei que sou clichê, como você mesmo diz que todas as garotas são. O equívoco é esse: todas as mulheres apaixonadas são garotas clichês vistas em filmes adolescentes. Mas um dia você vai entender que amor “abobalha” as pessoas.
txt1
Eu dei meia volta algumas vezes, mas nunca te deixei de verdade. Nesse meio tempo, houve rosas, raivas, beijos, mágoas e abraços de urso. Você se tornou meu porto-nada-seguro, mas ensinou que Merthiolate nas feridas não precisa ser mais doloroso. Foi você quem cantou pra mim no telefone quando meu mundo e o de todo mundo que me rodeava tava desabando. Eu tinha que ser forte, mas não era. Você cantou pra mim e de repende ‘A paz invadiu o meu coração. De repente se encheu de paz, como se um vento de um tufão arrancasse meus pés do chão’. Depois de muitos dias doente e tendo que parar no soro, foi você quem me mandou uma mensagem dizendo que anjos não adoecem, mas descansam suas asas pra poder voar novamente e abençoar as pessoas.
Naquele baile, você me tirou pra dançar. Aquelas luzes, os papéis caindo e você comigo. Não poderia ter sido mais perfeito. Seus braços na minha cintura e os meus no teu pescoço, como num laço ou enforcamento desastrado, e eu não conseguia pensar em nada. Nada mesmo. Eu tava ali vivendo, dançando, olhando pra dentro de você e não pensava. Acho que meu modo automático me mantém afastada da solidão e me traz pra perto. Acredito que você não tenha reparado na música que tocava na hora, mas a mulher que cantava, dizia que há mil anos ela vinha amando aquele rapaz e o amaria pelos próximos mil. Abraçada a ti, eu só repirei fundo e me deixei levar.
Queria que você soubesse que estando juntos ou não, você será sempre meu amor. Vou sentir inveja de qualquer mulher que cruzar a minha visão periférica com você e fingir que queria o sapato dela, mas meus olhos, meus cachos, meus lábios e a palpitação não mentem. E prometo seguir teus conselhos. Eu vou conquistar o mundo, pode deixar. Vou descobrir lugares, mundos e outros universos pra imaginar onde a gente poderia ter se amado por mil anos a mais.

E na esperança de te amar eu vou vivendo
a cada dia que renasce
nasce comigo o mesmo sentimento
seu sorriso me guia em sentido à luz
em um caminho escuro o brilho do seu olhar que me seduz
e me reencontrei em você
suas mãos me trouxeram de volta para mim mesmo
quando eu já não sabia mais quem eu era
seu abraço me esquentou
quando meu coração já não tinha mais calor
e assim eu renasço a cada dia
e assim eu vivo
de quase tudo já desisti
de coisas que eu podia ter
que eu podia ser
mas mesmo que o mundo caia sobre nós
que as estrelas se apaguem
eu desistiria de mim de novo
mas não desistiria de você

Calmo e o silencio não incomoda
Contribui com nosso momento
De poemas de amor


Tudo acontece e parece não ter fim
Pelas janelas uma pequena
Entrada do sol
Nos faz enxergar

O nosso amor está acima
De tudo e nossos olhos dizem
Coisas que a boca se cala
Voz baixinha em tom suave

Eu te amo , eu te amo , beijos

Carta ao meu amor (Resposta a Renato Russo. Via Láctea)

Durante todos os segundos desse tempo
Você é a segunda coisa que eu mais quero
Mas se o seu comportamento muda como o vento
Amanhã é outro dia e é por isso que eu te espero

Já estou acostumado a lutar por meus amores
Pois sempre existe um caminho quando tudo está perdido
Sigo firme esse caminho sem pensar nas minhas dores
Pois não quero morrer como se nunca tivesse vivido

Eu já disse e repito
Não me importo como, quando e onde
Me importo apenas em andar ao seu lado
Mesmo que as vezes eu não me sinta acompanhado

Fazer você se apaixonar
Fazer você rir das desgraças da vida
Fazer você mostrar tudo o que sente
É tudo parte de um plano indecente o qual eu chamo de maligno.

