Nathália Tomaz

Encontrados 17 pensamentos de Nathália Tomaz

Estou pensando em você, o que não é algo de novo ou surpreendente. Que dizer eu faço isso 24hrs por dia, por quê hoje séria diferente? Você me conhece e sabe que quando estou muito pensativa, começo a escrever. Porém escrever sobre você ou para você nunca foi uma coisa muito fácil, não é mesmo? Sempre acabo esquecendo de algo, ou vira um repetição de frases. Maldita falta de palavras, ou melhor, maldita falta de jeito. As palavras estão aqui, suplicando pra serem ditas mais guardadas num lugar onde não consigo alcançar. E mesmo que concorde que nenhuma palavra consegue ser o suficiente pra demonstrar um sentimento. É a forma mais fácil e mais verdadeira de tentar te explicar, do meu jeito o que eu sinto. Queria poder pegar todas essas palavras e despejar em você, e só assim você iria realmente saber tudo o que está aqui. Bom pelo menos um boa parte.
Queria ao menos conseguir te mostrar o quanto você é importante para mim. O quanto sou grata por ter entrando em minha vida, e bem na hora certa. E a propósito não saía dela nunca ta? Queria que fosse possível você enxergar tudo o que eu consigo ver de maravilhoso em você, tudo que vejo em nós. Queria que você entendesse a força desse amor e, sobretudo, a força que eu tenho para te amar e lutar por esse sentimento. Queria que você sentisse como é a sensação de olhar nos teus olhos, ver teu sorriso e escutar o som da sua voz. O quanto é maravilhoso e soa tão bem quando diz ”eu te amo” Queria que você pudesse realmente de fato ver o efeito que causas em mim. O quanto estar ao seu lado me faz sentir uma pessoa melhor, sobretudo, feliz. Queria apenas que você entendesse que todas as palavras escritas aqui, não é nem 1/3 do que realmente eu sinto por você.

- Maldita falta de palavras.

Nathália Tomaz
Inserida por NathTomaz
1 compartilhamento

Eu separei essa folha, essa caneta e essas linhas para falar de você. Acredito que usarei muito mais que algumas linhas para isso. Escrever virou rotina, se abrir minha gaveta verá que está cheio de papeis guardados e devo admitir que 70% são sobre você. Tem coisas escritas lá que nunca lhe disse, e que talvez você nunca irá um dia ler. Foram desabafos, atrás de desabafos. Ás vezes pego todos as folhas e começo a ler e vejo que nosso amor desdo começo sempre foi muito intenso, e agora é além do que era. O uso das palavras sempre me ajudou, mas de uns tempos pra cá, estou preferindo o silêncio.. Falta de palavras? Talvez, já escrevi tanto que algumas vezes faço repetições de coisas que já foram ditas. Mas isso é meio que normal, adoro repetir as palavras, só pra ter certeza que você não irá esquecer. O silêncio vem dizendo muitas coisas, coisas que antigamente não conseguia entender ou simplesmente não percebia. Aprendi que não importa quantas palavras eu irei dizer, o que eu sinto sempre será muito maior que apenas uma folha de caderno com umas linhas escritas. Mas a verdade tem que ser dita, amo usar as palavras e amo muito mais escrever. E você sabe que o assunto preferido sempre será você.

- Meu assunto preferido é você!

Nathália Tomaz
Inserida por NathTomaz
1 compartilhamento

Por que quando eu te olho e vejo esse seu sorriso. Ele realmente me faz pensar que a vida vale a pena.

Nathália Tomaz
Inserida por NathTomaz

Eu não disse nada, apesar de querer dizer tanta coisa. Não éramos mais as melhores amigas de outrora, talvez pelo destino ou apenas por nossas escolhas - certas ou não. Não nos crucifiquei, porque eu sabia que essas coisas aconteciam. É que doeu. Saber que você já tinha há tanto tempo quem a socorresse e saber que eu havia a substituído tão bem me fez desacreditar que havíamos sido mesmo aquelas grandes amigas que imaginávamos. Mas então, olhando de longe para você, entendi que as coisas simplesmente acabam, as pessoas simplesmente mudam e os sentimentos simplesmente vão embora. Eu continuava a gostar de você, continuava a me importar e continuaria a te ver com aquela frequência irrelevante. Mas eu não diria mais nada. Não me permiti me intrometer. Eu sabia que - teimosa do jeito que sempre foi - não me ouviria. E então eu não diria nada. Não pense que eu a deixei de lado. É que hoje eu vejo que de melhores amigas fomos a quase nada. E às vezes a gente tem que deixar as pessoas caírem e quebrarem a cara para ver se aprendem a dar valor a quem realmente te quer bem.

