Monica Campello

26 - 50 do total de 370 pensamentos de Monica Campello

"E o Senhor teu Deus lançará fora estas gentes pouco a pouco de diante de ti" (Dt 7:22).
A palavra dada de Deus parece demorada para nós, mas para ele se cumpre no tempo determinado. Quando Deus diz algo, isto se cumprirá infalivelmente, de modo extraordinário.
Lembra de José?
Lembra do que seus irmãos lhe fizeram?
Lembra como José vivenciou suas dores?
Lembra de como ele superou todas elas?
Lembra que ele foi desprezado, rejeitado abandonado e vendido por seus irmãos?
Lembra que ele sofria, mas sempre buscava suas forças em Deus?
Lembra que no final de toda a história ele compreendeu os desígnios de Deus para todo o seu sofrimento?
Lembra que ao invés de odiar seus irmãos ele os perdoou, mas não deixou de lhes dar uma lição previamente, porém sem ódio, apenas para que eles reconhecessem seu erro e tivessem a oportunidade de se arrepender diante de Deus e receber seu perdão e sua salvação?
Então, assim como José é um filho de Deus, o somos igualmente, e não estamos livres de nada nesta vida. Que possamos, então, ter José como nosso exemplo de superação a fim de que venhamos a alcançar vitória em meio a toda turbulência que se levanta contra nós, pois hoje não compreendemos o porquê de algumas coisas estarem acontecendo, mas pela fé sabemos que tudo tem um propósito divino e tudo contribui para o nosso bem.
Às vezes oramos a Deus pedindo libertação, e quando ele no-la provê, não entendemos, e ficamos lamentando, reclamando, sentindo-nos abandonados, perguntando por quê isso está nos acontecendo, mas precisamos nos lembrar de que um dia pedimos a ele que nos livrasse de algumas coisas, que providenciasse a felicidade de alguém, por exemplo, para que nós pudéssemos também desfrutar da nossa própria felicidade.
É Deus quem está comandando toda esta batalha, nosso General de Guerra!

Melhore seu relacionamento com Deus, conhecendo sua vontade e cumprindo-a. Realize-se na fé em Jesus e você nunca será confundido.
Prosperar na vida sem a ajuda do Senhor sinaliza o quanto estamos afastados dele, e por isso mesmo, perdidos.
Ser elogiado ou aplaudido pelas pessoas no mundo que se encontram distantes de Deus demostra o quanto nossa comunhão com ele está comprometida, pois parece que estamos dando mais valor às coisas mundanas do que às celestiais, ou seja, nossas conquistas em Deus parecem ter menos valor que as do mundo.
Não podemos nos deixar levar pelo que o mundo oferece em detrimento da comunhão com Deus. Precisamos nos esforçar para não nos perdermos em face das riquezas, da fama, do sucesso, das conquistas, sabendo e reconhecendo que tudo o que somos e tudo o que temos vem de Deus, dando a ele toda a honra e toda a glória e todo o louvor.
Não devemos ambicionar o mundo e sair da presença de Deus.
"Mas os cuidados deste mundo, e os enganos das riquezas e as ambições de outras coisas, entrando, sufocam a palavra, e fica infrutífera" (Mc 4.19).

Não odiarás a teu irmão no teu coração; não deixarás de repreender o teu próximo, e por causa dele não sofrerás pecado. Levítico 19:17
"Eu sei que fulano me prejudicou, tomando meu dinheiro e não cumprindo o negócio prometido, traindo minha confiança, etc., mas antes que ele me restitua o que me deve, primeiro devo orar pela libertação dele de modo que venha a se arrepender, e, então, reconheça a necessidade de pedir perdão e venha a se corrigir de seu erro, tornando-se capaz de restituir o bem a quem de direito".
Nossa missão é levar consolo e orientação aos perdidos, mais do que pensar em nós mesmos e nos nossos próprios benefícios.

