Pablo Massolar

Encontrados 14 pensamentos de Pablo Massolar

O tempo resolveu dar um tempo de si mesmo...
Pobre coitado do tempo... Perdeu tempo!
O tempo ficou sem tempo para mais nada.

O tempo não desconfiava que
sem tempo não há tempo para a esperança,
que precisa de tempo para esperar.


O tempo, sem tempo ficou até que resolveu, em tempo,
dar um tempo ao que mais precisava de tempo:
ele mesmo, o tempo.


Quem vive sem tempo, como viveu o tempo sem tempo,
Igualmente vai perder tempo se não tiver tempo para esperar.
O tempo não pode viver sem tempo.

O tempo é senhor dos sonhos e acompanhante das esperas.
O tempo tudo cura, até a falta de tempo que não tenha mais cura.
O tempo vira tempo a tempo e a fora de tempo.

Há tempo para todas as coisas!
Há tempo para quem não quer perder tempo!
Há tempo para quem quer dar tempo!

Com tempo ou sem tempo, mas a tempo,
encontre tempo para devolvê-lo ao tempo.
Meu tempo acabou. Obrigado por seu tempo!

Pablo Massolar

Nem sempre dá para saber porque sofremos tanto. A explicação mais próxima que resulte em um leve conforto é que ele, o sofrimento, sempre vem para promover o nosso crescimento.
São tempos de tratamento para alcançarmos maturidade e fé, mas isto não explica tudo e, existencialmente, resolve quase nada.
A grande verdade é que dificilmente entenderemos porque Deus faz algumas coisas que não aceitamos. Mas o único jeito de vencer, superar as crises da vida e da fé, encontrar provisão e abrigo certo, é render-se ao amor que Ele mesmo já nos ofereceu na Eternidade, antes da fundação dos mundos.

Pablo Massolar

Entendi que para ter sol, não é preciso não ter nuvens...
Que para voar, não é preciso ter asas...
Que para sonhar, não é preciso dormir...
Que para querer, não há limites...

Entendi que para cantar, não precisa ser afinado...
Que para saber, nem sempre precisa perguntar...
Que para ter fé, não é preciso explicar...
Que para chorar, não é preciso doer...

Entendi que para dizer, não basta falar...
Que para sentir, basta um coração...
Que para beijar, pode ser com os olhos...
Que sorrir, pode começar de uma lágrima...

Entendi que, contra toda lógica, o tempo pode parar...
Que para sempre, pode ser dois segundos ou menos...
Que para agir, pensar pode travar...
Que para viver, não é preciso ter tempo...

Entendi que estar não é o mesmo que ser...
Que para conquistar, às vezes só depende da espera...
Que derrubar, pode ser construindo...
Que para chegar, correr pode atrapalhar...

Entendi que não preciso entender tudo...
Que para ser feliz, não preciso de bons motivos...
Que para fazer calar, não é preciso ter razão...
Que ter medo, pode ser com muita coragem...

Entendi que paradoxo tem outro lado ou não...
Que para ser maluco, não precisa ser da cabeça...
Que para ganhar, pode ser perdendo...
Que cobrar, pode ser a forma de perder tudo...

Entendi que perdoar todo dia é o mínimo para ser perdoado também...
Que para ser eu mesmo, preciso me colocar no lugar do outro...
Que para fazer um amigo, não é preciso ser um outro eu...
Que persistir, é o jeito de encontrar o caminho...

Entendi que a distância é um conceito nada matemático...
Que para se estar longe, pode ser de mãos dadas...
Que para ficar perto, só é preciso imaginar...
Que para amar, não precisa de mais nada...

Pablo Massolar
11 compartilhamentos

Não quero mais amar! Amar... de amar sozinho,
sonhar sozinho, acreditar sozinho, não quero mais.
Se é para sentir-se só, tendo alguém ao meu lado,
prefiro seguir só, o meu caminho emaranhado.

Quero um amor sim, mas de ficar juntinho,
de conversar baixinho e falar engraçadinho.
Quero um amor, daquele que nasce lentamente,
cresce de coisas simples e ama teimosamente.