— Texto guardado dentro da gaveta

Nathália Tomaz
Inserida por NathTomaz
1 compartilhamento

Eu não quero que ninguém tente me entender, pois sei que é impossível, já que nem eu tenho essa capacidade. Entender: aparentemente não passa de um verbo qualquer, mas o mesmo possui complexidade suficiente para embaralhar mentes. Encontro-me num estado onde não consigo descrever com clareza o que sinto. É como se algo estivesse escrito em outra língua aqui dentro de mim. Uma língua desconhecida e que ninguém consegue traduzir.

- A verdade é que nem eu mesma consigo me traduzir.

Nathália Tomaz
Inserida por NathTomaz

Como de costume estou aqui novamente, ás vezes fico pensando. Você já deve estar se enjoando de tantas coisas que lhe escrevo. Mas acredite isso não é nem um pequena porcentagem do que realmente queria lhe falar ou do que eu realmente sinto. Mas devo admitir que ás vezes nem eu sei quais são as palavras certas a usar, mas juro que tento. E nessas tentativas todas, mesmo que quisesse pensar em outra coisa, só vinha uma palavra em minha mente. E ela conseguiria resumir tudo em apenas uma palavra, de uma forma simples e verdadeira… O que eu sinto é amor! Pronto resumi em uma palavra o que em vários textos venho tentando escrever. Mas aprendi, e ainda melhor aprendi contigo. Quando o sentimento é grande, verdadeiro e único. Você ira apenas sentir, sentir em uma intensidade enorme, mais nunca iria conseguir expressar tudo o que sente em palavras. Então só estou vindo lhe comunicar, não quero mais escrever. Quero poder olhar em seus olhos e dizer! Dizer tudo o que minha mente nega demonstrar e explicar.

- Cadê as palavras?

Nathália Tomaz
Inserida por NathTomaz
1 compartilhamento

Quando se trata de você, sinto muito, mas eu exagero em tudo. Exagero no ciúme, exagero no meu amor por você, exagero no meu desejo, exagero no cuidado, eu amo exagerar quando se trata de você.

— E eu sei que você gosta.

Nathália Tomaz
Inserida por NathTomaz

Não sou de demostrar sentimentos, pelo menos nunca fui. Sempre guardo eles dentro de mim de alguma forma, ou quando demostro,não é tudo. Acho que com o tempo aprendi isso, a guarda sentimentos e demostrar só o que eu quero! Como se fosse um ato controle. Porem com você foi diferente, ou melhor é diferente, eu não consigo não demostrar sentimentos, não consigo passar mais de 10 minutos sem dizer eu simples eu te amo, não consigo não parar de pensar em você, de querer você do meu lado, só que sempre demostro isso ou quase sempre. Eu sei, eu sou o próprio ponto de interrogação em pessoa, cheio de perguntas pra responder, mistérios pra descobrir, erros pra superar. Porem só existe uma pessoa que pode responder essas perguntas,descobri esse mistérios, e me ajudar superar meu erros, e essa pessoa é você e vai continuar sendo. Vi parte de mim que muito tempo não achava, dentro de você. Porem você vai ter que se acostumar, minha vida é bagunçada, minha cabeça, meus sentimentos, meu quarto T-U-D-O. Mas não se engane , é na bagunça que eu me arrumo.

Nathália Tomaz
Inserida por NathTomaz
1 compartilhamento

Me tirou o chão, o ar, todas as bases que eu sempre possuí e que eram minha segurança até então. Me virou do avesso e me fez de diversas formas. Sim, você. Você me fez da forma que queria, me montou e desmontou, fez um quebra cabeça, um lego, um jogo de encaixar e com cada parte minha fez uma combinação diferente e eu me vi de tantos jeitos que em alguns momentos até pensei que havia enlouquecido. Logo eu, que odeio rotina, mudança, alteração no meu mundo todo fechado, todo certinho. Logo comigo, que odeio me sentir desprotegida, odeio não poder esconder o sorriso, a voz falha, o nervosismo. Logo com a minha pessoa, que odeia de todas as formas ter vontade de ser possuída por alguém, faço questão de ser toda, inteira e completamente de você. Fiz promessas dizendo que depois de todas as decepções eu só seria de mim mesma, e me jurei amor eterno. Mas parece que mais uma vez passei por cima das minhas próprias vontades e conclusões. Logo eu, que juro tantas coisas que chego a não cumprir nenhuma das juras que faço.