Não se apegue ao homem. Apegue-se à minha palavra, diz o Senhor.
Creia em mim. Creia tão somente em mim, diz o Senhor.
"Será que uma mãe pode esquecer do seu bebê que ainda mama e não ter compaixão do filho que gerou? Embora ela possa se esquecer, eu não me esquecerei de você!" (Is 49:15).
"Até mesmo os seus irmãos e a sua própria família traíram você e o perseguem aos gritos. Não confie neles, mesmo quando lhe dizem coisas boas" (Jr 12:6).
"Os inimigos do homem serão os da sua própria família" (Mt 10:36).

Aprendi a duras penas a praticar a frase: "E assim vou construindo meu castelo com as pedras que me atiram".
Tenho aproveitado todo mal, toda indiferença, todo desprezo, toda perseguição que, gratuitamente, as pessoas - parentes e "amigos" - têm manifestado contra mim. Digo gratuitamente não porque sou uma "santinha perfeita", mas porque de fato muitos males me foram ocasionados a partir de sentimentos mesquinhos e não reconhecidos ou assumidos como inveja, ciúme, e afins, apesar de eu ter motivos de sobra para que me amassem, me respeitassem, me considerassem.
Mas aprendo do meu Deus vivo uma coisa importantíssima. Ele disse: "Jesus lhes disse: "Só em sua própria terra, entre seus parentes e em sua própria casa, é que um profeta não tem honra" (Mc 6:4). Ou seja, se você é pastor - homem ou mulher de Deus, digo, que serve a Deus, você só é honrado, respeitado, considerado, e reconhecido como uma pessoa de Deus fora de sua casa e de sua parentela. Graças a Deus, porém, que sabemos que existem muitos que nos conhecem de verdade e sabem o que somos, o que fazemos e o quanto desejamos servir a Deus com honradez a fim de ter a dignidade de sermos chamados pelo seu nome.
A partir deste aprendizado, desejo que cada cristão que deseja servir a Deus, continue nesta luta junto com o Senhor sem esmorecer diante das pedradas recebidas, mas que se abaixem em glória e sob a misericórdia de Deus para apanharem cada pedra e transformar cada uma em um importante material de construção a ser juntado com outros de igual característica a fim de formar o castelo tão sonhado.
Eu já sei o meu castelo qual é! Muito obrigada, povo atirador de pedras, por terem me escolhido debaixo da permissão de Deus.
Se fizeram com o meu Deus o que fizeram, por que não fariam comigo?
"Pois, se fazem isto com a árvore verde, o que acontecerá quando ela estiver seca?" (Lc 23:31).

Só falar com alguém aquilo que lhe diz respeito. Aquilo que não diz respeito a uma pessoa, não lhe fale. Esta é uma forma de evitar que ela fique sabendo do mal-estar entre terceiros, e, agindo assim, evitam-se envolvimentos desnecessários. Se uma pessoa não tem nada a ver com um assunto ou uma situação, para quê ficar sabendo de coisas que não lhe dizem respeito? Portanto, cada um se atenha àquilo que lhe é pertinente.

Inserida por MonicaCampelloAutora

MARIDOS: bênçãos de Deus!
Os maridos querem nos agradar porque nos amam, e não querem nos perder.
Alguns sabem que sofrem de uma inconstância: sempre se manifesta neles um desejo pelo erro; por exemplo, comer fora de casa. Eles querem vencer esse mal, mas é algo muito difícil. Só Jesus pode ajudá-los a se converterem deste mau caminho.
Portanto, a nossa missão é ajudá-los em oração; caso contrário, será muito difícil para eles vencerem as tentações do mundo. Por isso que a palavra diz que a mulher sábia edifica a sua casa e a tola a destrói, porque a tola, destituída de sabedoria, se deixa levar pelo orgulho diante das ofensas do mundo; a mulher sábia as enxerga com a visão dada por Deus de que é preciso vencer o mundo e, consequentemente, suas fraquezas equivalentes a fim de não sucumbir à derrota, mas isso só conseguimos na presença de Deus.
Esta é a vida. Quando o homem faz tudo para agradar a mulher, ele está demonstrando o quanto a ama, apesar de saber que vive em conflito com as coisas do mundo, mas ele sabe muito bem o que realmente quer da vida, e é isso o que eles querem: nós, suas mulheres, ou melhor, suas esposas.
Quando eles dizem que não fazem as coisas que descobrimos que andam fazendo é porque eles não querem que a gente saiba das coisas erradas que eles fazem, e, para uma mulher inteligente e sábia, isto significa que eles erram, mas não querem que a gente saiba disso porque não querem perder a gente.
Isto também deve nos levar à reflexão: não temos de ficar fuçando as coisas do marido, pois sempre vamos acabar descobrindo coisas desagradáveis que vão nos magoar. Então, para quê perder tempo com coisas do mundo se não queremos perder nossos maridos para as coisas do mundo?
www.monicacampello.com.br