Amor escrevo esta carta e me abro
espero que leia e entenda o meu lado!!
eh que venho sofrendo a tanto tempo que nem..
sei por onde começa a explicar oh meu bem...
quando meu olhar tente entender
não tenha pena de mim pelo que vem a saber
não posso mais suporta por isso devo dizer..
garota (o) eu amo vc!!
vc eh como a luz que desnuda as trevaz
eh a paz que abita no momento da guerra..
e não ha nesse mundo beleza maior..
sem vc meu amor pra sempre estarei só
a poesia se confunde com a realidade
pois tudo que te escrevo eh a pura verdade
eh o modo que tenhu pra poder te dizer
garota (o) eu amo vc!!! =D

carta para o futuro

Quando chegares
Sabes o que vai estar a te esperar?
De dia, um amor santo
De noite, um profano
E, depois um amor diferente, cada dia
Para constantemente conviver com a rotina
Quando chegares te receberei com uma menina
Correremos pela casa
Faremos guerra de travesseiros
Mediremos força
Te jogarei no sofá
Colaremos nossos narizes
E, olhos vidrados na felicidade, em carne e osso
Vou dizer algumas coisas no seu ouvido
Depois, aparecerá a mulher que te fascina
...
E, só então, aquela que tu imagina
...
E, chegando, encontrarás segredos pelo chão
Seguindo-os entrarás num templo
Ali, amarás e te libertarás para mais amar
Serás o que sempre quis
Amado, desejado, fruto de um amor desmedido
...
Aí, respirarás.
Porque, só então, começarei a te comtemplar
Pra depois, sentir seu paladar
Seu respirar
Seu pulsar
Seu olhar
Suas vontades
Suas insanidades
Suas manias
...
Então, chegou a hora de eu te mostrar o que é o meu amar
Quando chegar, o amor estará a te esperar
Mas cuidado, o desejo, a paixão, a fascinação que há em mim
Pode, por um descuido, primeiro, lhe recepcionar
É bom se preparar.

Como toda carta de amor termina com promessas ai vão as minhas:
Prometo te amar eternamente ate quando eu existir,Mas cuidado porque isso pode mudar.Mas eu não quero te esquecer, não esqueço as coisas boas que a vida me proporciona.
E prometo por ultimo que se um dia numa dessas voltas que a vida da eu te encontrar eu vou sorrir para você e se você me amou um dia fará o mesmo, e nesse instante o sentimento de saudade vai apertar e vamos nos lembrar como foi bom o tempo que passamos juntos’.
Que as minhas meras palavras possa ser o céu que um dia vai amenizar o teu sentimento de saudade. E como eu já te disse quando precisar de mim procure-me em livros e eu serei as palavras mais belas que ah de te acalmar.

Com amor, de alguém que quer lhe ver feliz e que nunca vai lhe esquecer.

Carta Para O Meu Grande Amor



Esta carta é apenas para deixar registrado o amor que sinto por você.
Quero falar do quanto é bom ser tão amada e amar assim, tão intensamente.
Amo tudo que vivemos, o gesto simples de quando segura as
minhas mãos, teu sorriso espontâneo ao me olhar,
as pequenas coisas que compartilhamos, como por exemplo
o que fizemos durante o dia.
Te amo porque me respeita, me ouve, e mesmo quando
não concorda com minhas ideias, me compreende e me apoia.
Você aceita quem eu sou, e nunca pediu que eu mudasse.
Aos seus olhos minhas imperfeições desaparecem,
e tenho em relação à você esse mesmo sentimento,
de te amar por completo, te valorizando pelo imenso coração
que possui, e que demonstra me amar.
Você é a melhor coisa que me aconteceu, é o ar que eu respiro,
é a melhor parte do meu mundo.
Você é especial e essencial, que estas palavras te deem a certeza
da grandeza que é o amor que sinto por você,
mas esteja certo que é muito maior do que consigo expressar.
Prometo que deixarei esses sentimentos em local seguro,
preservando para sempre nosso grande amor.

CARTA PARA MINHA FUTURA SOGRA

Querida e amável progenitora do meu amor.