- A não ser que uma dessas juras tenha sido feita pra você

Nathália Tomaz
Inserida por NathTomaz
1 compartilhamento

Eu sei que é difícil acreditar nesse teatro da vida, nessa peça mal interpretada e nesses atores meia tigela. Sei também, que aplaudir esse espetáculo será meio que inconveniente após a apresentação de que nem um tustão valeu. A vida se tem valor quando você dá o valor à ela, e não espere os dias passaram pra você querer investir. Acorde e pense, entre nessa autoria e dá o teu melhor, se entregue sem medo e sem ressentimentos que lhe garanto que tudo já está indo muito bem. Acredita em mim, você só precisar dar o primeiro passo pra poder finalmente ser “feliz”. Feliz no teu mundo. Preste atenção no teu personagem, viva e entre na história, se contrai e mantenha o foco somente em uma coisa. Felicidade. Abra os olhos, caia na real, a vida sim é um teatro que se você não interpretar você nunca vai poder lhe dar com as acusações dos anônimos cuidando desse peça. A vida é um teatro sem rumo, e uma peça que você assiste sem poder palpitar, sem poder demonstrar o que há de má e ruim, pois suas palavras não irão fazer a diferença. Mas quem sabe, suas atitudes sim.

— Somente um porém.

Nathália Tomaz
Inserida por NathTomaz
1 compartilhamento

Tinha acabado de quebrar a unha, mas aí lembrei: o que é quebrar a unha pra quem já quebrou tantas vezes a cara, não é mesmo?

— Espero que continue quebrando só as unhas.

Nathália Tomaz
Inserida por NathTomaz

Estava sentada perto da escrivaninha, na parte mais escura do meu quarto. Onde só uma pequena parte das minhas pernas conseguiam sentir o calor do sol. Fazia um dia tipico de verão na cidade. E era naqueles momentos que me batiam uma enorme saudade do tempo em que morava no Sul. Era uma sexta-feira em si comum, tirando a parte que você estava chegando mais cedo em casa. Descontando sua raiva em tudo que via pela frente, era claro no seu olhar , ver o quanto você estava nervoso. Já estava acostumava a servi como ”saco de pancadas” mas dessa vez ia ser diferente. Estava cansada, e não iria aceitar seus insultos.
Como de costume você começo a falar palavras absurdas, a me jogar coisas na cara, a me criticar e por fim , como sempre conseguiu finalmente me magoar. Você nunca fez o tipo de pessoa em que se preocupava com o peso das palavras. Mas essa iria ser a ultima vez que iria chorar por sua causa, por causa de suas palavras. Ia ser o ultimo dia que ia guarda tudo para mim e fingir que não tinha escutando nada. Descarreguei todas as palavras presas aqui dentro, desatei aquele nó na garganta que a tempos me incomodava toda hora que ia pronunciar seu nome. Mostrei pra você como as palavras tinham força, fiz você provar do seu próprio veneno. É amargo não é mesmo? Mas um dia ia terminando, e como sempre iria ser um pra cada canto, de cara emburrada e magoados.. Mas depois de meia hora já estamos em cima da cama, um dando prazer pro outro. Somos assim. Brigamos, batemos a porta e saimos dizendo que só voltaremos para pegar as nossas coisas, mas sempre ficamos. Somos assim e quem é que pode nos mudar se por vontade própria não conseguimos? Talvez seja você o meu problema, ou seria eu o teu? A verdade é que somos complicados, e não tem quem nos mude, somos o inverso, o contra, o errado, o avesso. Somos tudo de ruim, mas somos melhores juntos, lembra? Somos assim. Dizemos que acabou, que não voltaremos nunca mais, mas você sabe… sempre voltamos. Somos assim.

- Querendo ou não a gente sempre se reconcilia.