Quero um amor de tocá-la e sentir o tempo parar,
Tomar-lhe um beijo e descobrir que posso voar.
Quero um amor de fazer a pele arrepiar
e o coração pular.

Quero um amor, mas daquele que queira amar também,
e tão bem me faça, que me queira até cento e oitenta anos.
Não por egoísmo, nem por conformismo,
muito menos por engano.

O que eu não quero, nunca mais, é aquele tipo de amor superficial.
O amor que eu quero é daquele de prestar atenção em gestos banais,
Descobrir segredos e trejeitos que só eu saberei decifrar.
Pelo simples fato e por todos os fatos de só ela me cativar.

Pablo Massolar
16 compartilhamentos

O amor é a arte de se equilibrar entre o poder e o perder.

Pablo Massolar
Inserida por pablomassolar

Meu amor não depende da flor,
agüenta a dor,
inventa calor.

Meu amor, às vezes quer se perder,
volta a doer,
quase deixa de crer.

Meu amor também se engana,
mas ama,
mais ama.

Meu amor enfrenta a morte,
não foge,
é forte.

Meu amor busca o que é bom,
se afina no tom,
revive teu dom.

Meu amor não descansa,
vira dança,
aviva a lembrança.

Meu amor sempre volta a querer,
jamais deixa de ser,
por amar você.

Pablo Massolar
Inserida por pablomassolar

Eu chorei e você sorriu...
Sorriu tão bela, tão só...
que o meu só virou nó dos nossos sós a dois.
Pedi a Deus um carinho no coração
E você sorriu novamente.
Sorriu tão bela, tão minha desta vez...
Que já não sei mais não ser carinho.
Eu cantei desafinado e você sorriu...
Sorriu sabendo que era tua a canção,
Que a canção virou convite,
Virou pedido e você sorriu dizendo “sim!”.
Eu te dei meu coração e você sorriu...
Sorriu tão bela, tão certa...
Que nem medo existe mais.
Teu sorriso apertou o passo, subiu no tempo,
Surgiu no trilho, no brilho, no beijo...
Você sorriu e eu sorri também...
Sorri sem saber se agora sou eu ou sou você.
Sei que sou metade de você e você de mim,
Nada além desta modesta explicação.
Sou sorriso caprichado deste amor desabrochado.
Sou sorriso dos teus beijos, encontro dos teus abraços,
Morada da vontade de ver sempre o teu sorriso.
Sou menino apaixonado filho deste sorriso adulto.
Sou sorriso esperançoso deste encontro de não ir embora.
Eu chorei e você sorriu...
Então voltei a sorrir novamente...
Novamente para sempre...
Nova-mente...
Novamente você sorriu...

Pablo Massolar
Inserida por pablomassolar
1 compartilhamento

Certas palavras incertas me escapolem às vezes
E de tão incertas, machucam.
Machucam depois de serem ditas. Mal-ditas!
Se machucassem antes, nunca seriam ditas.
Pedir perdão, certamente não apaga a incerteza de tais palavras.
Desfaz o dito mal-dito? Não!
Palavras lançadas nunca voltam vazias.
Para o bem e para o mau é sempre assim.
Depois de mal-ditas ferem quem lança e quem as acolhe.
Eu queria não ter dito algumas palavras que disse,
Eu desejaria não tê-las mal-ditas,
Mas, eu as mal-disse e agora dói. Muito...
Mais triste que doer em mim, é saber que doem em quem amo.
Não peço que finja não sentir dor.
Não peço que reconsidere o que eu mal-disse.
Não peço que pense que eu não as mal-disse.
Lembre que palavras mal-ditas nem sempre são ditas com verdade.
Às vezes são mal-ditas só por causa da dor, do sufoco, do terror, do momento.
Lembre que também existem palavras bem-ditas.
Estas sim, são ditas em amor, exalando o perfume da verdade e da bondade.
Do querer bem...
É com elas e por elas que suportamos as palavras mal-ditas.
É com elas que se curam as dores-fortes-lembranças das palavras mal-ditas.
É por elas que desejamos ficar e não partir.
É por elas que superamos e não sucumbimos.
Eu prefiro bem-dizer coisas de amor ao meu amor
do que mal-dizer queixas e interjeições.
Nem sempre consigo ser/fazer o que quero, é verdade!
A única coisa que peço é: continue crendo, amando e caminhando comigo.
Juro que saberei fazer o mesmo
Quando for minha hora de lembrar
Das tuas palavras bem-ditas ao invés das mal-ditas.
Se alguma dúvida sobre o meu amor por você persistir teimosamente,
Lembre-se que bem-digo nosso amor por promessa e querer.
Bem-dito, bem-proclamado e curtido seja o nosso amor para sempre!