Meu amor por seu filho chegou a tal ponto que eu, sua querida e tão amável nora resolveu escrever essa tal carta. Não que escrever seja chato, mas, escrevê-la para ti é aterrorizador.
Nós noras, queridas e amáveis sempre temos medo do mais improvável amor, amor da mãe do namorado. Mas olha bem, Sou diferente e para demonstrar tal carinho e admiração pela senhora( não sei se gosta que a chame assim, mas meus pais me ensinaram que devo chamar todas pessoas mais velhas que eu de senhor/senhora) vou cobri-la de elogios.
Que doçura, inteligência e perspicácia. Seu filho deve ter puxado teu amor incondicional e sua inteligência, e com certeza esse sorriso lindo que coloca no rosto mesmo quando triste.
Não entendo o porquê de tanta rivalidade entre nossa espécie. Não quero competir com teu amor. Jamais competiria, já que no mundo foi a razão da vinda do amor mais precioso: seu filho.
Só queria te dizer que foi abençoada por Deus por trazê-lo a mim. Que missão divina. E sei que quando ele nasceu foi uma festa. Deve ter sido cansativo os noves meses, ter engordado alguns quilos, inchado os pés, vermelhidão no nariz e de mulher para mulher aquelas estriasinhas e celulites(que isso sim são o terror).

Mas sei que quando ele nasceu você chorou. E eu ainda sogra, não sei o que é amar um filho, ainda não tenho. E quando eu e seu filho tivermos os nossos saberei que seu amor por ele é absoluto e supremo.
Não tirarei sua razão de tentar nos corrigir a cada falha nossa, porque sei que foi difícil levar a escola, educar e mostrar o quão terrível o mundo é.
Sei que talvez não foi uma criança tão fácil ou parecida com as outras. Crianças tem seus defeitos e sei que a correção era sempre com amor, ou talvez com severidade uma severidade amorosa.

Bem, muita coisa aconteceu. E sei que seus conselhos foram supremos, e um deles foi para se relacionar com uma boa pessoa e seguir seu coração.
E aqui entra EU, eu que cheguei agora, e ainda me pergunto por que ele se apaixonou por mim.
Lembra aquele conselho que deu que merecia alguém parecida com ele, acho que nem tudo vai se encaixar. Me pergunto sempre o que o fez gostar de mim, com uma mãe tão incrível, ele deve ter comparado nossos sorrisos. Estou desconfiada disso.
Mas deixemos de blá blá blá e falemos o que interessa. Eu talvez não seja a nora que pediu pra Deus. Tenho uns defeitinhos de fábrica, o tempero da comida é uma questão. Não possuo o dom divinal de tão delicadas mãos, e desejo que seu filho aprecie da mesma forma a nossa diversidade gastronômica. Mas pensa bem, quando tiver a tua idade quem sabe ficarei a páreo.

Olha, eu sou um bom partido também, sei que o mima com muito amor. Mas como tivemos uma educação de pura bondade seremos perfeito um ao outro. Mamãe diz que sou inteligente, bonita, talentosa, criativa e todos atributos que diz que seu filho tem. E, como mães não mentem, olha só: somos tão perfeitos um para o outro que somos iguais.
Pode deixar sogrinha que eu o mimarei na mesma quantidade, muito amor. Só não sei se terei a mesma paciência quando deixar os sapatos na sala, e a toalha em cima da cama. Ou procrastinar a instalação da lâmpada e do chuveiro por meses.

E nem sempre sogra amada, irei consentir com os erros do seu filho, estarei ao lado dele em todos os momentos o ajudando sempre, nem que pra isso discutamos nossa relação para que cada dia fique melhor e harmoniosa. Porque depois sempre terão beijos e outras coisas que não falarei por zelar da boa imagem, e muito carinho. Tudo ficará melhor depois disso.
Não precisa se preocupar comigo, não tirarei seu lugar e nem você o meu! Que maravilha, assim dividiremos inteiramente o coração dele de formas diferentes.

Sei que se preocupará quando ele estiver doente, mas olha que perfeito nem precisa se preocupar com chás, nasci com dom de cuidar, sei levar ao médico dar remédios e cuidar com amor. Nem precisa ficar cobrando tanto, ainda bem porque assim ficará mais relaxada e descansará melhor sua beleza.

Teu filho será sempre seu, e eu tentarei que ele seja meu pra sempre. Só peço que nos ajude e não nos separe.
Eu também sou uma boa filha, podemos conversar por horas, falarmos de roupas, futilidades, lugares, comidas e tudo que há de bom na vida. E olha bem, não tiro seu filho da sua vida e você me adota como sua filha. Pronto! Família feliz.