Nathália Tomaz
Inserida por NathTomaz
1 compartilhamento

Mas olha, eu tô desistindo. Eu sei, não se desiste do amor da sua vida, pelo menos é o que sempre ouvi dizer. E não se desiste, mesmo que tenha que ir e voltar de um abismo pela pessoa. Mas por você eu fui e voltei três vezes, no escuro. Escuro porque com você eu nunca soube onde estava pisando, ou melhor, caindo. Porque com você era uma queda, daquelas que te dá a melhor sensação do mundo, de friozinho na barriga, mas que no fim você sabe que vai morrer. E de tanto que lutei e quis isso, que eu cai por essa queda um milhão de vezes, e morri um milhão de vezes também. Porque se morre aos poucos quando se ama sozinho. Eu amei muito você. Amei e amo, e ainda não sei imaginar o dia em que vou acordar e vou esquecer desse amor. E digo e repito, você é o amor da minha vida. Mas eu preciso ser o amor da vida de alguém também. Preciso que alguém caia de um abismo por mim, assim como cai por você. Eu preciso embebedar alguém de borboletas no estômago, assim como você me embebedou. Eu preciso ser o que você foi pra mim. É triste, porque eu tentei de todas as formas, possíveis e inimagináveis, ser essa pessoa pra você. Eu te forcei de todas as maneiras, eu tentei te empurrar pra aquele abismo, mas você parecia sempre correr em direção contrária. E eu nunca consegui te alcançar. Eu nunca consegui fazer com que você parasse de correr. Tudo bem, eu te conheço, você tem medo de se apaixonar, acho que essa coisa de se jogar num abismo por alguém, é radical demais pra você. Mas eu também sempre tive tanto medo do escuro, e mesmo assim caminhei nele por você, me joguei e não pensei duas vezes. Eu enfrentei por você, e sabe o que você fez? Se você sabe, então me conta, porque ainda não consegui descobrir. A única coisa que você conseguiu fazer por mim, foi cavar ainda mais fundo o buraco daquele abismo, me fazendo cada vez mais cair de amores por você. A única coisa que você conseguiu fazer foi se amarrar a uma corda, pra voltar daquela queda que você quase se jogou por mim. Porque o que você tem, é medo de ir até o fim com isso, de dar cara a tapa, de se arriscar. E por isso eu acabei me arriscando ao dobro por você, acabei dando cara a tapa por nós dois. Porque com você era como andar em cima de um muro alto, sabendo que a qualquer momento se pode cair. E de tanto que quis e lutei, eu cai e subi por esse muro mais vezes do que deveria, porque eu sempre achei que em alguma das vezes, você estaria lá, subindo comigo, se arriscando por mim. Mas você nunca subiu esse muro por mim. Também nunca foi e voltou de um abismo escuro por mim. Nem se embebedou de borboletas no estômago por mim. Você não fez nada por mim. E é mais triste ainda, saber que desisto de algo que nunca tive. Desisto do seu nunca amor. Desisto da sua nunca companhia no fim de tarde. Desisto de nunca ser o seu amor. Mas repito, você é o grande amor da minha vida. E a única coisa que eu queria era ser o seu também. Porque eu desisto de ter que amar sozinha, sentir sozinha. É amargo demais, pesado demais. E não era o amor, que tem o dom de nos deixar mais leves? Quero ser leve também, ser livre, voar desse abismo que você me prendeu, e só cair em outro, onde eu tenha certeza que não estou caindo sozinha.

- Esse texto é antigo, e nem faz mais sentido. Mas eu gosto dele!