Inserida por MonicaCampelloAutora

QUE CRISTÃO TENHO SIDO?
COMO TENHO VIVIDO DIANTE DE CRISTO?
TENHO SIDO CRISTÃO PARA APARECER DIANTE DOS HOMENS OU PARA SERVIR A DEUS?
Cristão apenas nominativo não serve a Deus condignamente, não é autêntico, não tem compromisso com Deus. Cristão não pode andar em trevas, fazer coisas que não edificam. Não pode mais estar condicionado à tutela do pecado, comendo na mesa do Senhor e na mesa do demônio; não podemos mais nos subjugar ao pecado, mas devemos viver na fé do redimido em Jesus.
O verdadeiro cristão reconhece que Jesus pagou um alto preço para salvá-lo, ele sente Deus na sua vida e sente prazer em dar testemunhos de vitória; não sente prazer em fazer coisas erradas das quais se envergonhe.
Paulo ensinava os apóstolos a viverem na fé. Uma conversão autêntica daqueles que vivem na fé significa ser reconciliado com Deus. "Santos e irrepreensíveis, imaculados. Agora vos reconciliou", estamos unidos com Cristo que retirou as nossas manchas, então como continuar errando, no pecado?
Cl 1:16,17 - Porque nele foram criadas todas as coisas no céu e na terra, visíveis e invisíveis".
2 Co 2:14 - E graças a Deus, que sempre nos faz triunfar em Cristo, e por meio de nós manifesta em todo o lugar a fragrância do seu conhecimento.
Paulo se sente vivendo e compartilhando da vitória daquele general. Nós hoje também podemos andar como um bom soldado de Cristo. Que luta estamos travando, contra o mal ou contra o bem? Você está usando o perfume de Cristo? Tem o cheiro de Cristo?
Todos temos lutas, mas somos mais que vencedores. Estamos vencendo nossas próprias falhas, nossos erros, nossos pecados, nossas tendências ao erro? Reaja! Assuma a sua condição de soldado de Cristo que luta com dignidade.
Para que possais andar dignamente diante do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda a boa obra, e crescendo no conhecimento de Deus. Colossenses 1:10
O Senhor quer examinar nossos corações. "E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito". Romanos 8:28. Se você entrou em pecado, aproveite isto não para permanecer no pecado, mas para aprender que este não é o caminho, que você caiu nele para se levantar e nunca mais cair de novo como prova de que aprendeu de Cristo a ser uma pessoa de bem, digna de ser chamada cristã, um filho de Deus de verdade. Através dos pesares passamos a ter experiência. Abatidos, mas não destruídos.
Deus está em nós, e não podemos ser diferente daquilo que ele espera de nós. Quem está em Jesus vence, vence! Vença-se neste pecado, seja digno de ser chamado pelo nome de Jesus. Restitua o que você tomou do seu próximo lhe causando prejuízos. Faça isso o mais rápido possível, pois você está fazendo alguém sofrer, passar dificuldades em seu orçamento, com seu cônjuge. Evite que alguém continue sofrendo por sua causa. Você é um servo de Jesus para fazer os outros felizes ou para fazê-los sofrer? Os demônios não podem mais tocar nas nossas vidas. Você vai permitir que isso continue acontecendo?
Jesus, que nos arregimentou, é poderoso para nos guardar e livrar do mal. Basta que nós acreditemos nisto e mantenhamos compromisso com Deus.
Procure estar com Jesus antes que chegue o tempo em que você vai procurá-lo e não irá achá-lo.