Eu serei grata pra sempre se tudo caminhar assim, lindas e amáveis. E que meus filhos, seus futuros netos tenham a mesma admiração que eu e seu filho temos pela senhora.

Com amor de sua ETERNA e amável nora♥

CARTA DE QUEM CANSOU DE AMAR SOZINHA

Sabe, a gente demora para cansar, porque o amor, por mais urgente que seja, ele é paciente. Ele nos pede calma e a gente ouve, a gente quer que fique tudo bem, a gente quer a pessoa do nosso lado a qualquer custo.

Quando eu falo que cansei de amar sozinha, não é porque você necessariamente não me amava, eu não sei o que passa dentro de você, eu achei que sabia.

Eu cansei de amar sozinha, quando percebi que eu falava de forma detalhadas de algum acontecimento e ser respondida de forma seca, fria e desatenciosa. Eu cansei de amar sozinha quando percebi que eu fazia de tudo para estar ao seu lado, desmarcava compromisso, quando você sequer se esforçava para me ver. Quando eu falo de cansar de amar sozinha, é sobre não ver a retribuição de uma atenção que é necessária.


Eu sentia que amava sozinha quando não via retorno no que eu fazia, no que eu dava, no que eu sentia. E eu sei que não é certo esperar muito, mas o certo nem sempre é tudo que sabemos fazer. E com relação ao amor, não tem como não esperar, porque o amor é troca, seja de beijos ou de energia. Seja de força ou de segurança.
Eu estava cansada de carregar tudo o que eu sentia e chegou um dia que eu não queria mais te dar o amor que eu tinha, comecei acreditar que você não merecia.

Eu fui vencida pelo cansaço, tentei tudo que pude, todas as formas e frases de psicologia positiva eu usei, mas não adiantou. Eu tentei entender que esse era seu jeito, que essa era sua forma de amar, mas aí eu percebi que mesmo que essa fosse sua forma de amar, ela me doía bastante. Sendo assim, eu não podia aceitar sua forma de amar, eu sei que parece egoísmo, mas acho que nada que fazemos para ficarmos felizes e bem consigo mesmo, é egoísmo.

O importante agora é saber que eu te amei, fiz minha parte, se foi sozinha ou não, isso já não importa. O que importa é que eu fiz e amei tudo que eu pude, para algumas pessoas isso não é e o bastante. Talvez ninguém saiba te amar tanto como eu, nem em eu amor conjunto, nem em um amor sozinho.

(Lua Teles Pacheco)

Todas as Cartas de Amor são Ridículas

Todas as cartas de amor são
Ridículas.
Não seriam cartas de amor se não fossem
Ridículas.
Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
Como as outras,
Ridículas.

As cartas de amor, se há amor,
Têm de ser
Ridículas.

Mas, afinal,
Só as criaturas que nunca escreveram
Cartas de amor
É que são
Ridículas.

Quem me dera no tempo em que escrevia
Sem dar por isso
Cartas de amor
Ridículas.

A verdade é que hoje
As minhas memórias
Dessas cartas de amor
É que são
Ridículas.

(Todas as palavras esdrúxulas,
Como os sentimentos esdrúxulos,
São naturalmente
Ridículas.)

Essa não é mais uma carta de amor, são pensamentos soltos traduzidos em palavras:

Toda pessoa precisa de motivos para seguir em frente.
Meu motivo é você, tudo que faço é pensando em você.
Só penso em te dar carinho e te fazer sorrir mesmo me passando por bobo.
Não quero te assustar com o que sinto por você pois ainda não cosegui saber porque estou tão dependente de você.
Quando puder dizer o que sinto espero poder ser retribuído com o mesmo sentimento,
Pois só assim poderei me entregar totalmente a você de corpo e alma.

⁠Carta Aberta a Vincent van Gogh

Eu não sei como se escreve uma carta de amor, todas as que já escrevi foram direto para o lixo, seja quando jogadas pelo remetente, seja quando recusadas pelo destinatário, mas essa carta eu sei como se escreve, porque esta não é uma carta de amor, é uma carta de angústias, e estas cartas eu conheço bem. Eu não vou te pedir que me envie materiais para minhas pinturas, nem vou dizer que em Arles a vida tem mais cor, eu vou me redimir, vou me redimir por ter o peito quase tão dolorido quanto o seu, mas não poder fazer nada para impedir aquela bala, que dói também em mim, porque o tempo é cruel e eu não posso atrasar o relógio em um século ou mais. Mas também vou te agradecer, te agradecer por fazer através de sua arte, o que ninguém ao meu lado poderia fazer por mim. Você não é como eles, e nem poderia ser, porque no mundo são poucos aqueles cujo o coração sabe fazer mais do que apenas bater.
Sempre sua.