Pablo Massolar
2 compartilhamentos

Como não amar você, quando meus olhos só querem os teus?
Como não sonhar acordado, se tua pele é o que me faz querer?
Como não viver ao teu lado, se ao teu lado estou mais vivo do que sempre?
Como não querer, se sinto teu toque mesmo ao longe?
Como não ser eternamente apaixonado, se em você encontrei o amor?
Como não ser só teu, se sem você nunca fui meu?
Como não me transformar em poeta, se só sei o ser plenamente para você?
Como não te desejar, de todos os jeitos, se não existo sem teus beijos?
Como não insistir, se desistir é desalento, é loucura?
Como não esperar, se esperando ouço o doce da tua voz?
Como não suspirar, se tão linda te vejo todas as noites?
Como não te despertar, se despertando-te estão todos os meus amores?
Como não te convidar, se de amor e amores construímos nossos castelos?
Como não abraçar, se assim abraça minha alma?
Como não beijar, se por teus lábios fui encantado?
Como não brincar de ser feliz, se ao te amar faço-me feliz de verdade?
Como não ser..., se não sendo não consigo ser sem você?

Pablo Massolar
2 compartilhamentos

Invoco-te amor, por não saber-te em outro nome.
Na alegria de amá-la descobri-me longe.
Então o teu amor fez-me perto, menino e homem.
Que outro nome teria o teu amor?
Promessa? Amparo? Vida?
Entrega? Alma? Poesia?
"Luz", quase diz o teu nome.
"Mulher", te defines pela metade.
Mas metade não nos invoca em nada,
pois somos em todo um do outro.
Metade não encontra lugar neste amor
de dois inteiros numa só carne, numa só alma.
Amo-te, por fim, declamando nossos beijos mudos,
para dizer-te toda.
Toda tu és minha e, eu, todo somente teu.

Pablo Massolar
Inserida por pablomassolar

Condena-me de amor viver morrendo!
À sentença justa da prisão perpétua nos teus braços.
Priva-me da liberdade de outros beijos escolher além dos teus,
gradeando minha alma desta liberdade de amar você.
Algema de almas gêmeas, gemidas de querer.
Água doce de quem tem sede, de quem não cede,
de quem espera matar a sede nestes teus beijos caudalosos.
Condena-me de beijar viver sedento!
À sentença doce desta sua água de beijar.
Amada mulher iluminada, aqui também canto teu nome.
Em versos livres na prisão da liberdade,
de querer ficar mais um dia, mais uma vida,
mais um verso nessa vida de amar tão livremente.

Pablo Massolar
Inserida por pablomassolar

O amor não é perfeito, às vezes ele quebra.
Perfeito, mesmo, é o que motiva a vontade
de consertar todo dia o amor.
O carinho, a lembrança do abraço,
do aconchego de chegar, onde quer que for,
de mãos dadas, de conchinha,
de coração colado um no outro, sempre.
Mesmo quando quebra o amor.
Lembrar do sorriso, do olhar,
das coisas que se falam baixinho,
que só interessam quando se ama,
cola todas as peças do amor novamente.
Juntar cacos, limpar a poeira, abrir a janela,
afofar a terra e plantar uma flor nova
faz parte do jogo e do risco de amar.
A vontade de amar, de novo, todos os dias,
quando quebra o amor,
mas se lembra da pessoa amada,
é o que torna perfeito o amor.