Mas não entres em questões loucas, genealogias e contendas, e nos debates acerca da lei; porque são coisas inúteis e vãs.
Ao homem herege, depois de uma e outra admoestação, evita-o,
Sabendo que esse tal está pervertido, e peca, estando já em si mesmo condenado. Tito 3:9-11
Um herege também é aquele que não pratica o aprendizado bíblico em sua vida social ou familiar. Vai à igreja, aprende a falar bonito hipocritamente, escondendo sua verdadeira face, aproveitando-se da boa-fé dos irmãos que, sem saberem quem de fato eles são, acabam se deixando engabelar por suas mentiras e falcatruas, enganando até o anjo da igreja, fazendo-o pensar que ele é uma pessoa do bem, mas nem imagina que usa máscara dentro da igreja - lobo em pele de cordeiro.
Mas Deus retribui a cada um segundo as suas obras, neste caso as más obras. Ai daquele que cair nas mãos do Deus vivo!
Ora, se teu irmão pecar contra ti, vai, e repreende-o entre ti e ele só; se te ouvir, ganhaste a teu irmão;
ELE NÃO TE OUVE E AINDA TE DIZ PARA RESOLVER COM ALGUÉM QUE NADA TEM A VER COM O CASO, DESEJANDO SE ESQUIVAR DA RESPONSABILIDADE QUE É DELE.
Mas, se não te ouvir, leva ainda contigo um ou dois, para que pela boca de duas ou três testemunhas toda a palavra seja confirmada.
VOCÊ LEVA O CASO À JUSTIÇA E NEM ASSIM O HEREGE COMPARECE, E SE DIZ HOMEM DE DEUS - QUE SACRILÉGIO!
E, se não as escutar, dize-o à igreja; e, se também não escutar a igreja, considera-o como um gentio e publicano.
COMO ELE REAGIRIA SE SOUBESSE QUE O SEU PASTOR CONHECE AS SUAS FALCATRUAS E ARMAÇÕES COM O DINHEIRO DOS OUTROS, COM OS COMPROMISSO NÃO CUMPRIDOS COM OS OUTROS QUE O PROCURAM PROFISSIONALMENTE?
Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra será ligado no céu, e tudo o que desligardes na terra será desligado no céu.
Mateus 18:15-18
E A PALAVRA DE DEUS TE DÁ A LIBERDADE PARA PERDOAR DESDE QUE O HEREGE SE ARREPENDA DE VERDADE.
Aqueles a quem perdoardes os pecados lhes são perdoados; e àqueles a quem os retiverdes lhes são retidos. João 20:23

Há pessoas que pensam que depois de terem entrado para a igreja a vida piorou. Na verdade, a vida nunca piora depois que se entra para a igreja; o que acontece é que Jesus tira as escamas dos olhos, e os males antes imperceptíveis tornam-se visíveis, a olho nu e a coração nu, porque não resistem à presença de Jesus na vida da pessoa. Por isso, manifestam-se com maior clareza, pois já não conseguem mais se camuflar. Diante de Deus, tudo se torna patente.

Percebi que para a gente estar em pecado não é preciso estar com pessoas ao redor; basta estar sozinho. Para cometermos um pecado basta estarmos sozinho com os nossos próprios pensamentos.