CARTA AO MEU AMOR

Meu amor estou aqui para expressar em pequenas palavras o que sinto por você e dizer o quanto nosso namoro está me fazendo muito bem.
Quero expressar todo o meu entusiasmo, por você ser tão perfeito, tão maravilhoso e tão carinhoso comigo.
Relembro cada dia de nosso namoro e o que parecia ser uma simples atração, foi crescendo e se alimentando quando percebi já senti que é amor pra valer.
Meu Anjo passo o dia pensando em você e nas noites também e fico me perguntando como faço pra estar com você.
O que eu sinto não tem como se comentar e sim demonstrar, os dias vão passando e eu claro sempre carinhosa fico mais apegada ao seu chamego e sem precisar me entender do se passa em mim.
Quero que nosso amor dure mais dure para todo sempre, com fidelidade, simplicidade, afeto, carinho e atração um pelo o outro.
Amar-te e algo inexplicável pra mim, nem sei como ressaltar sobre essa questão, pois para te conquistar foi fácil e te amar melhor ainda, mas para ter você meu amor foi muito mais rápido do que imaginava.
Esse amor intenso e profundo que está dentro de nós se expandi a cada momento que estamos juntos, cada tempo, minuto, segundo passado com você me faz crescer mais e mais e me faz sentir uma pessoa mais renovada, mais envolvida, mais crescida, mais menina-mulher, é mesmo né tudo isso envolve nosso romance, nosso caráter de ser um e o outro.
Você não imagina tudo que sinto, pois amor não dá pra ser visto, só dá pra ser sentido, Escrevo estas palavras com os dedos no teclado,mas com o coração pulsando, pulsando muito, e cada vez que penso em você, te sinto ao meu lado...
Esse jeito tão maravilhoso de ter você extremamente só pra mim e eu só pra você, é saber que eu sou a única na sua vida, e não precisar dividir você amor com ninguém.
Lembro-me de como nos conhecemos de como foi tão especial aquele momento, do nosso primeiro abraço e aperto de mão com direito a beijinho no rosto, dos nossos encontros junto com os amigos, e de como você me protegeu e me protege até hoje em todos os lugares.
Lembro também do nosso primeiro beijo apaixonante em que você me deu de surpresa, pois foi complicado em rolar, mas até q fim né rolou..
Embora meu amor eu saiba às vezes brigamos, mas talvez isso aconteça para que possamos compreender um e o outro, para que possamos desenvolver melhor um relacionamento a dois, pois é assim que percebemos e sentimos o quanto o amor pode ser maior do que imaginamos.
Você é amigo, você é amor, você para mim é tudo! Você é muito especial para mim, quero que saiba disto, pois eu falo lá do fundo do meu coração onde o há um espaço reservado somente pra você.
Todos os momentos que estamos passando juntos são simplesmente perfeitos e ainda vamos ter mais outros momentos agradáveis juntos.
Meu coração bate aceleradamente quando te vires ou ao estar perto de você.
Mas eu quero é dizer que te amo... E muito, hoje e sempre.

Carta de amor

A coruja traz o belo recado
Versado dos sentimentos cuja
Alma escreve com plena calma

Uma carta de sua união
Senão a mais farta
Emociona muito e menciona

Quanto é grande o amor
Fervor de riso e de pranto
A razão de sua salvação

Diz que por toda a vida
Querida, serás muito feliz
No ardor eterno do amor.

Carta à um amor impossível

Recebi tua carta, - e ainda sob o peso
da emoção que me trouxe, eu te escrevo, surpreso,
reavivando na minha lembrança esquecida
certos traços sem cor de uma história perdida:
- falo dos poucos dias que passamos juntos...

