Stanislaw Ponte Preta

Encontrados 16 pensamentos de Stanislaw Ponte Preta

A prosperidade de alguns homens públicos do Brasil é uma prova evidente de que eles vêm lutando pelo progresso do nosso subdesenvolvimento.

Stanislaw Ponte Preta
928 compartilhamentos

Basta ler meia página do livro de certos escritores para perceber que eles estão despontando para o anonimato.

Stanislaw Ponte Preta

Homem que desmunheca e mulher que pisa duro não enganam nem no escuro.

Stanislaw Ponte Preta
55 compartilhamentos

Lavar a honra com sangue suja a roupa toda.

Stanislaw Ponte Preta
21 compartilhamentos

O marido enganado é um homem que se engana a respeito da mulher que o enganou.

Stanislaw Ponte Preta
108 compartilhamentos

Pelo jeito que a coisa vai, em breve o terceiro sexo estará em segundo.

Stanislaw Ponte Preta
14 compartilhamentos

Política tem esta desvantagem: de vez em quando o sujeito vai preso em nome da liberdade.

Stanislaw Ponte Preta
73 compartilhamentos

Rabo e conselho só se deve dar a quem pede.

Stanislaw Ponte Preta
46 compartilhamentos

Se o Diabo entendesse de mulher, não tinha rabo nem chifre.

Stanislaw Ponte Preta
295 compartilhamentos

Uma feijoada só é realmente completa quando tem uma ambulância de plantão.

Stanislaw Ponte Preta
15 compartilhamentos

A mulher ideal é sempre a dos outros.

Stanislaw Ponte Preta

A Velha Contrabandista

Diz que era uma velhinha que sabia andar de lambreta. Todo dia ela passava pela fronteira montada na lambreta, com um bruto saco atrás da lambreta. O pessoal da Alfândega - tudo malandro velho - começou a desconfiar da velhinha.

Um dia, quando ela vinha na lambreta com o saco atrás, o fiscal da Alfândega mandou ela parar. A velhinha parou e então o fiscal perguntou assim pra ela:

- Escuta aqui, vovozinha, a senhora passa por aqui todo dia, com esse saco aí atrás. Que diabo a senhora leva nesse saco?

A velhinha sorriu com os poucos dentes que lhe restavam e mais outros, que ela adquirira no odontólogo, e respondeu:

- É areia!

Aí quem sorriu foi o fiscal. Achou que não era areia nenhuma e mandou a velhinha saltar da lambreta para examinar o saco. A velhinha saltou, o fiscal esvaziou o saco e dentro só tinha areia. Muito encabulado, ordenou à velhinha que fosse em frente. Ela montou na lambreta e foi embora, com o saco de areia atrás.

Mas o fiscal desconfiado ainda. Talvez a velhinha passasse um dia com areia e no outro com muamba, dentro daquele maldito saco. No dia seguinte, quando ela passou na lambreta com o saco atrás, o fiscal mandou parar outra vez. Perguntou o que é que ela levava no saco e ela respondeu que era areia, uai! O fiscal examinou e era mesmo. Durante um mês seguido o fiscal interceptou a velhinha e, todas as vezes, o que ela levava no saco era areia.

Diz que foi aí que o fiscal se chateou:

- Olha, vovozinha, eu sou fiscal de alfândega com 40 anos de serviço. Manjo essa coisa de contrabando pra burro. Ninguém me tira da cabeça que a senhora é contrabandista.

- Mas no saco só tem areia! - insistiu a velhinha. E já ia tocar a lambreta, quando o fiscal propôs:

- Eu prometo à senhora que deixo a senhora passar. Não dou parte, não apreendo, não conto nada a ninguém, mas a senhora vai me dizer: qual é o contrabando que a senhora está passando por aqui todos os dias?

- O senhor promete que não "espáia"? - quis saber a velhinha.

- Juro - respondeu o fiscal.

- É lambreta.

Stanislaw Ponte Preta
24 compartilhamentos

Às vezes eu tenho a impressão de que meu anjo da guarda está gozando licença-prêmio.

Stanislaw Ponte Preta

Imbecil não tem tédio.

Stanislaw Ponte Preta
15 compartilhamentos

O sol nasce para todos. A sombra para quem é mais esperto.

Stanislaw Ponte Preta
70 compartilhamentos

Nem todo rico tem carro, nem todo ronco é pigarro, nem toda tosse é catarro, nem toda mulher eu agarro.

Stanislaw Ponte Preta