Se um homem morreu foi segundo a vontade de Deus. Os meios e motivos só Deus conhece. Quem poderá julgar os desígnios de Deus?
www.monicacampello.com.br

Inserida por MonicaCampelloAutora

Quem é quem pra falar quem é Deus?
www.monicacampello.com.br

Inserida por MonicaCampelloAutora

Não basta chegar e pedir perdão, tem de haver confissão.
Pedido de perdão sem confissão é inócuo. Não mostra o verdadeiro desejo de ser perdoado, mas, quando confessa um pecado ou um erro, revela que realmente há arrependimento, pois este faz parte da confissão, e toda confissão exige arrependimento. Então, quando de fato existe o arrependimento, a pessoa merece o perdão.

Não são as minhas ações que garantem as bênçãos do Senhor, mas elas são irrevogáveis porque vêm dele. "Pela graça sois salvos", diz a palavra de Deus. As coisas não vêm de mim; as coisas vêm do senhor.
"E o próprio nosso Senhor Jesus Cristo e nosso Deus e Pai, que nos amou, e em graça nos deu uma eterna consolação e boa esperança, console os vossos corações, e vos confirme em toda a boa palavra e obra" (2 Ts 16,17).

"O que come o pão comigo, levantou contra mim o seu calcanhar" (Jo 13:18).
"Se algum deles vem me visitar, diz coisas vãs" (Sl 41:6).
"Ele pôs longe de mim os meus irmãos, e os que me conhecem tornaram-se estranhos para mim.Todos os meus amigos íntimos me abominam, e até os que eu amava se tornaram contra mim" (Jó 19:13,19).
E o Senhor teu Deus lançará fora estas nações pouco a pouco de diante de ti" (Dt 7:22).
"Até mesmo os seus irmãos e a sua própria família traíram você e o perseguem aos gritos. Não confie neles, mesmo quando lhe dizem coisas boas" (Jr 12:6).
O inimigo tem agido sob ordem do Senhor a fim de realizar um fim mais elevado. Os amigos nesta hora não mostram qualquer misericórdia, revelando sua verdadeira identidade no tocante a esta amizade.
Mas, ainda assim, qual é o mandamento do Senhor?
"Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis. Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros" (Jo 13:34,35).
Amando, só temos a ganhar de Deus. Então, por que odiar, por que se vingar, por que não obedecer à palavra de Deus para o nosso próprio bem? Pois eles receberão de Deus a parte que lhes compete. Cada um responderá segundo às suas obras, mas isso vem de Deus e não de nós em nossas dores, humilhações, abandono e traições.
Como amar sob tais circunstâncias, alguém que nos faz tão mal?
Orando a Deus, saberemos como fazê-lo. O mais importante neste momento é seguir a instrução e a sabedoria de Deus para que tudo nos vá bem. As demais coisas nos serão acrescentadas no tempo de Deus que é perfeito e nunca se atrasa. De qualquer forma, comecemos por não odiar, não desejar mal e não desejar vingança. Comecemos por desejar amar, e peçamos isto a Deus, e ele nos ensinará. Lembremos de Jacó e Esaú, de José e seus irmãos. Vivamos em paz, sem jamais deixar a prudência.

Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor; e a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados. (Tiago 5.14,15)
Não há cura na Igreja do Senhor porque, como alguém doente pode curar outro doente? A Igreja está doente; está cheia de doentes. Que aprenderam a falar palavras bonitas, teorias, mas são todas palavras vazias, inócuas, que não produzem o efeito para o qual são destinadas, não operando a cura, porque eles não têm como curar. Como uma pessoa com manchas, com problemas com hipocrisias, com mentiras, vai conseguir operar a cura dentro da Igreja. E a Igreja está assim, cheia deste tipo de gente; por isso que não tem tido cura; por isso que a Igreja de hoje não é como na época de Jesus Cristo quando os discípulos operavam curas e milagres. Eles estavam ali verdadeiramente decididos a servir a Cristo em pureza de santidade. E como isso funciona hoje? Qual é o espírito de hoje dentro da Igreja?