Tão longe agora estas Quantos belos assuntos,
a que eu não quis, nem soube mesmo dar valor,
relembras com um estranho e desvelado amor...
Tua carta é tão doce, e tão cheia de cores
que, dir-se-ia a escreveste com o mel que há nas flores,
sobre o azul de um papel tão azul, que o papel
faz a gente pensar num pedaço de céu!
Impregnado nas folhas chegou até mim,
um perfume sutil e agreste de jasmim
e um pouco do ar sadio e puro de montanha!

Estranha a tua carta, inesperada e estranha!

Deixas nas minhas mãos a tua alma confiante,
ante a revelação desse amor deslumbrante
e abres teu coração, num gesto de ansiedade,
sob a opressão cruel de uma imensa saudade.
Dizes que só por mim tu vives, - que a tristeza
é a companheira fiel que tens por toda parte,
e me falas assim com tamanha franqueza
que eu nem sei que dizer receando magoar-te!
Não compreendo esse amor que revelas por mim
nem mereço a ternura e o enlevo sem fim
de um só trecho sequer de tudo o que escreveste,
- por exemplo, - de um trecho belo e bom, como este:


"Teu olhar é o meu sol! Vivo da sua luz!
- e mesmo que esse amor seja como uma cruz
eu o levarei comigo em meu itinerário!
e o bendirei na dor ascendendo ao Calvário!
Sem ele não existo; e sem ti, meu destino
será vazio, assim como o bronze de um sino
que ficou mutilado e emudeceu seus sons
na orquestra matinal dos outros carrilhões!
Quero ser tua sombra até, - e quando tudo
te abandonar na vida, e o frio, e quedo, e mudo,
encerrarem teu corpo em paz sob um lajedo,
eu ficarei contigo ao teu lado, sem medo,
e sozinha e sem medo eu descerei contigo
oh! meu único amor! oh! meu querido amigo!
- para que os nossos corpos juntos, abraçados,
fiquem na mesma terra em terra transformados!"


Escreves tudo assim, - e eu nem sei que te diga
nesta amarga resposta, oh! minha pobre amiga!


Tarde, tarde demais... Bem me arrependo agora
do amor que te inspirei, daquele amor de outrora
que eu julgava um brinquedo a mais em minha vida
e a quem davas tua alma inteira e irrefletida...
Releio a tua carta, e confesso que sinto
o ter-te que falar sobre esse amor extinto,
um prelúdio de amor que ficou sem enredo
e que só tu tocaste em surdina, em segredo...


Dizes que o que eu mandar, farás... e que és tão minha
que mesmo que não te ame e que fiques sozinha
bastará para ti a lembrança feliz
dos dias de ilusão em que nunca te quis!
E escreves, continuando essa carta que eu leio
com uma vontade louca de parar no meio:


"Minha vontade é a tua! E meu destino enredo
no teu!... És o meu Deus! Teu desejo é o meu credo!
Creio na tua força e no teu pensamento,
e nem um só segundo e nem um só momento
deixarei de seguir-te aonde quer que tu fores,
seja a estrada coberta de espinhos ou flores,
te aureole a fronte a glória e te sirva a riqueza
ou vivas no abandono e sofras na pobreza!
Serei outra Eleonora Duse, e te amarei
com um amor infinito, sem razão nem lei.
Tu serás o meu Poeta imortal, - meu Senhor,
a quem entregarei minha alma e o meu amor!

Creio na tua força e no teu pensamento!
- faço dela um arrimo, e tenho nele o alento
da única razão que dirige meus atos;
- é a lógica fatal das cousas e dos fatos!
Orgulho-me de ser a matéria plasmável
onde o teu gênio inquieto, e nervoso, e insaciável,

há de esculpir uma obra à tua semelhanças!
Junto a ti sou feliz e me sinto criança
curiosa de te ouvir, fascinada e atraída
pela tua palavra alegre e colorida!
E se falas da vida ou se o mundo desvendas
os assuntos ressoam na alma como lendas
e tudo é novo e é belo, e tudo prende e atrai,
de um simples botão que se abre a um pingo d'água que caí.