Pablo Massolar
Inserida por pablomassolar

Quando acabam-se as palavras,
findam-se as rimas, vão-se embora as poesias,
apaga-se a luz e cai forte a tempestade.
Quando a voz enrouquece, seca-se a garganta,
teme-se o dia, cai a lágrima contida
e aperta o coração.
Quando o cansaço vence, a fome aparece,
o frio castiga, a saudade cresce,
o peso não se dilui e a solidão é a companhia mais próxima.
Lembro do teu sorriso, dos teus olhos meus,
do abraço na alma, do conselho com voz doce
é o descanso no teu seio.
Sinto de volta a esperança, a alegria alargada,
o susto de paz e o aconchego de bem.
Surgem novos motivos, outros caminhos,
o sol reaparece e a alma vive de novo.
Nosso encontro vence o cansaço, exerce o perdão,
aquece o frio, mata a fome
e deixa a vida mais leve.
A poesia se reinventa, a palavra faz do verso prosa.
A rima desabrocha em rosa.
Só a palavra que não consegue ainda dizer tudo.
Certamente nunca, de fato, dirá.
Lembrar do teu beijo, do teu jeito, do teu amor dengoso,
do descanso de tudo e ao mesmo tempo caminho pra tudo,
faz valer a pena a noite mal dormida,
a escolha partida, a decisão tomada para e pelo outro.
Se dizer isto não diz tudo, fica a presença marcada
de tudo o que fazemos juntos e que dizem
todas as coisas das quais não sabemos falar.
Eu em você, você em mim.
Eterno retorno para os detalhes mais simples,
mais vivos, mais mansos
e mais apaixonadamente intensos
de querer ficar para sempre unido a você.
De paz e bondade foi feito o nosso amor
que é só nosso.
E neste encontro, Encanto é o teu nome.
Poesia a minha graça.
Musa inspiradora dos meus versos,
seja sempre sim o nosso repouso.
Seja sempre sim o se deixar abrasar.
Seja sempre sim o nosso mundo sem paredes.
Liberdade acorrentante de esperança de amor.
Assim é este bem de amar você.

Pablo Massolar
Inserida por pablomassolar
1 compartilhamento

Entendi que pra ter sol, não é preciso ter nuvens.
Que pra voar, não é preciso ter asas.
Que pra sonhar não é preciso dormir.
Que pra querer, não há limites.

Entendi que pra cantar, não precisa ser afinado.
Que pra saber, nem precisa perguntar.
Que pra ter fé, não é preciso explicar.
Que pra chorar, não é preciso doer.

Entendi que pra dizer, não basta falar.
Que pra sentir, basta um coração.
Que pra beijar, pode ser com os olhos.
Que sorrir, pode começar de uma lágrima.

Entendi que, contra toda lógica, o tempo pode parar.
Que pra ser para sempre, pode ser dois segundos ou menos.
Que para agir, pensar pode travar.
Que para viver, não é preciso ter tempo.

Entendi que, estar não é o mesmo que ser.
Que pra conquistar, ás vezes só depende da espera.
Que derrubar, pode ser construindo.
Que pra chegar, correr pode atrapalhar.

Entendi que não preciso entender tudo.
Que para ser feliz, não preciso de bons motivos.
Que pra fazer calar, não é preciso ter razão.
Que ter medo, pode ser com muita coragem.

Entendi que paradoxo tem outro lado ou não.
Que pra ser maluco, não precisa ser da cabeça.
Que pra ganhar, pode ser perdendo.
Que cobrar, pode ser a forma de perder tudo.

Entendi que perdoar todo dia é o mínimo para ser perdoado também.
Que pra ser eu mesmo, preciso me colocar no lugar do outro.
Que pra fazer um amigo, não é preciso ser um outro eu.
Que persistir, é o jeito de encontrar o caminho.

Entendi que a distancia é um conceito nada matemático.
Que pra se estar longe, pode ser de mãos dadas.
Que pra ficar perto, só é preciso imaginar.
Que pra amar, não precisa de mais nada.

Pablo Massolar
Inserida por DanihBarboza
1 compartilhamento