Eu entendo que isto é a voz de Deus falando ao meu coração. Contudo, é muito difícil pôr em prática este ensinamento diante das decepções, das indiferenças, do descaso, das indignações, de a gente receber coisas inesperadas de quem não se esperava.
Isso nada tem a ver com depressão ou sentimento de rejeição a ponto de alguém sugerir tratamento com psicólogos, pois há pessoas que confundem espírito com psiquê ao que de maneira elementar e grotesca podemos responder: uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa.
Muitas vezes, problemas de ordem moral afetam o estado espiritual ou psicológico, mas as pessoas não percebem onde está o problema. Seria necessário que elas fizessem uma selfie da alma, e não utilizassem filtros para maquiar os defeitos; esta seria uma forma de avaliar o interior e reconhecer que pontos-gatilho anímicos estão necessitando de tratamento e regeneração. Freud não explica! Mas Deus sabe de todas as coisas.
Que se vá ao médico, mas que nunca se esqueça do Médico dos médicos, Jesus, pois é ele quem vai tratar de todos os teus problemas emocionais, morais, espirituais, psicológicos independentemente das ciências dos homens.
Ó Timóteo, guarda o depósito que te foi confiado, evitando as conversas vãs e profanas e as oposições da falsamente chamada ciência;
a qual professando-a alguns, se desviaram da fé. A graça seja convosco.
1 Timóteo 6:20,21
Permaneça fiel a Deus por continuar sendo agradável aos olhos dele independentemente do mal que te causem.

Esqueça o que as pessoas fazem contra você. Dê o seu melhor para as pessoas.

Inserida por MonicaCampelloAutora

O que redeia nem sempre é confiável!
"Redeando" (neologismo meu = rolando na rede) a seguinte frase: "A maior distância entre duas pessoas é o mal entendido", mas discordo desta frase. Corrigindo a ideia de forma mais clara e mais definida, a maior distância entre duas pessoas é a descoberta de verdades antes ocultas ou as quais não queriam enxergar. "Mal entendido" é apenas uma desculpa.
Fazemos uma cortina de fumaça para não enxergar o que é óbvio a fim de proteger alguém cujos sentimentos nós conhecemos, mas preferimos não admiti-los e não apontá-los para que uma amizade não venha a ser desfeita.
Aprendemos a engolir coisas que naturalmente não engoliríamos, mas o fazemos em prol da amizade para que não seja destruída; nisto, percebemos a verdade e nos calamos diante dela; não revelamos à pessoa o que percebemos a fim de evitar constrangimentos, a fim de proteger a pessoa de si mesma de modo a não se sentir envergonhada ou humilhada após ter de assumir a própria identidade moral que ela se ocupava em omitir, consciente ou inconscientemente.
Lembro-me de um ditado: "Um é pouco, dois é bom, três é demais". As duas vezes que uma pessoa já vacilou pelo mesmo motivo ou por motivo muito parecido com o anterior já é prova suficiente de que a pessoa é aquilo mesmo que aparenta, e que a gente prefere não admitir; suas ações repetidas reforçam aquilo que já depreendemos dela.
Apesar de tudo, o amor continua e também a nossa consideração.
Outro ditado diz que errar é humano, mas permanecer no erro é burrice. Eu também reforço este ditado dizendo que "Errar é humano, mas permanecer no erro também é humano", ou seja, o ser humano está sempre errando e sempre repetindo os mesmos erros, até que um dia ele pode ser liberto deles pela providência da sabedoria que vem de Deus. Quando uma pessoa se descobre em Deus, tornam-se muito naturais as frequentes visitas ao próprio interior de modo a executar varreduras necessárias e completas, uma vez por todas, em tempo oportuno, pois isto se coaduna com a palavra de Deus que diz: "Pelo cumprimento dessa vontade fomos santificados, por meio do sacrifício do corpo de Jesus Cristo, oferecido uma vez por todas" (Hb 10:10); aí, sim, em Deus a pessoa errará uma vez, mas se corrigirá, pois errar é humano, mas neste caso, não permanecer no erro é sabedoria.
www.monicampello.com.br

Inserida por MonicaCampelloAutora

Muitas vezes poderíamos dar mais valor aos gestos românticos dos nossos queridos do que aos nossos pensamentos de desconfianças. Acredito que a primeira atitude será mais benéfica do que a segunda.
Muitas vezes também somos culpados pelos nossos infortúnios por focarmos em coisas que não merecem tanta atenção.