Há em tudo uma alma nova! Há em tudo um novo encanto!
Tantas vezes te ouvi! E sempre o mesmo espanto
quando tu me dizias, que era tarde, era a hora
em que eu ia dormir em que te ias embora...
Muitas vezes, deitada, - eu rezava baixinho
uma prece que fiz só para o meu carinho:


com meus beijos de amor matarei tua sede,
com os meus cabelos tecerei a rede
onde adormecerás feliz, imaginado
que é a noite que te envolve e te embala cantando;
formarei com os meus braços o ninho amoroso
onde terás na volta o almejado repouso;

minhas mãos te darão o mais terno carinho
e julgarás que é o vento a soprar de mansinho
sussurrando canções e desfeito em desvelos
a desmanchar de leve os teus claros cabelos!
No meu seio, - que a uma onda talvez se pareça,
recostarei feliz, enfim, tua cabeça,
e nada, nenhum ruído há de te perturbar!
- meu próprio coração mais baixo há de pulsar...
Quando o sol castigar as frondes e as raízes
com o meu corpo farei a sombra que precises,
e se o inverno chegar, ou se sentires frio,
em mim hás de achar todo o calor do estio!

Não te rias, - bem sei que te digo tolices,
mas ah! se compreendesses tudo, ou se sentisses
a alegria que sinto ao te falar assim,
talvez que não te risses, meu amor, de mim...
Isto tudo, - é obra apenas da fatalidade,
- quando o amor é uma doença e é uma febre a saudade."

Tua carta é uma frase inteira de ternura,
como uma renda fina, cuja tessitura
trai a mão delicada e a alma de quem a fez
Ela é bem a expressão da mulher, que uma vez...
(mas não, não recordemos estas cousas mais,
- para o teu bem, deixemos o passado em paz
se o não posso trazer num augúrio feliz
para a prolongação de um sonho que eu desfiz...)

Tua carta é o reflexo da tua beleza,
e há no seu ofertório a singela pureza
desse amor que te empolga e te invade e domina!
(Uma alma de mulher num corpo de menina!)
Reli-a muito, a sós... - Mais adiante tu dizes,
com esse místico dom das criaturas felizes:


"Amo, para a alegria suprema e indizível
de humilhar-me aos teus pés tanto quanto possível,
e viverei feliz, como a poeira da estrada
se erguer-me ao teu passar, numa nuvem dourada
cheia de sol e luz, - nessa glória fugaz
de acompanhar-te os passos aonde quer que vás!
Não importa que eu role depois no caminho,
não importa que eu fique abandonada e só,
- quem nasceu para espinho há de ser sempre espinho!...
- quem nasceu para pó, há de sempre ser pó!"


Faz-me mal tua carta, muito mal... Receio
pelo amor infeliz que abrigaste em teu seio,
e uma angústia mortal me oprime e me castiga,
deixa que te confesse, oh! minha pobre amiga!


Não pensei... Não pensei que te afeiçoasses tanto,
nem desejava ver a tristeza do pranto
ensombrecer teus olhos... Quando tu partiste,
não compreendia bem por que ficaste triste
nem quis acreditar no que estavas sentindo...
Hoje, - hoje eu descubro que o teu sonho lindo
era mais do que um sonho, - era mesmo, em verdade
uma grande esperança de felicidade!

Me perdoarás no entanto... ah! não fosses tão boa!
E eu insisto de joelhos a teus pés: - perdoa!
Se eu soubesse, ou se ao menos eu adivinhasse
o que não pude ver além de tua face
e o que não soube ler velado em teu olhar,
não teria deixado esse amor te empolgar...

Perdoa o involuntário mal que te causei!
A carta que escreveste, e há bem pouco guardei,
um grande mal também causou-me sem querer:
- é bem rude e bem triste a gente perceber
que encontrou seu ideal, - o seu ideal mais belo,
- e o destruir, tal como eu, que agora o desmantelo!
É doloroso a gente em mil anos sonhá-lo
e inesperadamente ter que abandoná-lo!

Se algum amor eu quis, esse era igual ao teu
que tudo me ofertou e nada recebeu;
ingênuo e puro amor, simples, sem artifícios,
capaz como bem dizes "de mil sacrifícios,
e de mil concessões, chorando muito embora,
só para ver feliz o ente que quer e adora!"

E pensar que isso tudo que tu me ofereces:
-teu raro e imenso amor, teus beijos tuas preces,
a tua alma de criança ainda em primeiro anseio;
e o teu corpo, onde a forma ondulante do seio
não atingiu sequer seu máximo esplendor;
tua boca, ainda pura aos contatos do amor;
- e dizer que isso tudo, isso tudo afinal
que era o meu velho sonho e o meu maior ideal,
abandono, desprezo, renuncio e largo
com um gesto vil como este, indiferente e amargo!