Nathália Tomaz
Inserida por NathTomaz
1 compartilhamento

Então eu estou aqui, como você já previa não é mesmo? Pois bem, não queria que isso se tornasse cansativo, monótono ou exagero demais, mas você, mais do que ninguém, sabe o quanto eu odeio ser previsível e o quanto eu consigo ser isso quando escrevo. Ainda mais se o destinatário tem o teu nome.Juro que ainda estou procurando as palavras certas para serem usadas. Não importa quantos parágrafos eu digite ou quantas estrofes eu rabisque no papel, nada nunca vai ter o tamanho e a intensidade do que eu quero te dizer. Nenhuma frase tem tanta ênfase no amor que eu quero expressar. Mas o máximo que irei conseguir te dizer agora será isso. Mas não se preocupe prometi a mim mesma que estaria lhe escrevendo,por que a verdade é que você não tem noção do quão difícil é e está sendo lhe escrever mais uma vez. A cada ponto final de cada frase o meu corpo se estremece, minhas mãos suam, me perco em meia dúzia de pensamentos e eu sequer cheguei perto do começo de tudo o que quero te dizer. Mas hoje é diferente, não vim aqui falar apenas de você, mas sim de nós como um conjunto. Hoje é um dia importante,hoje completa 365 dias ou para ser mais objetiva 1 ano. Um ano que nossas vidas acabaram se cruzando, que nossos destinos começaram a ser traçados numa mesma direção. Primeiramente antes de tudo só tenho a te agradecer. Agradecer por te feito todos os nossos momentos se tornarem perfeitos e marcantes. E pode ter certeza eles marcaram a minha vida de uma forma que essa marca nunca será apagada ou até mesmo esquecida. Obrigada por estar presente em todos os momentos tanto bons, quanto ruins. Por que eu sei que quando mais precisei e olhei ao meu redor era você quem estava(está) ao meu lado. Obrigada por ter me tornado uma pessoa melhor, por ”concerta” os meus defeitos e aperfeiçoar minhas qualidades. Por ter me feito evoluir tanto ao teu lado. Obrigada por ter encontrado qualidades em mim que nem eu mesma conhecia. Obrigada por fazer o meu mundo que até então era tão cinza, obter tantas cores. Obrigada por ser a rocha que me matem segura, por me dar tanta força para seguir em busca dos meus sonhos. O que eu quero dizer é que eu fui quem eu jamais pensei que seria. Você transformou as minhas partes ruins em partes toleráveis, e as minhas partes boas em partes invejáveis. Obrigada por isso. Obrigada, de verdade.
Obrigada por me amar de uma força tão linda e verdadeira, ainda que sejam tantas a minhas imperfeições. Simplesmente obrigada por te entrado na minha vida. Quero que saiba que sou eternamente grata a Deus por te me dado um presente tão perfeito. Desculpa pelos clichês, e por adorar usa-los é que eu acredito que nosso amor seja um deles. Aliás falando em clichê acho que falto aquela ”famosa” frase.. Você é o meu sonho que se tornou realidade, e isso que nunca fui aquele tipo de garota que sonhava com um príncipe encantando e um conto de fadas. Mas acredite você está bem próximo desse padrão.
Mas enfim, sei que no meio desse caminho que trilhamos até aqui as brigas e desentendimentos se mantiveram presentes, mas cá estamos nós, continuando a mostrar para todos os que tentaram nos separar ou destruir esse sentimento, o quão forte é esse amor. E o quão é verdadeira a nossas vontade de estar juntos. Sim em você encontrei a paz que jamais imaginei algum dia sentir, o riso verdadeiro que faltava em meu rosto e a motivação para querer continuar lutando por mim ou melhor por nós, a cada dia. Em você amor, encontrei a verdadeira felicidade e logo eu que sempre pensei que ela estaria bem fora do meu alcance. E então você chego, foi mudando os meu conceitos, colorindo a minha vida, arrancando-me sorrisos inesperado, se abrigando aos poucos e tornando o meu coração sua morada. Sinceramente eu quero poder conseguir algum dia retribuir pelo menos um 1/3 de tudo o que você fez e ainda tem feito por mim. E quanta coisa você vez, não é mesmo? Só espero que nosso amor continue se fortalecendo, que a felicidade, a cumplicidade ainda exista, nos fazendo ser capazes de absorver algo de bom em todos os obstáculos enfrentamos juntos. E ainda possa passar milhares momentos inesquecíveis ao seu lado. E que venha vários anos a mais ao seu lado. Até por quê é ao seu lado que gostaria de ficar até os meus últimos dias. Eu te amo demais, e espero que em nenhum momento você esqueça disso. E também se a caso te falhar a memória, pode deixar que eu irei te relembrar todos os dias. Parabéns para nós!