Por isso que gosto de conversar com anciãos. Hoje aprendi de uma que quando há duas versões, verdade e mentira, e não há como provar uma e outra, fique com o tempo, pois ele trará à tona a verdadeira realidade daquilo que de fato se quer conhecer.

Inserida por MonicaCampelloAutora

Como mistura de limão e couve, assim é a gente receber coisas inesperadas de quem não se esperava.

Mesmo que a couve tenha formato de coração, a mistura vai continuar azeda.

Inserida por MonicaCampelloAutora

Orando, pedi ao Senhor que me capacitasse com o equilíbrio necessário para o exercício das coisas racionais e espirituais.
Não me aplicar a mais nem a menos em uma ou em outra.
Saber dosá-las de acordo com as situações da vida de modo que não me exceda em nenhuma delas.
O Senhor imediatamente me respondeu:
"E o jovem Samuel ia crescendo, e fazia-se agradável, assim para com o Senhor, como também para com os homens" (1 Sm 2:26).
E o jovem Samuel crescia diante do Senhor.
1 Samuel 2:21
E acharás graça e bom entendimento aos olhos de Deus e do homem.
Provérbios 3:4
E crescia Jesus em sabedoria, e em estatura, e em graça para com Deus e os homens.
Lucas 2:52
Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo.
Atos 2:47
Porque quem nisto serve a Cristo agradável é a Deus e aceito aos homens.
Romanos 14:18
E o menino crescia, e se fortalecia em espírito, cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava sobre ele.
Lucas 2:40
Pois zelamos do que é honesto, não só diante do Senhor, mas também diante dos homens.
2 Coríntios 8:21
Neste último versículo lembro da oração que fiz ontem na rua sobre aprendermos a guardar o mandamentos do Senhor de maneira que venhamos a ser honestos diante dele e dos homens, pois isto lhe agrada. Deste modo, equilibramos o nosso viver diante de Deus e dos homens pelo exercício da fé e da moral.
Servir a Deus é isso! Não é deixar a nossa humanidade de lado e viver em fanatismos; é, antes de tudo, aprender a equilibrar na vida a razão com a emoção e a espiritualidade, recebendo de Deus o poder para fazê-lo. Para este alcance é mister estar na presença de Deus que um dia se fez homem após ter criado o homem.
Portanto, precisamos aprender a assumir a responsabilidade dos nossos atos, sabendo que se agimos corretamente, tudo nos irá bem; caso contrário, a culpa pelos nossos dissabores será apenas nossa, pois se andarmos em obediência aos mandamentos divinos, tudo terá saldo positivo sem nenhum decréscimo.
Obrigada, Senhor.
www.monicacampello.com.br

Inserida por MonicaCampelloAutora

O nosso maior privilégio é ter o Senhor conosco em cada batalha da vida.
Precisamos aprender a desejar estar onde Deus quer que estejamos independentemente das circunstâncias. As habilidades humanas são inúteis se Deus não estiver no controle de suas ações; sem a presença do Senhor dos Exércitos, nosso General de guerra, é impossível vencer batalhas.
Precisamos aprender o quanto dependemos de Deus e que se quisermos ser vitoriosos devemos obedecer-lhe em tudo e lhe ofertar o nosso melhor com um coração voluntário. Precisamos nos sentir felizes por fazermos o que nascemos para fazer - ser um cristão a serviço do nosso Deus e de toda Israel.
Agradeço a Deus e a todos que direta ou indiretamente me ajudam a aprender cada vez mais e mais de Deus e de sua perfeita vontade para minha vida que deve servir para ajudar outras pessoas.
www.monicacampello.com.br

Inserida por MonicaCampelloAutora