Enfim, já estás vingada... E porque ainda és criança
há de este falso amor te ficar na lembrança
como uma experiência... (a primeira vencida
das muitas que talvez ainda encontres na vida... )

E um dia então... - quem sabe se não será breve?
- descobrirás na vida aquele amor que deve
transformar teu destino e realizar teu sonho...
Antevendo esse dia de festa, risonho,
comporei, como um véu de noiva, para as bodas,
a mais bela poesia, a mais bela de todas...
(... Recebendo-a, dirás, esquecida e contente:
- "quem teria enviado este estranho presente?")

Sé feliz, minha amiga ... eu me despeço aqui...
Lamento o meu destino, porque te perdi
e maldigo esta carta pelo que ela diz...
Não chores, - porque eu sei que ainda serás feliz...

E que as lágrimas de hoje, - enxuguem-se ao calor
de um verdadeiro, eterno e imorredouro amor!

P. S. - Sê feliz. Amanhã tudo isto será lenda ...
E pede a Deus, por mim, - que eu nunca me arrependa...

(do livro " Eterno Motivo " - 1943)

⁠Carta de despedida de um amor que não aconteceu.

Eu gostaria de te dizer um até logo, mais o tempo voa e já tenho um longo caminho percorrido não posso mais esperar, não sei até quando irei suportar! “Procuro um amor que seja bom pra mim, vou procurar eu vou até o fim”... Por isso prefiro te dizer adeus e não criar expectativas. Vou sentir saudades! É estranho falar assim... Sentir saudades do que não vivi, foram poucos momentos juntos e apenas nos beijamos... Arrependo-me de não termos feito amor, fico olhando tuas fotos, fecho os olhos e imagino seu corpo junto ao meu... Imagino o quanto seria bom deitar em teu peito, sentir teu cheiro, teus abraços e beijos quentes! Pena que nosso tempo acabou quero agora te esquecer e seguir minha busca! Seja feliz, encontre alguém pra ficar pra sempre ao seu lado!

Adeus!

Uma carta para um antigo amor.

Eu sei que apesar de muito tempo, eu já não deveria sentir as mesmas coisas por você. Também sei que se fosse pra dizer algo, eu teria coragem e diria na sua cara. Mas você me conhece, sabe como a minha timidez me atrapalha um pouco demais. Eu não deveria escrever sobre alguém tão longe da minha realidade, um alguém que eu sei que hoje, já não faz mais do meu presente e sim do meu passado. Eu só queria poder escrever mais do que eu sinto aqui no meu coração, mas é impossivel falar além disso, meu coração já não da mais pistas sobre o que ele sente, e eu estou cada dia mais confusa, e atordoada com toda essa história. Oras, o que a tola aqui está fazendo? Você nem deve mais lembrar de mim, tanto tempo passou, e você me ignorou. Eu só queria que um dia, você lesse tudo o que eu escrevi pra você, com a finalidade de tentar te esquecer.. ou só pra poder ter você bem mais perto do meu coração.

Beijos da sua eterna namorada.

quem nunca trocou bilhetinhos no meio da aula? quem nunca fez uma carta de amor? quem nunca escutou a mesma música mais de dez vezes? quem nunca recortou fotos da banda favorita? quem nunca pegou pedrinhas na praia? quem nunca manchou a blusa de catchup, quem nunca escreveu seu nome junto do de alguém numa folha de caderno? quem nunca quis voltar no tempo? quem nunca teve vontade de gritar enquanto todos acham que você está bem? quem nunca ficou fazendo planos, deitado na cama antes de dormir ? quem nunca leu e releu um histórico de MSN e lembrou como se fosse na hora ? quem nunca viu umα foto e pensou como seriα se você estivesse la ? quem nunca falou alguma coisa e se arrependeu depois ? quem nunca teve um sonho perfeito e ficou puto de ter acordado ? quem nunca ouviu uma música e lembrou de alguém ? quem nunca se iludiu ? quem nunca teve vontαde de sumir e só voltar quando tudo estivesse bem ? quem nunca amou e não foi correspondido ? quem nunca passou por momentos tão bons, que parecem mentira?

é,



é a vida.