Nathália Tomaz
Inserida por extinta
1 compartilhamento

Para o único que foi capaz e corajoso o suficiente para atravessar todas as armadilhas e muros que ergui em volta de mim. O único que com toda paciência, traduziu palavra por palavra desse emaranhado de rabiscos e ideologias que eu sou, que eu sempre fui. Para o único que conseguiu enxergar além de uma garota que fingia sorrisos e felicidade. O único que enxergou tristeza nos olhos de quem sempre tentava mostrar o contrário.
Para o único que não me assusta com seu carinho, que me faz querer abraços infinitos, e beijos demorados. O único que com apenas um toque irradia calor por todo o meu corpo. Para o único que me arranca sorrisos verdadeiros, e gargalhadas exageradas. O único que me faz querer perder noites de sono conversando sobre tudo, e sobre nada.
Para o único que pode me chamar de apelidos carinhosos sem que eu ache brega ou clichê demais. O único que eu tive vontade de apresentar para os meus pais, meus avós, meus bichinhos de estimação. O único que arrancou elogios dos meus amigos. Para o único capaz de me fazer sentir saudades mesmo estando lado a lado. O único que me faz ter urgência para que os dias passem rápido.
Para o único que consegue me fazer acreditar em mim mesma. O único que me faz ter vontade de ser a melhor sempre. O único que traz à tona tudo de bom que sempre guardei bem escondido no fundo de uma gaveta qualquer. O único que conseguiu colocar um brilho nos meus olhos antes cansados e desesperançosos. Para o único que me faz arrepiar dos pés à cabeça num misto de medo e curiosidade. O único que me faz querer sempre mais. Mais cinco minutinhos. Mais 10 minutinhos. Mais uma vida inteira.
Para o único que me fez querer voltar o tempo só para ter mais tempo ao seu lado. O único que não faz meu alarme apitar desconfiada toda vez que diz que gosta de mim. O único que consegue acalmar minha ansiedade, e esse meu jeito exagerado de ser. O único que traz calmaria para meus dias turbulentos. O único que com um sorriso faz meu estômago borbulhar. Para o único que com um abraço me passa a segurança que procurei por toda a vida.
Para o único que me inspira. O único capaz de me arrancar palavras bonitas em dias cinzas. O único que está presente nas entrelinhas de tudo o que escrevo. O único que consegue me ouvir mesmo em silêncio. O único que arrombou as portas do meu coração pois sabia que se pedisse para entrar, eu provavelmente inventaria alguma desculpa. O único que bagunçou, tirou os móveis do lugar, jogou fora os restos que eu insistia em guardar.
Para o único que me toca com sua voz e melodia. O único que não me faz ter vontade de ser outra pessoa. O único que tem paciência com uma pessoa que erra tanto e todos os dias. O único que sabe todos os meus defeitos. O único que não se importa com o meu passado, só quer ser meu presente. O único que não faz joguinhos, quer vencer ao meu lado.
Para o único que não me faz sentir sufocada. O único que eu não consigo enjoar nem por um segundo. O único que não me faz ter vontade de fugir. O único que faz filmes ruins parecerem bons. O único que eterniza momentos sem fazer o menor esforço.
O único que me faz sonhar acordada. O único que vem à minha mente quando escuto uma música no rádio. O único capaz de derreter essa geleira, e incendiar meu coração. O único que me faz confessar sentimentos sem medo. O único que me faz ser clichê. O único que me fez perceber o que é ser feliz de verdade. Para o único que me faz ver a beleza em coisas pequenas. O único que em poucos meses, fez mais por mim do que fizeram em uma vida inteira.

- Para o único, que agora é meu único. O único que me faz escrever um texto desses e ainda ter a coragem de publicar. É pra você.

Nathália Tomaz
2 compartilhamentos

ocê (...)
Começando minhas longas palavras com você na primeira linha. Você, apenas você neste breve momento. Com meus lábios secos pela sede, eu vou lendo em voz baixa para mim mesma, o que lhe escrever, minhas mãos um tanto geladas, suando frio, procura o telefone, para talvez por descuido meu, te ligar discretamente, e ouvir essa sua voz cansada, e então te dizer um Alô com a voz tremula. Ocorre tanta coisa na minha cabeça, que eu vagarosamente tento organizá-las dentro de mim mesma, para que as palavras saiam explicitas e com clareza. Tenho que te dizer tantas coisas, mas ao mesmo tempo não sai nada. Eu sempre carrego comigo uma frase que se agravou em minha memória, acho justo usá-la na minha escrita — Nada me garante que você será o amor da minha vida.
Mas confesso, tenho que concordar com esse abestado clichê que anda por ai nos textos alheios. Deixe ir, se voltar é porque realmente é seu. Será? Talvez você seja mesmo meu. Pode não ser nessa vida, mas você ainda será meu. Assim, igual a esses casais vistos em filmes americanos. Naquela noite, antes de entrar para minha casa, o que era eu? Depois de ter ficado breves minutos entrelaça por seus braços, o que era eu? Era o que os outros sempre haviam ter visto. Mas eu ainda não me reconheço depois de ter você junto a mim. Eu novamente estou entrando em um túnel todo escuro, chamado amor. Onde no decorrer do caminho eu não sei o que poderei encontrar por lá. Estou me arriscando. Eram quase três da madrugada e há muito tempo eu não me pertencia tanto. Como é difícil a gente voltar a ser o que era antes depois do primeiro amor. Não é drama, mas todos sabem que ficamos com uma sequela. E já no segundo amor, a gente tenta fazer diferente, e se der sorte, dá certo. Eu vou contra o tempo, busco as melhores palavras que possam existir para te mencionar nessa minha escrita demorada. Mania boba que a gente tem, de escrever para quem não irá ler nossas palavras. Mas moço; e esses traços no seu rosto, que curvam o seu sorriso, não sai mais da minha cabeça. Esse meu par de olhos, que te olhavam a cada fração de segundo, que captava cada gesto seu, e tudo ficou guardado em mim como uma fotografia. Então antes que alguém diga qualquer palavra, eu interrompo com o meu silencio, e pronuncio — Eu estou te querendo, então por favor seja gentil e me queira de volta.

Nathália Tomaz
Inserida por NathTomaz
1 compartilhamento

É que, cara, quando ele me sorri daquele jeito me derrete toda. Você tem noção disso? Parece que o mundo para por um segundo e perco meu eixo. Cara, e aí você vem dizer que não vale à pena arriscar tudo por ele, tudo por um amor verdadeiro? Olha só para ele. Mas olha bem. Olha o jeito com que ele me olha, o modo como a mão dele se molda a minha, a saudade que quase nos mata quando estamos distantes.
É que cara ”tudo” bem que muitos invejam a gente , que ele é possessivo, que eu sou ciumenta, eu não disse por aí que era fácil né? Cara, eu tô falando daquele sorriso. Você não está vendo? Eu tô falando daquele sorriso que ele dá só a mim, cara, quando eu vejo ele depois de uma semana conturbada ele sorri daquele jeito, com cara de que a espera valeu a pena.
É amor mesmo, não tá vendo? A gente pintou um quadro mais bonito com todas as tintas que tínhamos a mão. Com toda essa beleza, esse arco-íris de amor, você quer me convencer que era melhor ter deixado tudo preto e branco? Não, cara, pensa bem. Olha só o jeito que ele fala meu nome ou até mesmo me chama de Gorda, como ele arranca arrepio da minha nuca, como a gente parece transbordado quando estamos juntos. Ele não é minha metade ele é o que me completa. A gente se preenche, tem coisa melhor do que isso?
E beleza que esse medo de perde ele, atrapalha um pouquinho. Tenho certeza de que isso acontece com ele também. Tudo bem, cara, é o preço que a gente paga por se conhecer tão bem. E por ele eu pago a fortuna que for. Faço empréstimo, vendo minha alma, dou meu coração inteirinho na mão dele sem medo, cara. Sem-me-do. É loucura mesmo, é desejo, é paixão, é amizade, é companheirismo, é cumplicidade. Cara, esquece tudo. É o jeito mais puro de amor.
Eu não tô falando de namorar meu melhor amigo, isso são detalhes, eu tô falando de algo muito mais sério. Tô falando de ter a sorte de viver com o amor da minha vida. Entendeu? O amor da minha vida. E isso, cara, faz qualquer risco perder o sentido e todo risco valer à pena. Você não tá entendendo mesmo, né, mas eu repito pra você, pra ele, pro mundo inteiro que quiser ouvir: eu tô falando de amor. isso, por si só, vale qualquer coisa que enfrentamos e ainda enfrentaremos, cara. Porque é amor.

Nathália Tomaz
Inserida por NathTomaz
1 compartilhamento